sábado, fevereiro 24, 2024
CasaEditoriasEspecialInea ainda apura vazamento de chorume em VR

Inea ainda apura vazamento de chorume em VR

O leitor do aQui deve se lembrar que o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) fez uma vistoria, após reportagem do jornal, no antigo lixão de Volta Redonda, próximo à Casa de Portugal, em 16 de julho. O objetivo era analisar, entre outras, se o chorume do lixão da prefeitura estaria sendo despejado irregularmente em afluentes como o Rio Brandão. Na época, o Palácio 17 de Julho decidiu recorrer da multa que recebeu após a visita. “A administração municipal de Volta Redonda foi autuada no valor de R$ 29.700,78 pelo não atendimento às condições de validade da licença ambiental. No entanto, o processo encontra-se em análise da impugnação interposta em 23/11/2023. Ainda não há cobrança, pois não foram esgotadas as
esferas recursais”, destacou o Inea em informação enviada ao aQui na quinta, 7.
O caso ainda pode gerar mais dor de cabeça ao Palácio 17 de Julho. É que o Inea coletou efluentes em diversos pontos do lixão. Os técnicos do órgão ainda estão analisando os dados para identificar um possível vazamento. “Cabe ressaltar que foi emitida notificação solicitando a apresentação do Relatório de Monitoramento Geotécnico, Relatório dos Poços de Monitoramento, o cronograma de execução do projeto elaborado pela empresa Vereda, e o relatório sobre geração, controle, monitoramento, transporte, armazenamento, estocagem e tratamento de chorume de suas instalações”, destacou o órgão ambiental.

ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp