Levantamento macabro

Luiz Vieira

Os jornais A Voz da Cidade, de Barra Mansa, e Diário do Vale, de Volta Redonda, não devem ter do que reclamar da venda dos exemplares em banca, considerando, é claro, que o Sul Fluminense é uma região tipicamente operária. E que a população, assim como ocorre nos grandes centros, é ávida por notícias policiais. ‘Quanto mais sangue, melhor’, dizem os jornaleiros. Não é para menos.

Levantamento feito pela estagiária Emanueli Porfírio mostra que os dois jornais estamparam, no período de 1º de abril a 31 de julho deste ano, nada menos que 78 assassinatos. Corresponde a 0,63 mortes por dia. As cidades campeãs foram, pela ordem, Volta Redonda e Barra Mansa. Até a aprazível Itatiaia, quase na divisa com São Paulo, bem longe da Baixada Fluminense, registrou casos de violência. Deve ter sido por isso que o prefeito Eduardo Guedes da Silva o Dudu, soltou fogos para comemorar a chegada de oito viaturas da Polícia Militar.

Os veículos, sete do modelo Voyage e um Gol, foram doados pelo governo do Estado para aumentar o poder de fogo do 37º BPM, responsável pela ‘segurança’ de Resende, Itatiaia, Porto Real e Quatis, conforme noticiário do jornal A Voz da Cidade. O que pouca gente sabe é que estas cidades não têm o que comemorar. Muito pelo contrário. Todas as viaturas eram usadas e algumas estavam, literalmente, sucateadas. Veja o que o comandante do 37º BPM, tenente-coronel, Rhonalt Bueno Pereira, disse a respeito das viaturas usadas que recebeu.

“Os veículos não são novos, mas vão ajudar muito a reforçar o patrulhamento ostensivo na região das Agulhas Negras contribuindo para melhor atender a população. As viaturas vieram graças ao esforço do comandante do 5º Comando de Policiamento de Área (CPA), Antônio Jorge Goulart Matos de melhor aparelhar os Batalhões da Polícia Militar na região Sul Fluminense. Ainda esperamos a vinda de mais viaturas do tipo Patamo (Patrulhamento Tático Móvel) para serem integradas na frota do nosso Batalhão”, disse Bueno. “Num primeiro momento, vamos fazer a substituição das viaturas em situação mais críticas, e em segundo plano vamos fazer a distribuição de acordo com a mancha criminal do Sistema Integrado de Metas”, completou.

A doação das ‘carroças’ e os assassinatos apurados pelo aQui mostram que nossas autoridades, até prova em contrário, só estão mesmo preocupadas com a cidade maravilhosa e com as cidades da Baixada Fluminense. Alguém já viu, por exemplo, tropas do Exército passando pela Vila? Subindo a Vila Brasília? De prontidão no centro de Barra Mansa? No Paraíso de Cima? Não, não. Elas ficam apenas no ‘paraíso do Rio de Janeiro”.

Esquecem que o Sul Fluminense já tem uma população superior a um milhão de habitantes. E que graças à região, desde os tempos do antigo Estado do Rio, é que a capital sobrevive, economicamente falando. E, às vésperas de mais uma eleição, é bom que os políticos atentem para as cidades do interior.

A Eduardo Paes (DEM), Márcia Tiburi (PT), Romário (Podemos), Índio da Costa (PSD), Pedro Fernandes (PDT) e Garotinho (PRP), um alerta: não esqueçam que no Sul Fluminense também enfrentamos casos de balas perdidas. De feminicídio. De grupos de extermínio. De intolerância racial, sexual, social. Também temos casos de corrupção de políticos. E pior: dos 78 casos de assassinatos registrados nas páginas policiais dos jornais A Voz da Cidade e Diário do Vale, apenas 10 suspeitos foram presos. É pouco, muito pouco, para quem tem o poder do voto nas mãos.

Veja o dia a dia…

1 de abril – Ronaldo Rodrigues de Oliveira, 25, teria confessado que matou o empresário Jean Souza de Seixas, 29, para roubá-lo. A vítima foi morta após ser espancada com uma barra de ferro e, em seguida, queimada. Ronaldo teria telefonado para a vítima, que morava em Porto Real, interessado em comprar um Space Fox Prata que Jean estaria vendendo pela internet. Os dois teriam marcado um encontro  (emboscada) em Resende. (Diário do Vale)

1 de abril – Mauro César Oliveira, conhecido como “Ganso”, 40, foi assassinado, a tiros, na madrugada, na Rua João Xavier, no bairro Boa Vista II, em Barra Mansa.  (Diário do Vale)

5 de abril – O corpo do jovem Yago Aides Soares de Oliveira, 19, foi encontrado boiando no Rio Paraíba, em frente ao Parque das Águas. Importante: o corpo da vítima estava com as mãos e os pés amarrados. (A Voz da cidade)

7 de abril – Luan Henrique Bento da Silva, 21, foi assassinado a tiros em Barra Mansa. O crime ocorreu dentro de uma casa na Rua Getúlio Antonio Augusto, no bairro São Carlos.

7 de abril – O corpo de Joice da Silva Caldeiras, 23, foi encontrado em uma cova rasa em um sítio na estrada da Fazenda Bom Sucesso, em Vargem Grande, Barra do Piraí. (A Voz da Cidade)

8 de abril – Rafael Graziel foi preso em Barra Mansa acusado de assaltar e matar um homem conhecido como Reginaldo, no Conforto, em Volta Redonda. Ele teria confessado o crime e teria sido ajudado por dois amigos não identificados. (A Voz da Cidade )

10 de abril –  O corpo de um jovem, com idade entre 20 e 25 anos, foi encontrado às margens da Via Dutra, no Km 307, em Resende. Policiais Rodoviários Federais disseram que a vítima apresentava perfurações de tiros pelo corpo. (Diário do Vale)

10 de abril – Edson Calixto Gomes, 32, foi morto a tiros na Avenida B, no bairro Freitas Soares. O suspeito chegou em uma bicicleta e estaria usando uma camisa vermelha. (Diário do Vale)

12 de abril – Leonardo da Silva Araújo, 25, confessou na 88ª Delegacia de Polícia, de Barra do Piraí, ter matado e estuprado a jovem Joice da Silva Caldeiras, 23. Ele alegou que a mesma teria se negado a manter um relacionamento com ele. (A Voz da Cidade)

14 de abril – Felipe Samuel Evanir, 26, foi morto com cerca de oito tiros. O crime foi na esquina das ruas Conceição do Macabu e Cordeiro, no bairro Siderlândia, em Volta Redonda. (Diário do Vale)

16 de abril – O aposentado José Olavo Pala, 71, que morava sozinho no Laranjal, foi encontrado morto dentro de sua casa. Ele estava amarrado dentro da banheira da sua residência. (A Voz da Cidade)

17 de abril – Vinicius de Sena Novais, 18, foi morto com cinco tiros no bairro Liberdade, em Resende. Ele foi morto por três homens, que estavam de bicicleta, que se aproximaram e um deles disparou contra a vítima. (A Voz da Cidade)

18 de abril – O engenheiro Paulo de Oliveira Simeão, 65, foi morto a tiros na frente do filho, próximo à casa da vítima, na Rua Fernão de Magalhães, no Jardim Amália II. O crime pode ter sido motivado por vingança. Paulo foi atingido por três tiros. (Diário do Vale)

20 de abril – Um homem, que não teve sua identidade confirmada, foi encontrado sem vida no Bairro Bracuí, em Angra dos Reis. A vítima, com aparência de 20 a 25 anos, foi localizado com as mãos amarradas, várias marcas de tiros e sinais de enforcamento.  (A Voz da Cidade)

22 de abril – Daniel Ribeiro Lima foi assassinado a tiros no bairro São Sebastião, em Barra Mansa. (A Voz da Cidade)

23 de abril – O pedreiro Leonildo de Moraes Maurício, 34, foi morto com 14 tiros, em Barra Mansa.

