GRAMPOS

Eficiência total (I) – Na tarde de quarta, 23, o carteiro que entrega correspondências no Aterrado encheu de cartas a caixa de correio de um prédio localizado na Avenida Oscar de Almeida Gama. Entre elas, duas contas de um telefone fixo da Oi de um leitor do aQui. Vencidas, é claro. Uma desde o dia 11 de abril; a outra, de 11 de maio. “Quem paga a multa? A mãe?”, indagou ao denunciar o descaso dos Correios de Volta Redonda. Para ele, parece sacanagem pura. E deve ser…

IMG_000111

Eficiência total (II) – Outro leitor foi além. Conta que recebeu, também na quarta, 23, dois convites da Câmara de Volta Redonda: um para comemorar o Dia dos Escoteiros, cuja festa estava marcada para o dia 26 de abril. Ou seja, com quase 30 dias de atraso.

 

Eficiência total (III) – O segundo convite era para a sessão solene em homenagem ao Dia do Artista Plástico, que seria realizada na noite de 9 de maio. Com duas semanas de atraso. Ou seja, a Câmara de Volta Redonda, acreditando na ‘eficiência dos Correios’, está jogando dinheiro fora. Merecia investigar onde os Correios querem chegar, criando uma Comissão Especial de Inquérito. Ou algo que o valha, desde que os Correios passem a trabalhar direito.

 

Eficiência total (IV) – No pacote de ruindades dos Correios também estavam sendo entregues, com atraso, os malditos boletos da Taxa de Incêndio instituída pelo governo do Estado. 

 

De dois em dois (II) – Aliás, o problema denunciado pelos leitores do aQui no Aterrado se repetiram no Jardim Normândia e, possivelmente, em vários outros bairros da cidade do aço. No primeiro, um aposentado revela que recebeu dois carnês do seu plano de saúde na quarta, 23. O primeiro venceu no dia 30 de abril, o segundo vai vencer na quarta, 30 de maio. Detalhe: foram postados, como mostra a foto, com bastante antecedência: o de abril no dia 12/04; o de maio, no dia 14. Ou seja, os Correios entregam as correspondências – e são pagos para isso – quando bem entendem. Merecia uma CPI da Câmara, da Alerj e da Câmara.

 

De dois em dois (II) – O mesmo aposentado teve o dissabor de receber os boletos do seu cartão de crédito nas mesmas condições: um vencido desde o dia 25 de abril, e o outro a vencer apenas dois dias depois.

Prisões (I) – Na segunda, 21, o delegado Antônio Furtado, hoje atuando como adjunto na DP de Barra Mansa, se reuniu com um grupo de empresários de Volta Redonda na sede da Firjan, a poderosa Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, na cidade do aço. Falou sobre sua trajetória como titular da DP, onde atuou durante sete anos e deu uma informação interessante, muito interessante. De que teria feito 4.200 prisões no município.

 

Prisões (II) – Furtado foi além. “Tiramos das ruas cerca de 600 bandidos ao ano, o que restaurou o sentimento de segurança da população e permitiu ao cidadão a liberdade de sair de casa com mais tranquilidade”, disparou para os surpresos empresários. Afinal, o número das prisões seria de 1,64 por dia. Muito? Cartas para o e-mail redaçã[email protected]

 

Política – Para quem não sabe, o trabalho de Furtado criou um caso sem precedente na área de segurança fluminense. Foi em 2015. Ao descobrir que o delegado seria transferido para a pequenina cidade de Cachoeiras de Macacu, a população de Volta Redonda foi às ruas pedir a permanência de Furtado na cidade do aço. O pedido não foi aceito e desde então o ex-titular da 93ª DP já passou por Pinheiral e virou adjunto em Barra Mansa. Há quem entenda que ele estaria sendo perseguido. Ou castigado.

