Granato diz que cidade tem seis mil desempregados… …e defende abertura de lojas

Defendendo a reabertura do comércio, fechado desde 20 de março por conta da Covid-19, o vereador e pré-candidato a prefeito de Volta Redonda, Washington Granato protocolou na sexta, 17, um Projeto de Lei que define as regras para a flexibilização das atividades comerciais na cidade do aço. “Reabrir o comércio não é colocar a economia acima da saúde, mas estabelecer um equilíbrio entre duas pautas tão importantes. São quase 6 mil desempregados com o fechamento do comércio até o momento”, justificou, sem apresentar dados que comprovem a estatística. Ele não é o único. O deputado federal Antônio Furtado, por exemplo, acha o número de demitidos chega a oito mil. Independentemente de quantos perdera, o emprego, Granato defende as seguinmjt53es regras para a reabertura das lojas, o que deve ocorrer, segundo o prefeito Samuca Silva,  até o final do mês: 1 – Controle do fluxo de acesso nas portas limitando a um cliente por 10m²da área do estabelecimento comercial; 2 – Realização de feiras livres com barracas que comercializem gênero alimentícios, com espaçamento de no mínimo 7 metros entre elas; 3 – Disponibilização de álcool em gel 70% e máscaras de proteção individual para funcionários e clientes. Além disso, Granato lembra que existe outro aspecto para a lei ser posta em vigor imediatamente: o PL teria que ser aprovado, em regime de urgência e preferência, na Câmara de Volta Redonda, o que exigiria a assinatura de dois terços dos vereadores, além da aprovação do prefeito. Pelas redes sociais, Granato contou que conversou com representantes da CDL, Aciap, entre outros, para discutir a reabertura do comércio. “Nós temos os mesmos objetivos: manter os empregos, evitar demissões preservando a saúde das pessoas”, disse o parlamentar, aproveitando para deixar um recado político, é claro. “Não é momento para politicagem. As pessoas precisam trabalhar de forma segura e amparadas pelo poder público”, completou o parlamentar.

Deixe uma resposta