23 de abril – O corpo de Daniel Ribeiro Lima foi encontrado na Rua Wilson, no bairro São Sebastião, com dois tiros. (A Voz da Cidade)

23 de abril – A polícia está à procura um homem moreno, magro e alto que teria assassinado o cozinheiro Robson Batista da Silva, 42, que morava no bairro Itapuca, em Resende. A vítima foi atingida por pelo menos três tiros.  (A Voz da Cidade)

28 de abril – O estudante Vitor Gabriel de Campos Joaquim, 16, foi morto com mais de 10 tiros, ao lado de familiares quando negociava a venda de uma motocicleta no bairro Santo Amaro, em Resende.  (A Voz da Cidade)

29 de abril – O ajudante de pedreiro, Eduardo Felipe dos Santos Guimarães Silva, 22, foi morto a tiros nas proximidades de um bar, na rua onde morava, na Vila Moderna, em Resende. Ele foi alvejado com tiros nas costas. (A Voz da Cidade)

 

Maio

3 de maio – Felipe de Souza, conhecido como “Cicatriz”, 25, foi assassinado na Rua 13 de Maio, bairro Padre Josimo. Os dois suspeitos de autoria do homicídio já foram identificados pela polícia, mas estão foragidos. (A Voz da Cidade)

3 de maio – Um homem, não identificado, foi assassinado no cais de turismo no Centro Histórico de Paraty.

4 de maio – o servidor da prefeitura de Volta Redonda, Ronaldo Santos de Oliveira, 41, desapare-cido desde 29 de abril, foi encontrado morto dentro de seu carro, em Acari, na Zona Norte do Rio de Janeiro. (A Voz da Cidade)

5 de maio – O corpo do metalúrgico Marcelo de Souza Ribeiro, 38, foi encontrado morto no Rio Paraíba, na altura da Barreira Cravo. (A Voz da Cidade)

6 de maio – A polícia de Volta Redonda investiga o assassinato de ‘Gu’, ocorrido na Rua da Lama, na Fazendinha. (A Voz da Cidade)

7 de maio – O corpo de um homem identificado apenas como Gustavo foi encontrado no bairro Fazendinha. PMs que estiveram no local investigam a informação de que a vítima já teria cumprido condenação por estupro. (Diário do Vale)

8 de maio- Benedito Aguiar Cunha, 68, morreu no Hospital de Emergência, para onde foi levado, após supostamente ter sido queimado pela própria irmã, Hamana Cunha, 78. O crime teria sido motivado por uma briga no bairro Paraíso em Resende. (A Voz da Cidade)

9 de maio – A polícia investiga a morte de Gabriel José da Silva, conhecido como ‘Macarrão’, que teria sido morto a pedradas. O crime ocorreu entre as Ruas Demerval Pimenta e José Marciano dos Santos, no bairro Roberto Silveira, em Barra Mansa. (A Voz da Cidade)

10 de maio – O subsecretário de Saúde Rinaldo Luís Gonçalves foi morto a tiros quando chegava em casa no bairro Campo Alegre, em Itatiaia. (A Voz da Cidade)

10 de maio – Um jovem de 24 anos, que não teve a identidade divulgada, foi encontrado morto dentro da sua residência no Eldorado, no Retiro, em Volta Redonda. O corpo foi encontrado por familiares, mas não apresentava sinais de violência.  (A Voz da Cidade)

10 de maio – Flávia Cristina de Souza, 44, foi executada a tiros no Condomínio do Projeto Minha Casa, Minha Vida Ingá II, no Santa Cruz, em Volta Redonda.  (A Voz da Cidade)

12 de maio – Um corpo, em avançado estado de decomposição foi encontrado na Ilha Grande, em Angra dos Reis.  O cadáver seria de um homem e estava sem a cabeça e algumas partes do corpo. (A Voz da Cidade)

15 de maio – Volta Redonda registrou dois homicídios em menos de 24 horas: Um deles foi na Vila, quando Gustavo de Azevedo Souza, o “Romarinho”, 31, foi alvejado a tiros. Ele teria sido vítima de traficantes a quem estaria devendo dinheiro. A segunda vítima foi Adriano Conceição, 27, que também morreu baleado. (A Voz da Cidade)

