sexta-feira, fevereiro 23, 2024
CasaGERALMudando de ares

Mudando de ares

A poderosa secretaria de Ordem Pública (Semop) passou a ocupar lugar de destaque na Ilha São João em um local que já abrigava a Central de Atendimento Único (CAU) e o Centro Integrado de Operação de Segurança Pública (Ciosp). Para tanto, passou por uma readequação, ganhando salas remodeladas, móveis e, chique, computadores novos e modernos. O prédio ganhou até nome, o de Luiz Carlos Monteiro Barbosa, sendo que o auditório da unidade foi batizado de Nancy Andrea de Mattos Barbosa, em homenagens póstumas aos pais do titular da pasta, tenente-coronel Luiz Henrique Monteiro Barbosa.
Como que querendo mostrar força, o titular da Semop contou com a presença do prefeito Neto, de vários integrantes do governo, familiares dos homenageados, vereadores locais e representantes das Polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar, Civil e Defesa Civil Municipal. “Quando o governador esteve em Volta Redonda, eu falei sobre a pessoa honesta, séria e competente que o Henrique é. Não tenho dúvidas de que você será comandante geral da Polícia Militar um dia, fazendo um belíssimo trabalho. Com certeza você é um orgulho para seus pais e toda a sua família. Você merece todo o nosso respeito e agradecimento. Agradeço a você e a todos os familiares por permitir homenagear seus pais. Tenho certeza que, em pouco tempo, Volta Redonda será a cidade mais segura do estado, quiçá do Brasil”, teorizou Neto em seu discurso.
Visivelmente emocionado, Luiz Henrique falou da homenagem feita a seus pais. “Falar deles é muito difícil, se sou policial, é graças a eles. Me perguntaram qual a relação deles com Volta Redonda, e posso dizer que eles colecionavam todos os jornais da cidade. Ficavam felizes com as vitórias de Volta Redonda e se entristeciam com as derrotas. Hoje, eles estarão presentes em meu coração, meus pensamentos e todos os dias comigo em Volta Redonda”, disse, aproveitando para entregar a Neto uma camisa da equipe da Semop emoldurada com a inscrição “01”, jargão policial usado para se referir ao comandante.
Luiz Henrique, para quem ainda não conhece o polêmico secretário da equipe do prefeito Neto, começou assumindo o comando da Guarda Municipal, em 2009. “Deixamos o governo em 2016, com vários resultados positivos alcançados, mas na volta do prefeito Neto recebemos uma cidade destruída. Mais difícil do que construir é reconstruir. Mas tenho certeza de que vamos recuperar este tempo perdido. Em sete meses de trabalho, implementamos a poda de árvores para aumentar a segurança nas vias públicas; criamos a Unidade de Guarda Comunitária (UGC); a Cidade Monitorada; e as Patrulhas Escolar, Maria da Penha e de Proteção ao Idoso”, destacou, ignorando que no passado tinha fama de homem mau.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Todo carnaval tem seu fim

Depois de quarta

‘Prevenir’

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp