sexta-feira, fevereiro 23, 2024
CasaEditoriasVolta RedondaMP usa gravação de Samuca para denunciar Temponi

MP usa gravação de Samuca para denunciar Temponi

Por Mateus Gusmão

O vereador Vander Temponi, líder do governo Neto, se envolveu em mais uma polêmica. Desta vez, com o Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que o denunciou à Justiça acusando-o de tráfico de influência. Detalhe: antes mesmo de assumir seu mandato na Câmara de Volta Redonda. A denúncia foi recebida pela 2a Vara Criminal de Volta Redonda. Diz o MP que, entre janeiro de 2017 e maio de 2019, Temponi teria se passado por emissário do então prefeito, Samuca Silva, pedindo vantagens financeiras para a empresa AEX Alimenta Comércio e Serviços Ltda., que era responsável pela merenda escolar dos alunos da rede municipal.
O MP garante que Temponi dizia ter influência nas decisões de Samuca. E, ao mesmo tempo, apresentava-se como representante da AEX nos órgãos públicos para obter acesso privilegiado à prefeitura e ao contrato de prestação de serviços entre a empresa e o município. Quem denunciou Temponi foi o próprio ex-prefeito Samuca, ao descobrir que Temponi estaria usando seu nome para obter lucro ilícito.
Com autorização judicial, Samuca gravou reuniões com Temponi e o hoje vereador teria admitido receber 2% do valor do contrato entre a prefeitura e a AEX. Teria confessado até que recebia quantias mensais da empresa para agilizar o recebimento dos valores dos contratos e marcar reuniões com Samuca.
Em agosto de 2022, depois de ter acesso a equipamentos eletrônicos, documentos e telefones, o MP diz ter encontrado evidências não apenas do tráfico de influência, mas também da participação do vereador em uma organização voltada para obter vantagens financeiras por meio de prejuízos ao erário, no esquema criminoso conhecido como ‘rachadinha’, o que culminou na deflagração da Operação Prática Nefasta. Ele chegou a ser afastado do cargo, mas conseguiu retornar através de uma decisão do TJRJ.
Em nota, a defesa de Temponi se manifestou sobre a denúncia. “Mais uma acusação fantasiosa, promovida para atender interesses inconfessáveis! Assim que for intimado, vai apresentar sua defesa e esclarecer amplamente os fatos”, prometeu o advogado Márcio Delambert.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp