Grampos

Homem do Trânsito

vereador_mauricio_batista_14
Ele já foi conhecido como o ‘Homem Bomba’ da política de Volta Redonda, ao se notabilizar por jogar rojões para cima do ex-prefeito Neto. Agora, o ex-vereador Maurício Batista poderá ser conhecido como o ‘Homem do Trânsito’. É que ele foi escolhido, na segunda, 6, pelo prefeito Samuca Silva para assumir a secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana, em substituição a Wellington Silva, que estava de férias e que voltará a se dedicar aos estudos, o que faz bem.  
Maurício Batista vinha acumulando duas funções no governo Samuca: de assessor legislativo e coordenador da Policlínica Municipal. Em rápido contato com o aQui, o novo homem forte do trânsito destacou que está preparado para a função. “Me sinto muito feliz com essa oportunidade; era um objetivo que tinha e me sinto preparado para essa nova função. Há 20 anos me preparo para isso. Estou à disposição de toda população para fazer o melhor para Volta Redonda”, disse.
À frente da STMU, que estava nas mãos do professor Wellington Silva, Maurício Batista terá diversas missões. As primeiras, é realizar a pintura das vias públicas da cidade, que já estão desgastadas. Além disso, pensar um novo modelo de transporte para a cidade, diminuindo o trânsito, criar faixas exclusivas e implantar as prometidas ciclovias.

Assessor político – Para o lugar de Maurício Batista, Samuca convidou o jornalista Mateus Gusmão, ex-repórter do aQui, para assumir a função de assessor Legislativo do governo junto à Câmara de Volta Redonda.  

Defesa Civil – Como o aQui tinha previsto, Samuca também mudou o comando da Defesa Civil. Saiu Raphael Champion, substituído pelo sargento Leandro Resende.

 

Lembram dele? – Candidato a governador pelo DEM, Eduardo Paes anunciou o nome do deputado estadual Comte Bittencourt (PPS), como o vice de sua chapa. Lembram dele? Foi aquele que não quis assumir a cadeira de vice-prefeito de Niterói, decisão que acabou impedindo que o empresário Rogério Loureiro – que era primeiro suplente do PPS – assumisse uma cadeira na Alerj. Agora, como candidato do Podemos, Loureiro poderá dar o troco em Comte trabalhando contra ele.

 

Rio – Na sexta, 3, quando anunciou a adesão de mais três partidos à sua campanha, Eduardo Paes deu uma dica de como se portará daqui em diante. “Desde que comecei a formar minhas alianças, meu objetivo foi o de mostrar que é possível fazer política em ambientes diversos. Que é possível juntar as pessoas de bem deste estado para fazer com que essa crise moral seja superada. Vivemos um momento muito crítico e delicado. Sou um apaixonado por esse lugar. Passei um ano morando fora do país, por causa do meu trabalho na iniciativa privada, mas o lugar que a gente ama, que quer viver e morar, onde estão as nossas famílias e amigos, é o Rio. Vamos voltar a estufar o peito e dizer que somos Rio de Janeiro”, destacou o ex-prefeito carioca. É, Paes mostra que realmente vai se preocupar com a capital e com as cidades da Baixada. Quanto ao interior…

 

A conferir (I) – Boatos dão conta que o deputado estadual Edson Albertassi (MDB), que não será candidato a reeleição, teria dado orientações ao seu grupo para fazer campanha para um candidato que não é de Volta Redonda. Que feio.

 

A conferir (II) – O ‘deputado escolhido’ é muito ligado a Pezão e teria uma filha estudando em um colégio da cidade do aço. Mesmo assim, o dito cujo não tem ligações com a história local. Só com as estórias que contam…

 

Fezinha – Quem gosta de um bom palpite não deve perder a chance de apostar no milhar 12240. É o número que o ex-prefeito e ex-deputado federal Paulo Baltazar (PDT) vai carregar para as urnas nas eleições de outubro.

 

Filão – O grupo de cerca de 600 ex-funcionários do Hospital Vita, que sonha em receber pacificamente todos os seus direitos trabalhistas, está na mira de uma penca de advogados de Volta Redonda. Um deles já conta com uma carteira de 50 ‘ex-Vitas’. 

 

No bolso – A comissão sobre as indenizações a que os ex-funcionários têm direito pode variar de 30% a 40%. O que mostra que o caso é uma mina de ouro. Tem gente até fazendo plantão na porta do agora Hospital das Clínicas de Volta Redonda.

 

Jogo – O único problema é que, para passar a ação para um advogado particular, o interessado precisa sair da ação já proposta pelo Sindicato dos Profissionais de Saúde. E muita gente não quer correr o risco, já que a ação coletiva teoricamente tem mais peso nos tribunais. O problema é que muitos estão contrariados com a postura do Sindicato, que, de acordo com alguns ex-funcionários, “parece estar fazendo o jogo do (ex) patrão”.  O sindicato se defende, afirmando que a ação é “delicada”. É, pode ser.

 

Sem sigilo – Sem nenhum pudor em exibir para todo mundo o seu sigilo fiscal, a concessionária Nova Dutra anunciou que repassou mais de R$ 31,4 milhões em ICMS para 36 cidades ao longo da Via Dutra, no primeiro semestre de 2018. Cada município recebe um percentual de acordo com o tamanho do trecho da rodovia que passa por ela. 

 

Fartura – Para algumas cidades, o pingado é valoroso. Barra Mansa, por exemplo, recebeu mais de R$ 2,4 milhões. Piraí, por sua vez, recebeu a bolada de R$ 2,5 milhões. Isso sem os dois municípios fazerem nada. Só ficaram esperando a grana cair na conta.

 

Penúria – Volta Redon-da, cuja secretaria de Fazenda alegou “sigilo fiscal da empresa” para se negar a repassar os dados para o aQui, aparece na lanterna entre os felizardos que recebem dinheiro da Nova Dutra. Recebeu exatos R$ 226.608,24. Não é uma merreca?

 

Trabalho – O Palácio 17 de Julho até poderia receber mais, se a secretaria de Fazenda se mexesse e pedisse a revisão dos valores pagos pela Nova Dutra. Devem estar nadando em dinheiro.

 

Projetos – Além do repasse do ICMS, a Nova Dutra também patrocina projetos ambientais, esportivos e de Saúde para várias cidades ao longo da rodovia. No Sul Fluminense, a concessionária ajuda a ONG ‘Integração’ em Itatiaia, o Instituto Dagaz em Volta Redonda e o Projeto Música das Escolas, de Barra Mansa.

 

Esporte (I) – Por falar no ex-craque parlamentar, Deley conseguiu a liberação de duas emendas para reformar e revitalizar instalações esportivas, que atendem milhares de pessoas na cidade do aço. Parte dos recursos deverá ser aplicada nos campos de futebol do Aero Clube, e a outra no ginásio da Ilha São João. As emendas totalizam pouco mais de R$ 1 milhão e foram incluídas por Deley no Orçamento Geral da União. Sorte dos envolvidos é que o dinheiro não será entregue pelos Correios.

 

Da série perguntar… Maycon Abrantes, vice-prefeito de Volta Redonda, vai apoiar Márcia Cury, que é pré-candidata a deputado estadual? Há quem garanta que sim; há quem garanta que não. E olha que eles são parentes…

 

Carteira de Identidade – Recentemente, o Detran-RJ informou que a partir de agora quem precisar tirar a segunda via da carteira de identidade poderá recorrer a um dos 19 cartórios autorizados pelo órgão a emitir o documento. Para isso, acrescentou, basta pagar a taxa do serviço e a do estabelecimento cartorário. Na lista, da região, apenas os cartórios de Angra dos Reis estão fazendo o serviço. O valor cobrado por eles não foi informado. Deve ser para não assustar  ninguém, né?

 

Da série… – Por que os cartórios de Volta Redonda e Barra Mansa não estão aptos a emitir o documento? As respostas foram dadas pelo Detran: “1 – A taxa cobrada é definida pelos tabeliães. 2- A participação dos cartórios depende do interesse dos seus tabeliães”. É isso aí.

 

Abusados (I) – Na manhã de ontem, sexta, 10, por volta das 7h15min, em dois pontos distintos, motoristas de dois veículos deram exemplos de como não se deve dirigir. O primeiro foi o motorista de um carro oficial da prefeitura de Volta Redonda – um Renault Logan, branco, nº 102. Ele avançou um sinal de trânsito na Beira Rio, altura do Jardim Primavera e, ao ser criticado por um morador, saiu xingando-o. Não satisfeito, fez aquele tradicional sinal com o dedo médio levantado, que os mal educados utilizam para agredir alguém. Merecia ter a carteira apreendida.  

 

Abusados (II) – O segundo motorista, um senhor meio gordo, careca, dirigia um veículo da empresa Plenaplan e, irresponsável, avançou o sinal vermelho na Rua Capitão Lopes Benedito, na São Geraldo, quase batendo em outro veículo. Estava em excesso de velocidade e nem olhou para os lados ao passar pelo sinal. Merecia ter a carteira apreendida.  

 

Requerimento – Um grupo de associados do Clube Comercial está preparando um requerimento ao Conselho Deliberativo da associação. Querem saber sobre o uso do clube para reuniões políticas. A última teria ocorrido na segunda, 6, quando Munir Francisco, irmão do ex-prefeito Neto e candidato a deputado estadual, reuniu um grupo de apoiadores. “O que a gente precisa saber é se pagaram o aluguel para usar o espaço. A gente fica triste com essa situação, pois a cada mês o clube tem menos associados”, disse um deles.

 

Pleito – O vereador Fernando Martins (MDB), se quiser, pode ser candidato a deputado estadual. Seu nome foi confirmado na convenção do MDB, mas o parlamentar diz que ainda não decidiu se irá enfrentar o pleito. É que seu guru, que está preso, não teria abençoado sua candidatura.

 

Investimento – Como o aQui antecipou, o Bramil está prestes a anunciar o início das obras de construção de um supermercado no Santo Agostinho.

 

Evento – Quem está sendo aguardado em Volta Redonda na terça, 14, é o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, candidato a governador pelo DEM.

 

Plano – Na quinta, 15, às 15 horas, a Câmara de Volta Redonda vai realizar uma discussão sobre a revisão do Plano Diretor da cidade do aço. O debate será no salão nobre da Casa.

 

Basta (I) – Ontem, sexta, 10, as centrais sindicais do Brasil promoveram o ‘Dia do Basta!’, como forma de protesto em defesa dos direitos trabalhistas. Em várias cidades ocorreram paralisações em locais de trabalho e panfletagem. Em Volta Redonda, o Sindicato dos Metalúrgicos apoiou o movimento.

 

Basta (II) – O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Sebastião Paulo de Assis, também se manifestou e aproveitou o ‘Dia do Basta’ para avaliar a situação. “Vivenciamos diariamente as perdas da população. Quando nossa entidade diz que ‘não aceita mais nenhum direito a menos’, também é uma forma de darmos um basta. O trabalhador e a sociedade precisam ampliar a luta e buscar urgente o retorno de conquistas que foram retiradas de nós, sejam elas trabalhistas, econômicas ou sociais”,  frisou Sebastião Paulo.

 

Mármore – O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Mármore, Granito e produtos afins fechou a convenção de trabalho 2018/2019 do setor com reajustes que chegam a 3,8%, superando a inflação acumulada no período que foi de 1,69%. Para os trabalhadores que ganham valores superiores aos da tabela salarial, o reajuste foi de 1,762%, retroativo a 1º de maio.

 

Mais uma – O prefeito Samuca Silva, se bobear, vai acabar falando em todas as emissoras de rádio existentes no dial. E prova que é eclético, pois passa pela evangélica 88FM até chegar na 98FM, que é católica. Sem contar que adora ser ‘entrevistado’ na 96FM, que é tipicamente empresarial.

 

Meu nome é… – Na 98, por exemplo, Samuca, sempre que pode, garante que gosta mesmo é de trabalhar. “Estamos muito felizes, trabalhando bastante, mesmo com toda a dificuldade. Mas o nosso lema é trabalhar, trabalhar, trabalhar”, avaliou, ao ser perguntado se estava trabalhando muito para governar a cidade do aço. “É um grande desafio governar uma cidade do tamanho de Volta Redonda, mas acho que estamos dando o retorno que a população merece, tendo uma mudança na postura, na cultura, uma mudança que as pessoas queriam dos governantes”, completou.

 

Meu nome é… – Na entrevista, Samuca confessou que o Palácio 17 de Julho enfrenta dificuldades e que o segundo semestre será de muita dificuldade financeira. “A gente tenta não passar isso para a população, mas efetivamente eu tenho dedicado mais do que 24 horas por dia (a Volta Redonda). Se tivesse mais horas, eu poderia me dedicar mais”, disse. Entre os jovens, a melhor definição para o que Samuca disse seria: é um workaholic, com todo o respeito.  

 

Coligação (I) – O deputado federal Deley de Oliveira deve mais uma ao ex-prefeito Neto. Ao descobrir que o PTB, de Deley, iria se coligar com o Solidariedade, de Zoinho, Neto foi ao Rio para tentar melar a coligação. Levou 3 horas para convencer Eduardo Paes e os caciques das duas legendas que Deley seria muito prejudicado com os dois partidos caminhando juntos. Não deu outra. Deley vai pra um lado; Zoinho pro outro.

 

Coligação (II) – A respeito da coligação PTB e Solidariedade para estadual, que foi mantida, o raciocínio de Neto é simples: seu irmão, Munir, do PTB, será eleito mesmo que Márcia Cury tente, pelo Solidariedade, atrapalhá-lo. Se ela vai ser beneficiada pela coligação, isso é outra história, admite.

 

Suspeitas – Por falar em Neto, o ex-prefeito anda encafifado com a história do MP estar atazanando a sua vida, mesmo, segundo ele, sem ter provas para montar a ação. Para Neto, alguém anda querendo atingi-lo só pra disfarçar. “Acho que o alvo é outro; sou apenas um bode expiatório”, disse Neto a um amigo com quem esteve recentemente. É. Pode ser.      

 

Greve (I) – Os rodoviários de Volta Redonda já falam em greve. A categoria reivindica 5% de aumento salarial e o fim da função motorista/cobrador.

 

Greve (II) – O boato foi suficiente para que alguns grupos passassem a pressionar o prefeito Samuca Silva a não autorizar o aumento das passagens. O engraçado é que entre eles estão vários empresários que se dizem aliados do Palácio 17 de Julho. Na verdade, com a pressão, só querem ver é o circo pegar fogo. Depois, chegam como se bombeiros fossem.

 

Arcelor – A ArcelorMittal (antiga Votorantim de Barra Mansa e Resende) voltou a demitir. Desta vez, a empresa justificou a medida pelo fechamento da área de desbaste CA-50, na trefilaria, conhecida como área de acabamento. Silvio Campos, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, está em negociação com a empresa para estancar as demissões.

 

‘Sabores do Mundo’ – O final de semana ‘promete’ agitar a Vila com a realização, quase que ao mesmo tempo, de três eventos: a Rua de Lazer na 33, a feira livre e o festival ‘Sabores do Mundo’, promovido pela secretaria de Cultura e que vai acontecer na Praça Brasil, reunindo dezenas de Food Trucks, com pratos de países como Japão, México, Espanha, Brasil, Itália, Canadá, Estados Unidos, Suíça, Alemanha, entre outros. O festival começou ontem, sexta, 10, e termina amanhã, domingo, 12, às 22 horas. Além das comidas típicas, o evento terá shows ao vivo, espaço Kids, atividades infantis e circuito de cervejas artesanais.

 

Mais uma da série perguntar… – Será que os moradores da Vila queriam tantos eventos assim, no mesmo dia e quase que no mesmo horário? Há quem garanta que não.

 

Transparência (I) – O prefeito Samuca Silva vai criar um ‘portal da transparência’, que vai ser exposto ao público em um telão, em frente ao Palácio 17 de Julho. Diz que vai disponibilizar todas as receitas e as despesas diárias da prefeitura de Volta Redonda. “Todo mundo vai poder olhar ao vivo e ver quanto foi gasto e como foi aplicado o dinheiro público”, explicou. A ideia é boa.

 

Transparência (II) – Samuca, acreditem, prometeu até que, para aqueles que ficarem com dúvidas a respeito dos números, eles poderão chamá-lo em sua sala para explicar os detalhes item por item. “É só tocar a campainha do Palácio 17 de Julho que eu mesmo desço e explico tudo nos mínimos detalhes”, prometeu. Será que o Palácio tem campainha?

 

Transparência (III) – Ao saber da novidade, um gaiato de plantão comentou que Samuca vai ficar do lado de fora do Palácio o tempo todo. Maldade… Que deixe a tarefa para a sua secretária de Fazenda… 

 

Queimando o filme – Aliás, a maioria das reclamações recebidas pelo prefeito Samuca Silva é sobre Norma Chaffin, a secretária de Fazenda. O motivo: não sabe dialogar com outros secretários. O prefeito que sempre a defendeu já dá sinais de cansaço. Será?

 

Resultados – A CSN divulgou o seu balanço financeiro referente ao segundo trimestre de 2018. O lucro líquido foi de R$ 1,19 bilhão, revertendo um prejuízo de R$ 640 milhões no mesmo período do ano anterior e queda de 20% sobre o resultado do primeiro trimestre de 2018, de R$ 1,486 bilhão.

 

Ebitda – A CSN justificou o resultado do lucro líquido ao ganho obtido, principalmente, da venda da americana CSN LLC. O Ebitda ajustado foi de R$ 1,420 bilhão, 58% superior ao mesmo período de 2017 e 14% acima do trimestre anterior.

 

Receita líquida – A receita líquida consolidada da CSN no segundo trimestre de 2018 atingiu R$ 5,066 bilhões, 32% maior que a do segundo trimestre de 2017. Ante o primeiro trimestre, foi um aumento de 12%, justificado “pelos aumentos de preços dos produtos siderúrgicos, aumento no volume e preço realizado no segmento de mineração e evolução positiva nos segmentos de logística ferroviária, cimento e energia.”

 

Vendas – O volume de venda de aço no mercado interno cresceu 22% para 798 mil toneladas na comparação com o mesmo período de 2017, ao passo que as vendas totais cresceram 13%, para 1,321 milhão de toneladas. Já em minério de ferro as vendas cresceram 4%, para 8,130 milhões de toneladas.

 

Fina ironia – A cidade do aço, que vivia cheia de contador de histórias, agora tem ‘contador de árvores’. Parece piada, mas não é. O novo serviço já foi utilizado no Rio de Janeiro.      

fuede_cor1

Menos um – O ex-vereador Jorginho Fued não vai mais disputar as eleições de outubro. Detalhe: por ordens médicas. O jovem teve um princípio de infarto e foi aconselhado a não sobrecarregar tanto a máquina, como a eleição exigiria. Melhoras!

09--08-2018 - capina roçada - gabriel borges (3)

Infraestrutura – Na quinta, 9, a secretaria de Infraestrutura de Volta Redonda promoveu a capina, a roçada e a limpeza de diversas ruas da Vila e do Conforto. Aproveitou e retirou folhas e lixo das vias que cortam desde a Rodoviária até a Via Braga. De acordo com o titular da pasta, Toninho Oreste, devido ao clima, muitas folhas e galhos sujam o local. “A limpeza faz parte da manutenção que sempre realizamos nesta época do ano, quando as folhas e os galhos chegam até a entupir as valetas por onde escoa a água da chuva. Estamos fazendo a varrição antes que comece a temporada de chuva”, justificou. Ele está certo.

 

Pedágio – Desde sexta, 3, já estão vigorando as novas tarifas de pedágio da Via Dutra. A de carros de passeio subiu de R$ 14,40 para R$ 15,20 nas praças de Moreira César, Itatiaia e Viúva Graça; de R$ 3,50 para R$ 3,70 em Arujá, Guararema Norte e Guararema Sul; e de R$ 6,30 para R$ 6,70 em Jacareí. Argh!

 

Detran – A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro oficiou a secretaria estadual da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico para apurar denúncias de promoção de pré-candidatos que estariam sendo feitas nas sedes do Detran, com campanhas educativas, palestras e distribuição de folhetos. Em uma das situações investigadas, a pré-candidata a deputada estadual Franciane Motta teria participado de evento do “Projeto Detran Presente” em Barra Mansa.

 

Certidão (I) – A Fazenda Pública do Rio de Janeiro decidiu obrigar a Procuradoria do Estado a receber e emitir pedidos de certidão de regularidade fiscal. Segundo a instituição, os serviços de consulta de débitos encontravam-se inoperantes por problemas técnicos no sistema. A falha acabou por prejudicar o funcionamento pleno de diversas empresas. “A impossibilidade de emitir certidões impedia que empresas importassem diversos bens, participassem de licitações e qualquer outro ato que necessitasse da comprovação de regularidade”, explica a advogada da causa Ariane Lazerotti, do escritório Martins Ogawa, Lazzerotti & Sobral Advogados (MOLS).

