Grampos

Figurinhas da Copa

A prefeitura de Volta Redonda segue preparando uma grande festa para comemorar o Dia do Trabalhador, na próxima terça, 1º de maio, mais uma vez no Estádio Raulino de Oliveira. Entre as atrações, uma será a colocação de uma tenda para troca de figurinhas do álbum da Copa de 2018. “Em vários pontos da cidade, principalmente na Vila, as pessoas têm se reunido para trocar figurinhas. Por isso, resolvemos colocar essa tenda, destinada exclusivamente para troca de figurinhas, para os colecionadores”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães.

A secretaria de Saúde levará diversos serviços para o evento do 1º de maio, como aferição de pressão arterial, teste de glicemia, vacinação da Febre Amarela, distribuição de material educativo sobre tabagismo, distribuição de preservativos e orientação sobre vacina da gripe influenza.

A secretaria de Ação Comunitária (Smac) também estará presente na Festa do Trabalhador com o caminhão da Brinquedolândia e com o caminhão de corte de cabelo. “A nossa Brinquedolândia é um sucesso por todos os bairros que passa. Será mais uma opção de entretenimento para as crianças. Além disso, o público que comparecer à festa poderá contar o cabelo sem pagar nada”, destacou o secretário Marcus Vinicius Convençal, o Marcão.

 

PLR – A CSN vai pagar a PLR de seus funcionários na segunda, 30. O valor deve ser um dos mais fracos da região. Há quem aposte em 0,10 a 0,17 do salário. Uma merreca!

 

Pode ser – Nos corredores do Palácio 17 de Julho muitos creditam a saída do ex-todo poderoso Maurinho  (Pereira) ao fato de o mesmo querer indicar um dos seus para o comando do IPPU-VR. Não queria que fosse Márcio Lins, ligado à CSN. O boato faz sentido, pois o engenheiro deverá sacramentar o Imposto Progressivo de Samuca. Que Maurinho é contra, o que já é um bom sinal para os simples mortais. 

 

Plano Diretor – Aliás, o IPPU-VR iniciou ontem, sexta, 27, a debater a revisão do Plano Diretor nos bairros da cidade do aço. Os debates serão feitos em 20 regiões estratégicas, sempre às segundas, quartas e sextas. Também haverá três encontros com movimentos sociais, entidades de classe e sindicatos de trabalhadores e patronais. A população também pode acompanhar todo o processo de revisão do Plano Diretor através do site: http://www.plano-diretor.ippuvr.com.br/.

 

Plano Diretor (II) – O prefeito Samuca Silva salienta que o objetivo é preparar a cidade do aço para os próximos anos. “Vamos revisar o Plano Diretor e fazer a modernização da legislação urbana. Queremos ter normas mais modernas, para que Volta Redonda tenha um desenvolvimento urbano de forma eficiente. É importante a participação da população”, completou. Ah, o Imposto Progressivo é uma das normas mais modernas por acabar com a ociosidade das terras improdutivas e que estão nas mãos de grandes latifundiários.

 

Falso – Na edição passada, o aQui soltou o boato de que a secretária de Fazenda, Norma Chaffin, estaria demissionária. A notícia pegou Samuca de surpresa. Mas que ele não se preocupe. “É boato mesmo”, garantiu Thays Chaffin. “Difícil alguém saber mais sobre mamãe do que eu mesma”, justificou. Não é fofa?

 

Susto (I) – A Caixa Econômica por pouco não acabou com a alegria do prefeito Samuca Silva. É que ele tinha mandado liberar para ontem, sexta, 27, com quatro dias de antecedência os salários dos funcionários públicos de Volta Redonda. A ideia era deixar todo mundo com o bolso cheio para curtir o feriadão de 1° de maio. Só que na manhã de ontem o bancão mandou dizer que ‘seu sistema’ estava com problemas. Que não poderia liberar o dinheiro de todos. E que só uma pequena parcela do funcionalismo receberia o salário. Samuca ficou muito p…da vida.

 

Susto (II) – Sorte do banco é que o problema teria sido resolvido e a folha de pagamento teria sido creditada antes do almoço. “Os salários já estão na conta”, comemorou a equipe do prefeito. Prova que nem sempre vale a pena confiar em bancos oficiais.

 

GM – O prefeito Samuca Silva recebeu o novo comandante do 28° BPM (Batalhão da Polícia Militar), tenente-coronel Júlio César Veras Vieira. Trataram da parceria da Guarda Municipal com a Polícia Militar para a reativação de quatro PPC (Postos de Policiamento Comunitário) em Volta Redonda, que estão instalados nas entradas da cidade do aço. Mais precisamente na 207, na Rodovia dos Metalúrgicos, na Via Sérgio Braga e no Retiro.

