Grampos

Briga de família

O presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, enfrenta um problemão na Justiça paulista: o pedido de venda de pelo menos três empresas do Grupo Vicunha: a Vicunha Têxtil, o Banco Fibra e, pasmem, a própria CSN. A ação é movida pela CFL Participações, holding dos irmãos Leo e Clarice Steinbruch, primos de Benjamin, que são minoritários nas três empresas envolvidas e que tomaram a decisão de recorrer à justiça depois de terem sido excluídos da administração do grupo têxtil e do patrimônio imobiliário da família. O processo tramita na 2ª Vara Empresarial de São Paulo.

As empresas em disputa foram constituídas pelos irmãos Mendel (pai de Benjamin Steinbruch) e Eliezer (pai de Clarice e Leo Steinbruch). Em 1994, os dois irmãos fizeram um contrato para regular a relação de ambos e este contrato foi assinado também pelos filhos herdeiros. O acordo estabelecia que 60% da Vicunha e da CSN seriam de propriedade de Mendel, enquanto que o restante ficaria com Eliezer. Nos demais negócios, a divisão seria de 55% para Mendel e 45% para Eliezer. Depois da morte dos dois, os primos tentaram entrar em um acordo para separar o patrimônio, mas não conseguiram.

Clarice e Leo pedem que o contrato seja desfeito, extinguida a união do patrimônio dos dois ramos da família. Querem também que os bens (incluindo a Usina Presidente Vargas) sejam vendidos em leilão. Xíii!

Suspensa – O presidente americano Donald Trump decidiu suspender a imposição das tarifas do aço e alumínio aos países aliados (o Brasil é um deles). A decisão foi tomada na quinta, 22, e beneficiou, além do Brasil, a Austrália, Coreia do Sul, Argentina e a Europa. Na prática, somente o aço chinês não poderá entrar nos EUA, a menos que as siderúrgicas chinesas estejam dispostas a pagar 25% a mais para o aço e 10% a mais para o alumínio.

 

Ações – Com a notícia da suspensão da taxação, as ações da CSN dispararam na bolsa, chegando a subir mais de 4% em poucas horas. A CSN é a siderúrgica brasileira que mais exporta aço para os EUA. Só em 2017 foram cerca de 5 milhões de toneladas.

 

De mãos dadas – A Força Sindical e a CUT deram as mãos para enfrentar os efeitos da reforma trabalhista sobre o sindicalismo. Na cidade do aço isto significa a união dos sindicatos dos Metalúrgicos e o da Construção Civil. “Precisamos superar nossas divergências e unir forças para barrar as consequências da reforma trabalhista”, admitiu Silvio Campos. “As divergências têm que ser encostadas num cantinho, porque os desafios são maiores que elas”, admitiu Zeomar Tessaro, diretor da Construção Civil. Nada como um interesse em comum para unir desafetos.

 

Eleições (I) – Na terça, 20, aconteceram as eleições do Sindicato dos Metalúrgicos. A chapa do atual presidente, Silvio Campos, foi a única a participar do pleito (apesar de toda transparência no processo de convocação) e foi reeleita com 91% dos votos. Silvio continua à frente do Sindicato por mais quatro anos – o mandato começa a contar a partir de setembro de 2018 – tendo como vice Renato Soares, cotado para disputar as eleições para a presidência do Voltaço. 

Eleições (II) – Assim que o novo mandato do Sindicato iniciar (em setembro), Silvio Campos vai criar duas novas secretarias na entidade. Uma delas será a secretaria da Mulher, que terá à frente Daniela Alves, e a outra será a da Juventude, cujo titular ainda não foi definido.

 

Acordo coletivo – Este ano, a campanha salarial das empresas da base do Sindicato dos Metalúrgicos será unificada, ou seja, uma só para montadoras e siderúrgicas. Porém, as negociações acontecerão de forma separada. Segundo Silvio, apesar de os dados ainda não estarem finalizados, o Sindicato vai buscar aumento real em todas as negociações. “A inflação está muito baixa”, disse, lembrando que o INPC não chega  nem a 3%.

 

Cicuta – Está circulando no WhatsApp uma mensagem pedindo a assinatura da população ao abaixo-assinado pela aprovação do Projeto de Lei 9.139/2017. O projeto em questão é do deputado federal Deley de Oliveira e prevê a ampliação e alteração da categoria da  Floresta da Cicuta, de Arie para Refúgio de Vida Silvestre.