 

Certidão (II) – A decisão da 11ª Vara da Fazenda Pública por conceder a liminar de obrigatoriedade ocorreu devido à “possibilidade de ocorrência de lesão irreparável” à empresa prejudicada. A falha da Procuradoria também inviabilizava o livre exercício da atividade econômica da empresa, o que viola o princípio da preservação da empresa, consagrado pela Constituição.

 

Correios (I) – A eficiência continua a mesma. Na tarde de terça, 7, um agente dos Correios entregou na sede do aQui, no Aterrado, várias correspondências. Cinco para ser exato. Detalhe: três estavam vencidas. Entre elas, um convite oficial da Câmara para a cerimônia de entrega do título de cidadania voltarredondense ao senador Álvaro Dias (Podemos), que aconteceu no dia 16 de julho. Ou seja, com 22 dias de atraso. Assim fica difícil!

 

Correios (II) – A Empresa Brasileira de Correios está mesmo merecendo ser vendida. Ou fechada, se não aparecer ninguém interessado em adquirir uma empresa que já foi exemplo de eficiência e que hoje é a pior do mundo, com certeza. Exemplo: no dia 23 de julho, um voltarredondense recebeu em sua casa, no Jardim Amália, a famigerada taxa dos bombeiros. Detalhe: com vencimento para 18 de maio. Ou seja, a conta já estava vencida. “Quem paga a multa e os juros?”, indaga. É, quem paga? 

 

Correios (III) – O mesmo cidadão recebeu sua conta da Unimed, de cartões de crédito, tudo vencido. E ninguém faz nada para acabar com a zona dos Correios. O deputado federal Deley de Oliveira até prometeu apresentar um projeto para obrigar todo mundo a entregar conta com AR. Mas deve ter se esquecido. Ou mandou o projeto de lei pelos Correios, não é mesmo?

 

Fábrica – Maior marca de sucos prensados a frio do Brasil, a Greenpeople inaugura neste sábado, 11, sua fábrica em Três Rios. O evento será realizado às 11 horas, com a presença do prefeito Josimar Salles e de todos os sócios da marca – a fundadora Bianca Laufer, o apresentador Luciano Huck, o empresário Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira e o casal Oskar e Nazaré Metsavaht. 

Criada em 2014 no Rio de Janeiro, a Greenpeople cresceu a passos largos. Hoje, tem 111 endereços próprios, espalhados pelas regiões Sudeste e Centro-Oeste, além de dois mil pontos de venda em todo o país. A nova unidade conta com 3,6 mil metros quadrados, área 12 vezes maior que a anterior, na Estrada Teresópolis-Friburgo. 

 

Golpe – O Coordenador da Vigilância Sanitária de Barra Mansa, Evaldo Ribeiro Soares, faz um alerta às empresas do ramo de alimentação (restaurantes, lanchonetes, bares e similares) sobre um golpe que vem acontecendo no município. Segundo ele, uma pessoa que se identifica como fiscal da Superintendência de Vigilância Sanitária do Estado anuncia que será realizada uma ação conjunta com o Corpo de Bombeiros. Para que a empresa seja aprovada, estão sendo cobrados valores indevidos, com a ameaça de interditar o local caso o valor não seja pago. Ele alerta que a ação, na verdade, é um golpe e que as empresas devem estar atentas. Quem realiza a fiscalização em Barra Mansa é a Vigilância Sanitária do município, pessoalmente, com fiscais de inspeção devidamente identificados sem contato prévio via telefone ou qualquer outro meio.

 

A conferir (I) – Antes de deixar o comando da secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda– virou sub –, Daniela Vasconcelos passou o facão na pasta e teria demitido quatro ocupantes de cargos comissionados.  Um deles seria cunhado da secretária de Educação, que está fula da vida…

 

A conferir (II) – Ainda como comandante da pasta, Daniela teria mandado contratar cinco novos cargos comissionados. Ou seja, demitiu quatro e contratou cinco. Tá no lucro.    

 

Inea – Que Daniela coloque as barbas (que ela não tem) de molho. Segundo uma fonte, a direção do Inea teria mandado ‘conferir nos mínimos detalhes’ a aprovação de um empreendimento da família de um latifundiário local que estaria em desacordo com as regras de área ambiental. O empresário teria sido alertado do erro, mas nada teria feito para enquadrar o seu empreendimento às exigências do Inea.