 

Ciosp – Samuca também adiantou que o Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) será de uso exclusivo para a segurança. Antes, o centro era utilizado para atender todas as demandas da população.

2018-04-27-PHOTO-00000616

Frota – Ontem, sexta, 27, Samuca apresentou as 10 novas viaturas que chegaram para aumentar a frota da Guarda Municipal.  

 

Festas – No encontro com o comandante da PM, Samuca garantiu que só vai liberar a realização de festas em Volta Redonda quando a Polícia Militar emitir o documento de ‘nada a opor’. “Caso contrário, o evento não terá o apoio da prefeitura”, enfatizou. 

 

Irreconhecível – Os eleitores do vereador Neném andam se assustando quando o encontram. Alguns nem o reconhecem. Motivo: o parlamentar faz uma dieta rigorosa e já perdeu 20 quilos. De quase 100 quilos, passou a subir todo orgulhoso na balança, para conferir que já chegou aos 80 quilos. Menino de sorte.  

 

Internada – Na segunda, 23, D. Munira, mãe do ex-prefeito Neto e de Munir, teve que ser internada. Felizmente na quinta, 26, já estava de volta ao lar. A saúde de D. Munira, inclusive, foi o que levou Neto a não lançar o nome de Munir como pré-candidato a deputado estadual. Ficou para os próximos dias.

 

Carinho – O prefeito Samuca, segundo uma fonte, preocupado com o bem estar de D. Munira, esqueceu a política e colocou toda a estrutura do setor de Saúde de Volta Redonda à disposição da família da matriarca. Neto, revela a fonte, gostou da postura do seu sucessor.

 

Game – Na quinta, 26, o prefeito Samuca Silva esteve no Rio para receber um prêmio do programa ‘Cidades Empreendedoras’. O município terminou em terceiro lugar. “Estamos viabilizando novas empresas e novas oportunidades de emprego. E o programa Cidades Empreendedoras visa gerar emprego e renda para o cidadão, melhorando consequentemente a qualidade de vida em Volta Redonda”, comentou, destacando os avanços no setor. “Esse programa visa empreender, desburocratizar e buscar novas formas de desenvolvimento. Fico feliz que, em um ano de mandato, já estamos alcançando grandes objetivos. Participar desta iniciativa nos proporcionou aprimorar as ferramentas e implementar outras para tornar Volta Redonda uma cidade atrativa para os negócios”, justificou.

2018-04-27-PHOTO-00000617

Paz (I) – Depois, como o aQui anunciou, Samuca foi ao encontro de Eduardo Paes, pré-candidato ao governo do Estado pelo DEM. Trocaram apenas alguns dedos de prosa, pois o prefeito queria retornar logo à cidade do aço. “Apenas conversamos sobre a região”, despistou, voltando ao motivo de sua pressa. É que seu pai, Benício Ferreira da Silva, na foto ao lado de Dona Marlene Maria das Graças Silva (mãe de Samuca), estava completando 80 anos. E todos o aguardavam para comemorar o aniversário do pai ao lado dos familiares.

 

Paz (II) – Seu Benício é um leitor assíduo do aQui. “Ele acompanha o jornal. Gosta de verdade”, disse Samuca, lembrando que foi seu pai quem o ensinou a gostar de ler jornais, mania que mantém até hoje. “Compro vários jornais pra ele, e o aQui”, disse.  

 

Mistério – A mensagem que regulamenta o uso do Uber em Volta Redonda está cercada de mistérios. A prefeitura diz que já enviou o projeto para a Câmara, só que na Casa Legislativa ninguém sabe, ninguém viu. Por que tanto mistério?

 

Sem dono – O projeto Uber é uma verdadeira batata quente – uma pedra incandescente de gusa, na verdade: se abrir demais as concessões para os motoristas do Uber, vai desagradar aos taxistas. Se restringir, vai desagradar aos motoristas do Uber. Parece que ninguém quer assumir a “culpa”. E a população, como fica?

 

Irmãos (I) – O vereador Fernando Martins conseguiu, mais uma vez, ajudar seus amigos pastores. Foi dele a ideia de criar o Projeto de Lei ‘Templo Legal’ para facilitar a retirada de alvarás para as igrejas. Por considerar o PL inconstitucional, Samuca Silva vetou o projeto. Só que os vereadores derrubaram o veto e promulgaram a lei.