4ª Festa do Trabalhador da Construção Civil - Sebastião Paulo - presidente

Aniversário (I) – O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Volta Redonda e Região comemora neste sábado, 24, 72 anos de fundação. É um dos mais antigos da região. Sebastião Paulo de Assis (foto), presidente, usa as mudanças na lei trabalhista para relembrar lutas históricas da classe. “Temos muito orgulho de representar os nossos trabalhadores.  Se olharmos para trás vamos ver grandes exemplos de dirigentes sindicais que passaram por esse sindicato e deixaram suas contribuições de trabalho, lutas e vitórias. Precisamos que os trabalhadores da construção civil percebam, diante da atual conjuntura do país, que as leis podem ser mudadas, mas não vão apagar o passado de conquistas da nossa categoria”, afirmou.

 

Aniversário (II) – Sebastião Paulo lembra que o sindicato foi fundado em 24 de março de 1946 e um fato logo marcou a história do órgão: o assassinato de Rubem Machado, em 1960, um dos primeiros presidentes do sindicato. Como forma de homenageá-lo, a sede no Conforto recebeu o seu nome. 

 

Aniversário (III) – O Sindicato participou ainda de várias lutas, como a greve dos trabalhadores da Odebrecht, também conhecida como a “Revolta dos Peões da CSN”.

E da greve de 1988, pela implantação do turno de seis horas na UPV, que culminou com as mortes dos operários: Willian, Walmir e Barroso. A história completa do Sindicato está disponível no site www.sindi
catocivilvr.com.br.

 

Fórum (I) – A CSN, em parceria com a Firjan, realiza pelo sexto ano consecutivo o Fórum Sul Fluminense sobre Águas. O evento será na quarta, 28, no auditório do Sesi, das 8 às 12h30min. As inscrições são gratuitas, mas limitadas, e devem ser feitas por telefone (24/33406550) ou e-mail ([email protected]g.br).

 

Fórum (II) – Durante o encontro serão apresentados estudos e palestras sobre o uso sustentável da água, entre eles uma iniciativa adotada pela CSN, em 2017, que elevou a recirculação de água na usina de 92% para 95%. A empresa hoje é referência mundial no setor siderúrgico. Para produzir uma tonelada de aço a CSN usa em média 18 metros cúbicos de água, enquanto a média mundial, segundo a World Steel Association (Associação Mundial de Aço), é de 28,6 m².

 

Fórum (III) – Além de recircular cerca de 95% de água, a CSN devolve para o Rio Paraíba cerca de 4% da água usada no processo após um rigoroso processo de tratamento que faz com que muitas vezes a água devolvida seja de melhor qualidade do que a água captada. O restante (menos de 1%) é perdido no processo de evaporação.

 

Shopping – O prefeito Samuca Silva esteve nas obras de construção do Shopping Park Sul, que deve ser inaugurado em outubro deste ano. O investimento gira em torno de R$ 300 milhões e, quando entrar em funcionamento, deve gerar mais de três mil empregos diretos. “É o emprego para aqueles jovens que estão procurando a primeira oportunidade. A prefeitura lançou o VR Emprego, onde empresários cadastram suas vagas e os interessados enviam os currículos”, contou Samuca. Quem estiver interessado em uma vaga deve enviar o currículo para [email protected] Ou acessar o site do shopping em www.shoppingparksul.com.br.

 

Turismo – Na avaliação de Samuca, o novo shopping será uma atração. “O empreendimento despertará algo que ainda não se fala muito em Volta Redonda, o turismo. É um shopping regional que vai atrair moradores do Sul Fluminense ou, até mesmo, da região metropolitana do estado”, pontuou, exagerando um pouco ao crer que moradores da Baixada virão fazer compras na cidade do aço. O máximo que fazem, até prova em contrário, é frequentar a vida boêmia do baixo Aterrado.

 

Lojas – Eduardo Carlier, um dos diretores do Park Sul, comentou com Samuca que mais de 85% das 160 lojas colocadas à venda já foram comercializadas. As que restam deverão, acredita ele, serem negociadas até julho, antes do fim das obras. Já estão confirmadas, diz ele, Casas Bahia, Kalunga, Lojas Americanas, Marisa, Renner, Riachuelo, e Youcan. O shopping terá seis salas de cinema e ampla praça de alimentação. “É um empreendimento regional. As pessoas virão para Volta Redonda para frequentar o nosso shopping, como hoje elas vão até o Rio de Janeiro. A previsão é que passem pelo shopping mais de 1,2 milhão de pessoas todos os meses”, crê Eduardo. Ele pode estar certo. 

 

Saúde – Aproveitando a deixa dada por Samuca de que o Park Sul vai incrementar até o turismo regional, é bom que o prefeito saiba – e faça algo para ajudar – que o Centro Médico, que funciona ao lado do Hospital Vita, atende mais de 12 mil pessoas por mês. Entre os que procuram atendimento médico na unidade estão moradores de Barra Mansa, Quatis, Porto Real, Resende, Porto Real etc. Até gente de Angra dos Reis procura pelos especialistas do Centro Médico. E todos fazem a roda (turismo regional) girar.     

 

Corrida (I) – Volta Redonda sediará amanhã, domingo, 25, das 8 às 12 horas, na Radial Leste, uma edição da corrida Federal Kids, promovida, entre outros, pela Polícia Federal com o objetivo de conscientizar o combate à pedofilia e a exploração infantil.

“As pessoas não podem ficar em silêncio. E é justamente o que acontece. Às vezes, a pedofilia acontece dentro da própria família ou próximo à família. Este será um evento grandioso, pois unimos todas as forças de segurança, serviço público e privado. Aconselhamos a todos que fiquem atentos ao que seu filho visita na internet, pois ela oferece ferramentas que podem propagar tanto o bem, quanto o mal”, explicou o delegado de Polícia Federal, Clayton Bezerra.

 

Corrida (II) – Para a realização da corrida, a prefeitura de Volta Redonda decidiu fechar, a partir das 13 horas de hoje, sábado, 24, a Radial Leste. Será fechada para a montagem de toda a estrutura da corrida. A avenida só será reaberta amanhã, domingo, 25, a partir das 18 horas. Fica a pergunta: por que não fazer este tipo de evento na Ilha São João?

 

Corrida (III) – Mais uma da série perguntar não ofende: Que motivos teriam todos os envolvidos no evento, incluindo a própria prefeitura, em não divulgar que as inscrições não são gratuitas?

 

Valor – Para poder correr, ao lado de um filho, cada pai foi obrigado a pagar R$ 80 de inscrição. Com mais R$ 30 tinha direito a um livro de apoio à causa. Pai, mãe e uma criança ‘morriam’ em R$ 120.          

 

Na pipoca – Quem não tiver dinheiro para apoiar a causa (ops, a corrida) poderá fazer como os pipoqueiros (sem dinheiro), que entram nas corridas para correr, simplesmente por correr. Sem direito a camisa, medalha ou livro… 

 

PM (I) – O tenente-coronel Julio Cesar Veras Vieira vai assumir o comando do 28º Batalhão da Polícia Militar em Volta Redonda, em substituição a Márcio Guimarães. A posse deverá ocorrer na terça, 27, ou quarta, 28.

 

PM (II) – Perguntado para onde foi destacado, o ainda comandante disse que não sabe. “Não recebi nenhuma informação sobre o destino. Vou aguardar no departamento”, explicou.

 

PM (III) – Segundo Márcio, sua transferência não o pegou de surpresa. Em entrevista ao aQui, no mês passado, ele já previa que iria acontecer por conta da intervenção militar no estado do Rio. “Mudanças de comando são normais nessas ocasiões. Como mudou o comandante regional, inevitavelmente muda o comando dos batalhões”, comentou.

 

Saindo – Outra ‘vítima’ é o delegado adjunto da 93ª DP, Marcello Russo. Visivelmente abalado, o policial disse ao aQui que será transferido para a 59ª DP de Caxias. Ou seja, foi parar no olho do furacão, já que a localidade registra índices altíssimos de violência. 

 

Mais um (I) – O ex-deputado federal Jorge de Oliveira, o Zoinho, foi convidado pelo ex-governador Garotinho a se filiar ao PRP e sair como candidato à Câmara. Garotinho, como se sabe, deixou o PR e se filiou ao PRB e já é pré-candidato à sucessão de Pezão.