 

Estágio – A Procuradoria Geral do Estado do Rio abriu inscrições para o 7º Exame de Seleção para Estágio em Direito na Regional de Volta Redonda. As inscrições são gratuitas e serão recebidas até 6 de setembro pelo portal www.pge.rj.gov.br. Para quem não tem acesso à internet, a inscrição pode ser feita na sede da 5ª Procuradoria Regional, na Av. Paulo de Frontin, 590, salas 1.001 a 1.013, 10º andar, no Aterrado. Poderão se inscrever estudantes de Direito que estejam cursando, no ato da inscrição, até o 9º período letivo, para o regime de períodos semestrais, ou até o penúltimo semestre, para o regime seriado anual. A prova será no dia 15 de setembro.

 

Acusação (I) – O deputado estadual Marcelo Freixo (Psol), segundo a revista Veja e o jornal O Dia, teria acusado os deputados Edson Albertassi, Jorge Picciani e Paulo Melo (todos do MDB), de estarem envolvidos no assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol), no dia 14 de março. Das duas, uma: ou Freixo enlouqueceu, ou o mundo está perdido. 

 

Acusação (II) – “Trata-se de hipótese fantasiosa, indigna de fé e contra tamanha irresponsabilidade serão tomadas as medidas judiciais cabíveis, nas esferas civis e criminais”, contra-atacou a defesa de Albertassi.

 

Acusação (III) –  Em sua defesa, Picciani respondeu: “Freixo é um irresponsável, sem nenhum limite ético na sua ambição política. Na sua ânsia de se promover sobre uma tragédia que abalou o país, age de maneira abusiva”, declarou ao O Dia.

 

Crise (I) – Desde a polêmica que se envolveu com o Sepe, dificultando o pagamento do Plano de Carreira dos profissionais da Educação, o Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda andava silencioso. E o motivo é muito simples: a atual direção e o departamento jurídico estão concentrando suas energias para resolver crises internas. Que não são poucas.

 

Crise (II) – Depois de virar alvo de investigação do Ministério Público do Trabalho por ser acusado de fraudar uma ata de assembleia para mudar o estatuto do sindicato e estender seu tempo como presidente, Ataíde de Oliveira agora enfrenta a fúria da oposição, que pretende convocar uma assembleia extraordinária para pedir sua cabeça.

 

Crise (III) – Chamado de “grupo dos 300”, a oposição conta com cerca de 300 assinaturas. É pouco. Precisa de três vezes mais se quiser convocar a assembleia. De acordo com uma fonte, os sindicalizados pretendem exigir que o estatuto volte ao que era antes, quando a direção eleita tinha direito a dois mandatos consecutivos. Ou seja, poderia, se reeleita, ficar 4 anos no poder.

Para quem não sabe, Ataíde e seu grupo deveriam ter deixado o Sindicato no final de 2017, mas, por conta de uma assembleia convocada às pressas, em 2014, no mesmo dia de uma mega festa com direito a sorteio de carro 0 KM, a atual direção conseguiu modificar os artigos do estatuto, dando-lhe mais três anos de poder. A legitimidade da assembleia foi colocada à prova pela oposição e estava sob investigação do MPT.

Estava… – é bom frisar, pois não está mais. Depois de alguns meses, o Ministério Público do Trabalho arquivou a denúncia contra Ataíde, o que gerou muitas desconfianças na oposição.

 

Pó preto – Para chamar mais a atenção das autoridades competentes, a Comissão Ambiental Sul, ligada à Igreja Católica, vai lançar o Movimento dos Atingidos pelo Pó Preto da CSN. O ato político será feito no próximo dia 23, na Cúria Diocesana, é claro, às 18 horas.

 

Parada LGBT – O VR Sem Homofobia vai travar uma queda de braço com a secretaria de Cultura de Volta Redonda. É que o grupo desenvolveu – e diz que vai manter – o projeto da próxima Parada LGBT passar por toda a extensão da Rua 33 até chegar à Praça da ETPC. O problema é que o governo Samuca resolveu usar a rua, sempre aos domingos, para tocar o seu próprio projeto de Rua de Lazer, na Vila. O ‘choque’ será inevitável…

Deixe uma resposta