Sinais

Assistência Social e Conselho Tutelar abordam crianças nas ruas para checar vendas e pedidos de esmolas

0
1192

No sábado, 28, uma equipe do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), que faz parte da secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de Barra Mansa, juntamente com integrantes do Conselho Tutelar, percorreu as ruas do centro da cidade em busca de crianças ou adolescentes que estivessem comercializando produtos ou
pedindo dinheiro. O objetivo era claro: “Estamos caminhando pelo Centro para encontrar situações que possamos abordar, em defesa dos direitos das crianças e adolescentes”, informou o gerente de Proteção Social Especial da pasta, Alexandre Martins.
Isabela Cristina de Carvalho, conselheira tutelar, comentou a iniciativa. “Realizamos uma abordagem em conjunto com a secretaria de Assistência e Centro Pop, para a prevenção, orientação e identificação das crianças e adolescentes que estão nas ruas vendendo doces e afins. A importância do trabalho é prevenir, orientar e identificar os responsáveis para encaminhar à rede de assistência, como, por exemplo, os Centros de Referência de Assistência Social (Cras)”, avaliou.
Durante a ação, três adolescentes foram abordados vendendo balas; seus nomes, bem como o da mãe deles, foram colhidos e foi descoberto o endereço deles para uma posterior acompanhamento familiar. Segundo as equipes, os adolescentes também foram orientados e encaminhados para casa.
Além dos adolescentes e sua responsável, também foi encontrada uma mãe com uma bebê vendendo balas. De acordo com as equipes que fizeram a abordagem, ela veio de um município vizinho e tem dificuldades de conseguir vaga em creche, por isso, traz consigo a criança, para poder vender seus produtos. A mulher foi orientada a ir aos órgãos competentes do outro município para solicitar apoio. Os responsáveis pela abordagem ressaltaram que a criança estava bem cuidada e não aparentava maus-tratos.

SEM COMENTÁRIOS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp