Ônibus

A novela sobre a licitação ou não das 33 linhas municipais ainda operadas pela Sul Fluminense em Volta Redonda pode estar com os dias contados. E o final tem tudo para ser feliz pelo menos para os passageiros, que, nos últimos meses, como diz o ditado popular, ‘andaram comendo o pão que o diabo amassou’. Não é para menos. Dois ônibus da SF, por exemplo, pegaram fogo e os passageiros tiveram que descer às pressas para não morrer incendiados ou asfixiados. Outros andaram faltando ao trabalho por não ter ônibus circulando pelas ruas da cidade do aço.
Ontem, sexta, 13, segundo uma fonte do aQui, as empresas concorrentes da Sul Fluminense teriam mandado um ofício à prefeitura de Volta Redonda disponibilizando vários ônibus para uso imediato nas linhas mais problemáticas da Viação Sul Fluminense. E estariam dispostas a adquirir novos veículos para atender às necessidades do Poder Público.
Procurado pelo aQui, o prefeito Samuca Silva limitou-se a dizer que ainda não tinha recebido qualquer documento das empresas. “Não recebi. Nada a fazer”, disparou.

Deixe uma resposta