15 de maio – Um casal foi assassinado no interior de uma residência localizada em um condomínio no bairro Fazenda da Barra III, em Resende. O casal teria sido morto, a tiros, na frente dos filhos menores de idade. O nome das vítimas até hoje não foi revelado. (A Voz da Cidade)

16 de maio – O corpo de Haryson de Freitas, 21, que estava desaparecido, foi encontrado pela própria mãe, Alessandra de Freitas Portugal, enterrado em uma fazenda no São Sebastião, Volta Redonda, onde ela mora. (A Voz da Cidade)

23 de maio – Michel Monteiro, 27, foi executado a tiros no Monte Castelo, em Volta Redonda, depois de se envolver em uma suposta briga. (A Voz da Cidade)

24 de maio – Um homem não identificado teria sido morto por espancamento, próximo ao Batalhão do Corpo de Bombeiros, no Aterrado. Três suspeitos foram presos. Detalhe: a vítima e os suspeitos seriam moradores de rua, sendo que os supostos assassinos teriam dito que cometeram o crime porque a vitima teria estuprado uma criança de 5 anos. (Diário do Vale)

28 de maio – O jovem Vitor Hugo Alves Dornelas, 20, conhecido como ‘VT’, foi morto na Rua Lúcio Mansur Elias, no bairro Metalúrgico, em Barra do Pirai. Ele estaria em uma festa de rua quando dois homens chegaram em uma motocicleta e o carona teria começado a atirar contra ele. (A Voz da Cidade)

28 de maio – Um homem, que não teve sua identidade divulgada foi baleado dentro da própria casa, localizada na Boa Sorte, em Barra Mansa. Segundo testemunhas, um homem alto, moreno e de boné parou, com um carro azul na porta da casa da vítima, e teria entrado no quintal, disparando vários tiros. ( A Voz da Cidade)

28 de maio – Francisco Dionísio dos Santos, 59 anos, foi morto a facadas na Praça Centenário, no bairro Alto do Rio Bonito, em Vassouras. O crime seria passional. (A Voz da Cidade)

29 de maio –  Pedro Leoni de Jesus Silva, 20, foi morto a tiros em plena luz do dia no bairro Paraíso, em Resende. Os criminosos estariam em um Polo, de cor prata, que teria se aproximado do jovem e efetuado vários tiros em sua direção. Ele foi atingido por dois disparos na região do pescoço e morreu no local.  (A Voz da Cidade)

31 de maio – Rodrigo da Silva, vulgo Diguinho, 29, está sendo acusado de ter assassinado a namorada Daina Gonçalves Lima, também de 29 anos. O crime aconteceu na residência da vítima em Porto Real, e o corpo de Diana estava nu e apresentava vários cortes, que teriam sido provocados por uma garrafa de cerveja. (A Voz da Cidade)

 

Junho

3 de junho – Leonardo Antônio Araújo, 36, foi assassinado a facadas no Retiro, em Volta Redonda. A vítima teria levado pelo menos cinco facadas. (Diário do Vale)

3 de junho – Um jovem, não identificado, foi encontrado morto com marca de pelo menos um tiro dentro de uma casa no Parque Mambucaba, no Perequê, em Angra dos Reis. (Diário do Vale)

7 de junho – Gustavo Souza, 17, foi morto com um tiro na barriga na Rua Estados Unidos, na Vila Americana, em Volta Redonda. Ele teria sido vítima de bala perdida. O autor do disparo teria gritado o nome de uma facção criminosa. (Diário do Vale)

7 de junho – Washington Andrade Pereira foi assassinado a tiros na Rua Recife, no bairro Getúlio Vargas, em Barra Mansa. Segundo populares, Washington estava na rua quando foi surpreendido por dois homens, usando touca ninja, em um veículo Uno, que teriam disparado contra ele. (Diário do Vale)

7 de junho – A professora Angélica Men-donça Freire foi assassinada, no Centro de Itatiaia, com uma facada no pescoço, durante uma tentativa de assalto. (A Voz da Cidade)

8 de junho – Um homem, que não teve a identidade revelada, foi assassinado a tiros, no rosto, no bairro Boa Sorte, em Barra do Pirai. (A Voz da Cidade)

12 de junho – O corpo de Waldevino Gomes dos Reis, 40, foi encontrado por familiares em avançado estado de decomposição na Rua Siderlândia, no bairro Vista Alegre, em Barra Mansa. Ele estava desaparecido e não se sabe a causa da morte. (A Voz da Cidade)

16 de junho – O corpo de Sebastião das Graças Santos, 42, foi encontrado morto em uma casa em construção no bairro Vista Alegre, em Barra Mansa. Ele estaria desaparecido, estava seminu e apresentava ferimentos na cabeça. A policia suspeita que seja um caso de homofobia. (A Voz da Cidade)

18 de junho – A polícia investiga três homicídios ocorridos na localidade conhecida como Marrocos, no bairro Vicentina II, em Resende. O primeiro foi o Luiz Carlos Ferreira de Oliveira, 43, encontrado com mais de 50 tiros de pistola, nas proximi-dades da subestação de Energia Elétrica, na Estrada da Boca do Leão.

O segundo caso foi na Rua Projetada, onde os policiais encontraram o corpo de Hudson Fernan-do Gonçalves de Oliveira, 30, mais conhecido como “Peito de Bombo”. 

O último caso foi o de Ednailson Evangelista Bitencourt, 24, que estava crivado de tiros. Junto ao corpo havia uma mochila com quatro sprays de tinta e um casaco do Exército. (A Voz da Cidade)

19 de junho – O corpo de um jovem, de 22 anos, cuja identidade não foi revelada, foi encontrado às margens da Via Dutra, em Barra Mansa, próximo à Vila dos Remédios, no distrito de Floriano. Ele teria sido eletrocutado após tentar furtar cabo condutor de energia elétrica. (Diário do Vale)

19 de junho – O corpo de um homem não identificado, aparentando entre 30 e 35 anos de idade, foi encontrado boiando no Rio Paraíba, Pinheiral. (Diário do Vale)

20 de junho – O autônomo Carlos Alberto Santos da Silva, conhecido pelos apelidos de “Carlinhos” ou “Queimadinho”, 32, foi assassinado a tiros no bairro Lavapés, em Resende. A vítima caminhava quando foi surpreendida pelo assassino e teria levado seis tiros. (A Voz da Cidade)

24 de junho – Edir Rodrigo da Cunha Silva, 31, foi morto a tiros em Ipiabas, Barra do Pirai. (A Voz da cidade)

26 de junho – Roni Klauber da Silva, 32, foi executado com vários tiros, próximo ao Ribeirão do Inferno, na divisa entre Volta Redonda e Barra do Piraí. (Diário do Vale)

26 de junho – Wagner Lemos, 23, foi morto a tiros em Angra dos Reis. O crime foi às margens da Rodovia Rio-Santos, próximo ao bairro Japuíba. (Diário do Vale)

27 de junho – Um comerciante, de 57 anos, foi assassinado, com vários tiros, no bairro Nova Angra, em Angra dos Reis. O crime pode ter sido fruto de um assalto mal sucedido. (A Voz da Cidade)

28 de junho – Carlos Henrique Belarmino de Oliveira, 31, foi morto a tiros na Rua 6, no Vale Verde em Volta Redonda. (A voz da cidade)

 

Julho

2 de julho – Gilliar Eloi Pascoal, 18, está preso acusado de ter assassinado Antônio Carlos de Souza, 62, dono de uma pizzaria em Rio Claro. As suspeitas são de que os dois mantinham um relacionamento. (A Voz da Cidade)

2 de julho – Foi encontrado o corpo da universitária, Johanna Cerqueira, 19, no Pátio da Estação, no centro de Barra do Pirai. Ela teria sido estrangulada por Jonathan Barreto, o ‘Teteco’, 24, preso horas depois do crime. Segundo a polícia, ele teria dito que a jovem o teria rejeitado. O caso está sendo investigado como feminicídio. (A Voz da Cidade)