 

Irmãos (II) – Vale lembrar que esse não é o primeiro PL que beneficia os evangélicos (nada contra eles, é claro). Os vereadores já instituíram o Dia do Terço, aprovaram a criação de um Memorial para orar por Jerusalém e vira e mexe distribuem medalhas a pastores e padres. No caso dos alvarás, entretanto, pode esconder uma guerra de poder nos bastidores da política local.

 

Futebol (I) – Um dos motivos da guerra seria a recente cessão do Estádio Raulino para um domingo de festas e orações. Pastores evangélicos levados por Fernando Martins teriam pedido ao prefeito Samuca Silva a cessão do estádio municipal na base do ‘0800’. Conseguiram. 

 

Futebol (II) – Samuca, entretanto, teria feito uma exigência: que eles não usassem o campo de futebol para não estragar a grama. Os evangélicos concordaram. Na véspera do evento, o prefeito descobriu que um palco tinha sido armado bem no meio de campo. Mandou acabar com a festa.

 

Futebol (III) – A ordem criou o maior alvoroço. Depois de muita conversa, Samuca voltou a permitir a realização do evento religioso diante da promessa de pagar todos os estragos com a grama do campo, afinal, o Flamengo iria jogar na cidade do aço dias depois.

 

Futebol (IV) – O ‘jogo’ terminou bem, mas os envolvidos começaram a ter dificuldades para cumprir a promessa de consertar a grama. O troco do grupo teria sido o de derrubar o veto do prefeito ao projeto do ‘Templo Legal’.

 

Grupos (I) – Só faltou o pau comer na sessão da noite de quinta, 27, na Câmara de Volta Redonda. Os brigões eram Maurício Pessôa e Dinho. No centro das discussões, a formação de mais um grupo parlamentar, que já contaria com vários vereadores. Outros estariam sendo aliciados… 

 

Grupos (II) – Hoje, a Câmara de Volta Redonda vive uma situação inusitada, com dois grupos: o de oposição, com apenas 7 parlamentares, e o da base aliada a Samuca, com outros 14. E, segundo uma fonte, um novo grupo seria formado por 11 franco-atiradores, sob a liderança de Maurício Pessôa. Ele, inclusive, estaria cooptando colegas e foi confrontado por Dinho, ex-presidente da Casa na sessão de quinta, 26. “Corre nos bastidores que ele quer montar um grupo de 11. Alguns vereadores, convidados, comentaram isso comigo. E eu lhe perguntei (a Maurício Pessôa) qual seria o seu objetivo. Ele ficou desesperado porque quer se fortalecer para crescer diante do prefeito”, explicou Dinho.

 

Não e não – Dinho e Maurício Pessôa se exaltaram e a coisa ficou feia. Foi quando Dinho pediu o testemunho de um dos que teriam sido aliciados a mudar de lado. Sorte de Maurício que o vereador chamado já tinha se ausentado do Parlamento. Só que Dinho mandou o recado: na próxima sessão, vai passar tudo a limpo.

 

Visita – Ontem, sexta, 27, bem mais calmo, Dinho recebeu a visita do delegado Antônio Furtado, que é pré-candidato a deputado federal pelo PSL. O ex-presidente da Câmara de Volta Redonda, como todos sabem, é pré-candidato a deputado estadual pelo PEN. Podem compor a ‘dupla do barulho’, no bom sentido, óbvio. 

 

Feriado (I) – O 1º de maio, na terça, será lembrado com manifestações contra as mudanças na lei que acabaram com vários direitos trabalhistas. Uma delas será do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Volta Redonda e região, que vai aproveitar a data para protestar contra a reforma trabalhista. “As alterações na lei permitem que direitos sejam negociados sem nenhuma garantia, como férias, décimo terceiro, horas extras, remuneração, etc”, destaca o presidente do sindicato, Sebastião Paulo de Assis.

 

Feriado (II) – Sebastião Paulo reafirma que a entidade continua lutando pela manutenção do emprego e dos benefícios do trabalhador. “Além de enfraquecer as negociações dos acordos coletivos de trabalho, a reforma quer atingir os sindicatos que atuam para proteger direitos.  Ela vai na contramão de todo o trabalho feito para fortalecer e proteger a classe trabalhadora.  Categorias, informem-se e organizem-se junto aos seus sindicatos!”, frisa Sebastião Paulo.

 

Mobilidade – As inscrições para as vagas no Conselho Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (Comutran) – que vai validar e fiscalizar o Plano de Mobilidade de Volta Redonda – foram prorrogadas até o dia 16 de maio. Os inscritos participarão da eleição dos membros remanescentes, que representarão a sociedade em diversos segmentos: pedestres, skatistas, motociclistas, pessoas com mobilidade reduzida e sindicatos. Detalhe: todas vagas são para suplentes, com exceção dos skatistas, que ainda não têm um titular no Comutran.

 

Vagas – Também estão abertas vagas para usuários de transporte coletivo, entidades profissionais, conselhos de classe e para instituições de pesquisa acadêmica. Em todos estes casos, as vagas são para titulares e suplentes. Ou seja, parece que a turma aí não está ligando muito para o Plano de Mobilidade Depois, não reclama…

 

Inscrições – Os interessados em se candidatar podem se inscrever pelo e-mail [email protected] ou presencialmente na STMU – Avenida dos Trabalhadores, 333, Centro, de segunda a sexta, das 7h30min às 17 horas. O edital e o formulário de inscrição estão disponíveis no site da STMU (www.vol-taredonda.rj.gov.br/stmu).

Creci  (I) – Na próxima quinta, 3 de maio, o Creci-RJ realizará eleições para a escolha do Conselho Pleno que estará à frente da instituição no triênio 2019-2021. Para facilitar o acesso dos corretores de imóveis, o Conselho disponibilizará diversos postos eleitorais em todo o estado. O horário de votação será das 10 às 18 horas. Informações completas sobre locais de votação, cartão de habilitação eleitoral e chapas concorrentes estão disponíveis no portal www.creci-rj.gov.br.

 

Creci (II) – Existem duas chapas concorrentes: a chapa 1 – Capacidade e Competência -, liderada pelo atual presidente, Manoel Maia; e a chapa 2 – Creci do Futuro -, que tem à frente Marcelo Moura. Cada chapa conta com 54 membros e destaque para a participação de Emil Savelli, de Volta Redonda. 

 

Creci (III) – Emil aposta todas as suas fichas na eleição de Marcelo Maia. Motivo: o atual presidente foi eleito propondo mudanças que não executou ao longo do seu mandato. Como conselheiro estadual que fazia parte da chapa que busca a reeleição, Emil lembra algumas passagens da campanha passada. “Dificilmente o Manoel Maia será reeleito. Nas últimas eleições nós quase perdemos, e agora, na verdade, nada mudou. Continuou tudo como antes, a não ser a operação “Colmeia”, deflagrada por mim e pelo delegado Antônio Furtado para moralizar a classe dos corretores, e diga-se, sem nenhum apoio do atual presidente”.

 

Creci (IV) – Emil insiste que a classe precisa de mudanças. “Os corretores continuam órfãos de um presidente que realmente nos represente, que seja corretor de imóveis de verdade”, disparou, ironizando ainda o fato de Maia (que busca a reeleição) ter atraído quem combateu nas eleições anteriores. “Um tiro no pé”, avaliou.

 

Cultura (I) – Estão abertas as inscrições para Conferência Extraordinária de Cultura de Volta Redonda. O evento será realizado na próxima quinta, 3, a partir das 14 horas, no auditório do campus Aterrado da UFF. Durante a conferência, acontecerá a eleição para as cadeiras vagas do Conselho Municipal de Política Cultural de Volta Redonda e para a Delegação que representará a cidade na 4ª Conferência Estadual de Cultura.

 

Cultura (II) –  Poderão participar da conferência moradores de Volta Redonda, que deverão levar no dia do evento um documento oficial com foto e comprovante de residência recente. As inscrições podem ser feitas pelo endereço eletrônico https://goo.gl/forms/0uJhA8tTfzNvFQCt1. Mais informações sobre as inscrições e a conferência estão disponíveis em http://www.voltaredonda.rj.gov.br/cultura/8-noticias/301-conferencia-municipal-extraordinaria-de-cultura-de-volta-redonda.

 

Vila Americana – O prefeito Samuca Silva prometeu entregar a gestão do Flamenguinho à Associação de Moradores do bairro Vila Americana. A ideia é que a entidade assuma também os projetos sociais desenvolvidos no clube amador da cidade do aço. Aproveitando, a associação solicitou que pelo menos uma linha de ônibus, que faça o trajeto da Vila Americana ao Retiro, atenda os moradores. Isso porque, atualmente, os passageiros da Vila Americana precisam embarcar em dois ônibus para chegar até o centro comercial do Retiro.

Deixe uma resposta