Sabe o que é uma AFF?

A queda de cabelos sempre incomodou e  continuará incomodando muitas pessoas, especialmente as mulheres. Não é para menos. Afinal, quem não tem aquele receio, por menor que seja, de ficar careca? Se não fosse assim, a calvície não seria um dos principais motivos da ida dos pacientes aos dermatologistas. 

 

Como já abordado em outras edições, existem vários tipos de queda de cabelos e um deles tem chamado a atenção nos últimos anos devido ao aumento da incidência: trata-se da Alopecia Frontal Fibrosante (AFF).

 

Essa doença apresenta um desenvolvimento diferente e a perda de cabelo foge do padrão usual, acometendo a faixa frontal de implantação de cabelo, “empurrando-a” para trás, o que provoca um aumento da área da testa, podendo se estender até a região atrás das orelhas, além de também poder atingir as sobrancelhas.

 

A AFF pertence a um grupo de perda de cabelos chamada de alopecias cicatriciais. Mais especificamente nessa doença, células de defesa chamadas de linfócitos agridem a região do bulge – onde fica a raíz do cabelo – de forma tão intensa que matam aquelas células responsáveis pela formação do fio de cabelo, gerando uma cicatriz no local e a perda permanente do fio. 

 

Ela tem evolução lenta e contínua, mas sua causa ainda não está completamente esclarecida para a medicina. Sabe-se que ocorre principalmente em mulheres que já estejam na menopausa, mas também pode acontecer naquelas que estão na fase pré-menopausa e até mesmo nos homens.

 

Infelizmente ainda não existe cura e o objetivo do tratamento é parar a evolução da doença o mais rapidamente possível. Por isso, é importante procurar seu dermatologista logo nos primeiros sinais de queda de cabelo, pois o diagnóstico precoce é fundamental para evitar que a área afetada aumente. 

andre_corAndré Piffer Bahia é Médico com pós-graduação em Dermatologia, CRM 52.87713-1 e Médico Tricologista indicado pela Sociedade Brasileira do Cabelo. Atende no Centro Médico, ao lado do Hospital Vita – telefone (24) 2102-0088 e no Centro de Saúde Renascer – telefone (24) 3348-1098 

Deixe uma resposta