quarta-feira, dezembro 1, 2021

Sem saliências

2-02-17 - Reunião GM-Cultura-Gabinete Rodrigo (11)

O prefeito Rodrigo Drable (PMDB) vai comprar uma briga indigesta. De combater o tráfico de drogas e a prostituição em Barra Mansa, que, segundo ele, estariam muito ligados. “O caso é grave! Existem estabelecimentos comerciais que funcionam como fachada para atividades criminosas como tráfico de drogas e exploração da prostituição”, disparou na manhã de ontem, sexta, 3, ao ser procurado pelo aQui para falar sobre as ações de segurança que pretende implementar no município. “Serão feitas ações coordenadas com a inteligência das forças de segurança pública, para que isso não continue ocorrendo em Barra Mansa”, justificou.

 

Rodrigo vai além. Diz que se nada for feito, a situação certamente será agravada diante do desemprego e da ação de bandidos que têm procurado agir em Barra Mansa, vindos de outras cidades e regiões. “Barra Mansa já foi uma cidade calma e tem sofrido com o avanço das drogas, assaltos e sentimento de insegurança. Se a situação não está pior, é graças à atuação dos nossos delegados, que são referências e premiados nacionalmente, e da PM que, apesar da falta de estrutura, está sendo uma grande parceira da cidade”, pontua, para logo disparar: “Barra Mansa estava virando a cidade sem lei. Tudo o que estava sendo reprimido nas outras cidades estava vindo para cá”, avalia.

 

Nesse ponto da entrevista, Rodrigo dá detalhes de como Barra Mansa está sendo invadida até comercialmente. “Essa semana foi apreendido um ônibus de passageiros, com 5 toneladas de mandioca. O produto está sendo trazido três vezes por semana do interior de São Paulo. A mesma maneira que é utilizada para trazer a mercadoria, irregular e sem registro, pode estar trazendo armas e drogas”, pontua o prefeito. “Imagine: 15 toneladas por semana, 60 toneladas por mês! Quanto isso dá de lucro?”, ironiza. “E gente de outro estado ganhando mais dinheiro em Barra Mansa do que os comerciantes que pagam impostos e geram empregos. E ainda com o risco de vir coisa errada no meio da carga. Acabou a bagunça!”, esbraveja, prometendo agir já nos próximos dias em conjunto com as polícias Civil e Militar, além da Guarda Municipal.  

 

Nessas incursões, segundo Rodrigo, as forças de segurança vão agir também contra a prostituição nas áreas centrais de Barra Mansa, que estaria subordinada ao tráfico de drogas. Embora não tenha (ou não quis divulgar) informações sobre o número de inferninhos (casas de prostituição) existentes no município, Rodrigo Drable garante que a ação não terá nenhum viés discriminatório. “Não temos qualquer discriminação contra as prostitutas ou travestis, o que não aceitamos é a exploração da prostituição, que é crime”, comparou, fazendo um alerta: “Existem muitas denúncias e reclamações da exploração da prostituição na cidade, inclusive envolvendo menores. Isso não será admitido em hipótese alguma”, detonou, prometendo agir também nos bares onde pode estar havendo casos de prostituição. “Estamos organizando uma ação conjunta entre as forças de segurança para fecharmos os bares da cidade que promovam tráfico de drogas e prostituição”, prometeu.

 

Além da briga contra o tráfico e, por tabela, contra a prostituição, Rodrigo Drable terá mais uma dor de cabeça pela frente. A provável transferência do delegado titular da 90ª DP, Ronaldo Aparecido. Na segunda, 6, inclusive, o prefeito estará liderando um movimento pela manutenção do mesmo em Barra Mansa. Será às 10h30min, em frente à sede da DP. “O Delegado de Barra Mansa é reconhecido em nível nacional. É um profissional discreto, que nunca buscou o holofote, mas que tem atuação contundente. Não podemos cogitar perder sua força de trabalho e de resolutividade’, justificou.                

 

Segurança

Na manhã de quinta, 2, Rodrigo se reuniu com os integrantes do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) para tratar do aumento do número de assaltos na cidade, da instalação de um Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) e do que terá que ser feito no carnaval. Participaram da reunião o comandante da GM, Joel Valcir, o delegado Ronaldo Aparecido, o tenente da PM, Sidnei Bernardes, entre outros, além de secretários e vereadores.

 

O primeiro a falar foi Ronaldo Aparecido, titular da 90ª DP  de Barra Mansa desde 2011. “A segurança pública, assim como a saúde, são um dos pilares para a melhoria da qualidade de vida quando funcionam bem. Por isso a criação do Ciosp será de grande importância para coibir os assaltos”, analisou. “Precisamos de ajuda de todos os envolvidos para não deixar a criminalidade crescer e tornar Barra Mansa uma nova Angra dos Reis, que está muita violenta”, comparou. “Aproveito para pedir aos presentes que nos enviem ideias para que possamos aprimorar os serviços da delegacia”, solicitou, deixando a impressão de que conta em permanecer na cidade.

 

Ciosp

Na reunião, o prefeito Rodrigo Drable confirmou que vai ativar o Ciosp antes do carnaval e que o órgão terá mais 28 câmeras. “Estamos negociando com a empresa responsável pelo sistema de monito-ramento, que está há sete meses sem receber e já conseguimos uma redução de 28% no valor do contrato. Queremos apoio das entidades, como Aciap, CDL e Sicomércio para que elas nos ajudem no custeio dos equipamentos”, disse.

 

Reação dos internautas

A ameaça de Rodrigo Drable de combater o tráfico e a prostituição em Barra Mansa agradou aos internautas. Muitos chegaram, inclusive, a denunciar locais onde os crimes podem estar acontecendo. Sandra Abreu, por exemplo, postou que os bares existentes nas proximidades da Câmara de Vereadores podem estar envolvidos no esquema. “Aqueles perto da Câmara então, cruzes, droga e prostituição a todo instante”, escreveu. Outra sugeriu que as forças de segurança atuem pela Avenida Beira Rio.

Já um internauta, ao participar da página do Barra Mansa Inteirada, aproveitou para lembrar dos bares localizados na “rua gastronômica”. “Engraçado que dos bares que ficam na rua gastronômica ninguém fala, até morte já teve… gastronômica é o cacete… só rola droga …..todo mundo sabe e nada acontece….”, denunciou, recebendo apoio de Ivan, mais um dos internautas a aplaudir a proposta de Rodrigo. “Barra Mansa está cheia desses bares. A hora de separar o joio do trigo é agora”, avaliou
Um dos comentários mais sintomáticos foi deixado por uma internauta, que será identificada pelo jornal apenas pelo seu primeiro nome. “Isso pode dar rolo… Deus proteja”, postou Simone. Ela tem razão…

Artigo anteriorColuna Social
Artigo seguinteAconteceu…
ARTIGOS RELACIONADOS

Resistindo à violência

Curtas barra Mansa

‘Deu certo’

LEIA MAIS

Grampos

O roubo da identidade

Resistindo à violência

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp