Saindo da pista

thumbnail_Granato e assessores do prefeito são recebidos pelo ministro dos Transportes

Como em um jogo de vôlei, o prefeito Samuca Silva levantou a bola e o vereador Granato cortou para fechar o primeiro set da partida disputada por Volta Redonda contra os burocratas do Dnit, time do governo Federal responsável pela manutenção da BR-393, que mantém um trecho da rodovia que corta a cidade do aço. O time do Voltaço, vejam só, agora terá até o reforço de Rodrigo Drable no banco de reservas, pois acuado e criticado, o prefeito de Barra Mansa já aceita ser responsável pelos poucos quilômetros da via que cortam o seu município até chegar à Dutra.  

A municipalização dos trechos da BR-393, defendida por Samuca desde que a Rodovia do Contorno foi inaugurada no final do ano passado, caiu nas graças do presidente da Câmara, Washington Granato. O vereador gostou tanto que pegou um avião para Brasília, na segunda, 18, levando de carona alguns assessores de Samuca, como o engenheiro Márcio Lins, para juntos tentarem convencer as autoridades federais de que o projeto irá livrá-los de um senhor abacaxi.

Granato participou de duas audiências, uma, inclusive, com o ministro dos Transportes, Valter Casemiro, que jurou ao vereador que a União está empenhada em resolver a questão. Prometeu até solucionar o problema em no máximo 30 dias – até 18 de julho. Lembrou, entretanto, que será necessário receber um ofício da prefeitura, solicitando a municipalização do trecho da BR 393, com a devida autorização da Câmara de Volta Redonda. “O que já está sendo providenciado”, ressaltou Granato. 

Deixe um comentário