 

Crimes (I) – Pré-candidato a deputado federal, Furtado abordou a relação entre o crime e o desemprego, que, segundo ele, caminham lado a lado. “Eu acredito que existe uma porta de entrada e uma de saída no mundo do crime. Para a nossa juventude, o desemprego representa a maior porta de entrada. Porque aquele jovem que, por uma série de motivos, não consegue se introduzir no mercado de trabalho, muitas vezes se vê sem opções e sucumbe ao tráfico e ao roubo”, explicou.

 

Crimes (II) – Na sua avaliação, Furtado abordou também o problema das drogas. “A evasão escolar, junto com o uso de drogas, ainda é um dos maiores problemas que mantêm a porta de entrada para o crime aberta. Por isso, tenho focado grande parte dos meus esforços em alcançar os jovens nas escolas antes que as drogas os alcancem”, relatou o delegado, enquanto apresentava aos conselheiros um pouco de sua iniciativa antidrogas, chamada ‘A vida vale mais’. O projeto consiste em uma série de palestras realizadas em escolas da região, na intenção de captar a atenção dos adolescentes para as consequências do uso de entorpecentes.

 

Mais Presente – Toda a estrutura da secretaria de Saúde de Volta Redonda estará disponível para a população no ‘Prefeitura Mais Presente’ que acontece hoje, sábado, 26, das 8 às 17 horas, na Escola Municipal José Juarez Antunes, na Rua Amélia Alves Lustosa, nº 81, no São Luiz. A ação, que envolve todas as secretarias e autarquias da administração municipal, vai atender moradores dos bairros São Luiz, Caieiras, Candelária, Cailândia, Dom Bosco, São Sebastião, Pinto da Serra.

 

Pererecas (I) – O prefeito Samuca Silva prometeu acabar com as ‘pererecas de som’ instaladas nos postes da Vila, bairro comercial do metro mais caro da cidade do aço. Faz muito bem. Ninguém merece tanta poluição sonora (argh!). Aliás, o prefeito também deveria acabar com as ‘pererecas ambulantes’- de carros, bikes, carrinho de mão etc. Sem falar na poluição visual que começa a tomar conta das esquinas e ônibus de Volta Redonda.     

 

Pererecas (II) – É inadmissível que uma cidade do porte de Volta Redonda, a capital do Sul Fluminense, permita esse tipo de publicidade, coisa da roça, com todo respeito aos caipiras que nelas vivem. Volta Redonda tem emissoras de TV, rádio e jornais; não precisa de coisas do arco da velha. Sem contar os males que provocam nos olhos e ouvidos de tanta gente boa.   

 

Cabresto (I) – O vereador Paulo Conrado está indignado. É que ele ficou sabendo que um colega seu de parlamento estaria cooptando seus eleitores. Na maior cara de pau, o ‘ladrão’ de eleitor teria abordado familiares de Conrado, que acabou denunciando a prática na sessão de segunda, 21. “Fazemos um trabalho sério aqui. Isso não pode acontecer. Ninguém sobe na vida agindo assim”, disse.

 

Cabresto (II) – Conrado não citou nomes, mas há grandes chances de ter se referido a um vereador que comunga da mesma religião que ele, e que faz parte do ‘Projeto Vida’.

 

Ajuda – Praticamente sem nenhum apoio político na Câmara de Barra Mansa, o vereador Thiago Valério quer a ajuda do prefeito Samuca Silva para ampliar sua influência política. O problema é que ele tem encontrado dificuldade para ser recebido no Palácio 17 de Julho. Mas, num golpe do acaso, na quinta, 24, o vereador acabou esbarrando em Samuquinha e este lhe prometeu abrir as portas da prefeitura para conversar com o prefeito.

 

Vai ser difícil – Dependendo do que Valério pedir a Samuca, pode ser que leve um grande e sonoro ‘não’. Acontece que, assim como Samuquinha, Thiago também é pré-candidato a deputado estadual e o prefeito não deve querer ajudar alguém que pode disputar votos com o seu protegido.

 

Temer – O presidente Michel Temer esteve na fábrica da Peugeot, em Porto Real na quinta, 24, para a cerimônia de entrega de 369 carros (fabricados pela montadora francesa) destinados aos Conselhos Tutelares do Estado do Rio. Só não foi hostilizado porque a Guarda Nacional impediu a entrada de populares ao evento.

 

Com S – A secretaria de Educação de Barra Mansa emitiu nota oficial no final da tarde de quarta, 23, para informar que as aulas nas escolas do município seriam suspensas até ontem, sexta, 25, devido à paralisação dos caminhoneiros. O documento, escrito pela pasta responsável pela Educação, trazia a palavra ‘paralisação’ com Z. Que mico!

 

Falso – A prefeitura de Volta Redonda foi rápida no gatilho ao avisar à imprensa que era falso e irresponsável o boato de que faltaria água em função da falta de produtos no Saae-VR. O estoque de insumos para tratamento da água é suficiente para, pelo menos, até a próxima sexta-feira. E, em caso de emergência, existem alternativas para se ter acesso aos produtos. “Não acreditem em falsas notícias. No caso de dúvida, liguem para 115 ou 3344.2900”, alertou a secretaria de Comunicação.

 

GM (I) – O prefeito Samuca Silva participou de mais uma formatura da Guarda Municipal, a terceira em seu governo. No encontro, Samuca divulgou que a prefeitura está adquirindo 40 mil munições para o treinamento de tiros dos agentes. Essa é uma das exigências da Polícia Federal para que a GM tenha o direito ao porte de arma. “Tenho um carinho especial pela Guarda e tenho um tio que foi agente de Volta Redonda. Os próprios guardas escolheram o atual comandante, através de uma lista tríplice. Guarda tem que ser comandada por guardas”, frisou. Há controvérsias. 

 

GM (II) – Há quem garanta, por exemplo, que o atual comandante não comanda nada. E que existiria uma guerra pelo ‘poder prático’ na corporação, cobiçado por três grupos de GMs.  

 

Nomeado – Exemplo seria que, no evento, Samuca anunciou que a Guarda Municipal terá mais um subsecretário: trata-se de Rogério Nascimento. O outro subsecretário é o guarda Rodrigo Muller. A corporação, para quem não sabe, é ‘comandada’ por Paulo Henrique Dalboni.  “Dalboni é incansável. Mesmo passando por um problema grave de saúde, ele não deixou de trabalhar em prol da Guarda. Agora, ele terá dois subsecretários, Muller e Rogério”, disse Samuca, que talvez não esteja ciente da guerra pelo poder na corporação.

 

Negado – O ministro Dias Toffoli, do STF, indeferiu pedido formulado no Habeas Corpus (HC) 152012 pela defesa do deputado estadual Edson Albertassi (MDB), um dos investigados na ‘Operação Cadeia Velha’. Na decisão, o relator negou pedido de reconsideração do indeferimento de liminar que pedia a soltura do parlamentar.

 

Estágio – O IPPU-VR quer contratar universitários dos cursos de arquitetura e urbanismo e de tecnologia da informação como bolsistas estagiários. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 4 de junho pelo site www.voltaredonda.rj.gov.br/concursopublico.

 

BR-393 – O prefeito Samuca Silva fez uma proposta a Rodrigo Drable visando a municipalização da BR-393, que corta as cidades de Volta Redonda e Barra Mansa. Para que seja concretizada, Samuca se ofereceu para realizar a manutenção do trecho que corta Barra Mansa, tentando convencer Drable a também pedir a municipalização da rodovia. O Dnit já se mostrou favorável a municipalização, mas diz que depende do posicionamento favorável de Rodrigo Drable.

 

Arena – Por falar em Samuca, o ex-prefeito Neto não teria ficado nada satisfeito com a notícia da retomada das obras da Arena Esportiva, na Voldac. É que ao divulgar que conseguiu R$ 1 milhão para o retorno das obras, Samuca lembrou que a Arena deveria ter ficado pronta antes das Olimpíadas de 2016, ainda no governo Neto. Não ficou!

 

Visita – Pré-candidato a deputado estadual, Samuquinha (SD) está percorrendo diversas cidades do sul fluminense para conversar com lideranças políticas. Na noite de quinta, 24, esteve no bairro Paraíso, em Barra Mansa, onde se reuniu com o ex-vereador João da Vaca e com a secretária de Educação de Quatis, Alessandra Almeida.

 

Feriado – Volta Redonda vai ganhar mais um feriado: a Câmara de Volta Redonda aprovou, em segunda votação, o projeto de lei enviado pelo prefeito Samuca Silva, instituindo o 13 de junho como Dia de Santo Antônio, feriado municipal. Além de casamenteiro, Santo Antônio também é padroeiro da cidade do aço.

Campanha – A campanha de Medula Óssea, realizada em Volta Redonda no sábado, 19, virou palanque político para alguns forasteiros. Um deles foi o deputado Gustavo Tutuca, que esteve no local. Quem só tinha o interesse de ajudar na campanha ficou decepcionado com os discursos políticos. É pena.

 

Mandioca – O vereador Washington Granato (PTC), ao comentar o caso de um vendedor de goiaba e caqui, que seria de uma cidade vizinha, e estava comercializando os produtos na Vila, foi interrompido por Fernando Martins (PMDB) que, de forma irônica, queria saber se o rapaz também estava vendendo mandioca. Foi o bastante para Granato fazer uma gracinha: “Mandioca não. Era o outro governo que adorava uma mandioca…”, afirmou. Menos, gente, menos.

 

20180518_100505 ok

Pode? – A foto foi enviada por um dos leitores do aQui e mostra que quem deveria dar bom exemplo não está nem aí para nada. Foi feita na manhã de quinta, 17, por volta das 9h50min, no bairro Eucaliptal, bem próximo do Colégio Municipal João Hassis e o motorista do carro oficial da prefeitura de Volta Redonda trafegava de porta aberta, carregando diversos produtos. Pena que não dá para ver se o motorista e o carona estavam ou não usando cinto de segurança…

 

jari

Jari (I) – Mais de 500 pessoas participaram de um evento que seria de prestação de contas do mandato do vereador Jari (PSB), na noite de quinta, 24, no Centro Social Santa Cecília, na Vila, e que terminou com o lançamento do parlamentar como pré-candidato a deputado estadual. “A casa lotada aumenta meu compromisso em trabalhar para a população, pensar no interesse coletivo, no bem comum”, avaliou, para alegria dos seus amigos e eleitores, entre eles Paiva, ex-vice-prefeito de Volta Redonda, seu padrinho político, especialmente no meio católico. “A conduta do Jari prova que é possível fazer um mandato diferente, ao lado da população. Ouvindo e respeitando a opinião do povo”, disse Paiva.

 

Jari (II) – Ex-PT, hoje no PSB, Jari destacou a transparência com que exerce o cargo de vereador, promovendo seguidas reuniões de prestações de conta. “O projeto ‘Vereador no Bairro’, que me aproxima do dia a dia das comunidades; as enquetes pelas redes sociais, que me ajudam a ter um posicionamento de acordo com os anseios da população na hora do voto; e a Tribuna Livre, que dá voz ao cidadão nas sessões plenárias, são marcas do meu mandato”, destacou.

 

Jari (III) – No lançamento do nome de Jari como pré-candidato à Alerj, Paiva, ex-vice-prefeito de Neto, anunciou que não será candidato a nenhum cargo nas eleições de outubro, como se especulou na cidade do aço. Prefere continuar trabalhando para ajudar Jari, seu amigo. 

Deixe uma resposta