4 de julho – Jandira Moreira Landim, 46, foi encontrado morta em sua residência, no bairro Alegria Velha, em Resende. O corpo apresentava lesões na cabeça e a causa da morte teria sido traumatismo craniano. (A Voz da Cidade)

4 de julho – Eugênio Vitor Venâncio Barbosa, 21, foi assassinado, com quatro tiros, na Rua Chico Mendes, no bairro Vale Verde. (Diário do Vale)

10 de julho – Foi encontrado um corpo de um homem, carbonizado, as margens da Estrada da Vargem Grande, em Resende, no km 02 da RJ-161, na zona rural do município. (A Voz da Cidade)

11 de julho – Igor Luiz e Nicole Pimentel foram encontrados mortos na estrada de acesso ao Condomínio Green Coast, em Angra dos Reis. Eles teriam sido atingidos no rosto, perna e tórax. (A Voz da Cidade)

11 de julho – Viviane Ribeiro de Souza, 46, foi encontrada morta dentro de sua residência no bairro Vila Orlandélia, em Barra Mansa. Ela foi morta a facadas. (A Voz da Cidade)

12 de julho – Um homem de30 anos, não identificado, foi morto na Avenida Benedito Adelino, no bairro Encruzo da Enseada, em Angra dos Reis. A vítima estava em uma bicicleta quando foi atingida por três tiros e morreu no local. (Diário do Vale)

13 de julho – Um corpo não identificado, com as mãos amarradas por fios, foi encontrado boiando no Rio Paraíba, altura do bairro Altos Passos, em Resende. (A Voz da Cidade)

13 de julho – O artista plástico francês Cedric Jaurgoyhen Madala, 33, foi morto com um tiro na cabeça no sítio onde morava, há 15 anos, em Paraty. A casa da vítima foi queimada e o crime pode ter sido motivado por intolerância, pelo fato da vítima ser homossexual e adepto do candomblé. (Diário do Vale)

15 de julho – Márcio José da Silva, 39, que morava no Morro Surubi, e um adolescente de 16 anos, não identificado, foram baleados dentro de casa, no bairro Paraíso, por quatro homens encapuzados. (A Voz da Cidade)

22 de julho – Os corpos de dois homens, que não tiveram as identidades divulgadas, foram encontrados na Rio-Santos, na altura do bairro Lambicada, em Angra dos Reis. O crime teria  ocorrido durante intensa troca de tiros pelo ponto de drogas que existiria no local. (Diário do Vale)

22 de julho – Uilian da Silva Correia, 33, foi morto, com vários tiros, principalmente na cabeça, em Resende. Detalhe: A vítima foi abatida enquanto dormia. (Diário do Vale)

22 de julho – Um homem de 26 anos, não identificado, foi morto a tiros na Rua Deolindo Miguel, no bairro Fazendinha, em Volta Redonda. (Diário do Vale)

23 de julho – Leandro de Almeida Inácio, 26, foi assassinado no bairro Belmonte. Detalhe: Ele havia sido preso, anteriormente, pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), mas estava solto graças a um habeas-corpus. Leandro morreu atingido por dois tiros. (A Voz da Cidade)

25 de julho – Tiroteio na região de Sapinhatuba, em Angra dos Reis, deixou quatro mortos e um PM ferido com tiro de fuzil. O nome das vítimas fatais não foi revelado, mas as suspeitas são de que seriam traficantes cariocas. (A Voz da Cidade)

25 de julho – Renan Fonseca Rosa foi morto a tiros, dentro de um Fiat Uno, no bairro Boa Sorte, em Barra Mansa. (Diário do Vale)

30 de julho – Um homicídio em Angra dos Reis, ocorrido no bairro Bracuhy, está envolto em mistérios, pois a polícia desconhece o nome da vítima, assassinada a tiros, o autor do disparo e ainda o motivo do homicídio. (Diário do Vale)

 

Deixe um comentário