 

Mais um (II) – A cidade do aço, além de Deley (PTB), que vai buscar sua reeleição, terá uma penca de candidatos à Câmara, além de Zoinho (PRP): América Tereza, Antônio Furtado e Laydson Cruz (todos pelo MDB), Maycon Abrantes (PV), Geraldinho do Gelo (PSDB) etc.  

 

Que feio (I) – Cidinha Campos e Marcelo Freixo travaram um áspero diálogo em uma das últimas sessões da Alerj. A deputada não perdoa o colega do Psol por ter, segundo ela, mais de 18 seguranças lotados no gabinete. Policiais, disse Cidinha, que deveriam estar nas ruas fazendo a segurança da população. 

 

Que feio (II) – No bate boca, Cidinha chegou a dar um exemplo: “O deputado (Freixo) tem mais policiais fazendo a sua segurança que a delegacia de Volta Redonda”, comparou. Freixo nada disse a respeito da comparação.

 

Ressuscitou – O Fórum das Entidades Representativas de Volta Redonda, ou melhor, o MEP da Burguesia, reapareceu em grande estilo. Decidiu, por unanimidade, realizar um encontro entre os candidatos a deputado federal e estadual de Volta Redonda e Barra Mansa, que oficialmente ainda não existem. De acordo com Evandro Queiroz Glória, ‘presidente do Fórum’, o objetivo é dar à população acesso aos projetos e propostas dos candidatos.

 

Vai vendo – No release aos jornais, o MEP da Burguesia diz que serão dois encontros, um em agosto, outro em setembro.

 

Reação – Quem não vai gostar nada de ter ficado pra trás nessa de querer emparedar os candidatos é o MEP da Igreja Católica. Zezinho, presidente do Movimento Ética na Política, sempre adota a mesma postura com os políticos.  

Marcio Lins CSN

Ausente – O engenheiro aposentado Márcio Lins (foto) não vai estar presente no encontro do MEP da Burguesia. É que ele foi nomeado para a presidência do IPPU-VR e terá que abortar seu projeto de se lançar como candidato a deputado estadual. Márcio trabalhou a vida inteira na Usina Presidente Vargas e chegou a ser diretor da CSN em substituição a Enéas Garcia, quando este virou braço direito de Benjamin Steinbruch. O sobrenome Lins é da família do músico e compositor Ivan Lins sim. Os dois são irmãos.

 

Posse – Márcio Lins vai assumir o IPPU-VR na segunda, 26. A escolha de Samuca repercutiu bem entre os profissionais do órgão. A expectativa é positiva, disse um deles. Há controvérsias. “Passou a vida em uma sala da usina (CSN) e só descobriu a cidade quando faltava pouco pra se aposentar da CSN”, comentou um dos profissionais do IPPU, pedindo anonimato.

 

Abacaxi – Dois abacaxis esperam por Márcio Lins, ambos com ligação direta entre eles. O primeiro é um projeto de ligar os bairros Jardim Amália e Belvedere, passando por trás do Portal da Saudade, da família de Maurinho, dublê de político e empresário. O segundo é o problema que surgirá com o trânsito nas imediações do Shopping Park Sul, quando este for inaugurado até o final do ano. Se não colocar a cabeça para pensar, vai ser um Deus nos acuda.

Cartel – Parece piada, mas não é. A Câmara de Volta Redonda decidiu criar mais uma comissão especial para apurar a formação de cartel dos donos dos postos de gasolina na cidade do aço. O engraçado é que decidiram agir justamente na hora que os postos estão guerreando entre si. Tem bomba de gasolina com diferença de preço de até R$ 0,30 por litro.  

 

Robótica – A Prefeitura de Volta Redonda está ampliando o Projeto Robótica Educacional para mais 20 unidades escolares do município. Para isso, a secretaria de Educação promoverá a capacitação em robótica educacional de 25 implementadores de informática aplicada à educação. “Atualmente o projeto existe em seis escolas da rede. Nossa intenção com essa capacitação é estender as aulas de robótica para mais 20 escolas”, contou Rita Andrade, titular da pasta.

 

Auxiliares – A prefeitura de Volta Redonda está convocando mais 36 profissionais de educação. Serão contratados 23 professores que realizaram o processo seletivo simplificado de 2015 para a contratação temporária de professores e 13 auxiliares de educação infantil que realizaram o processo seletivo simplificado para contratação temporária de 2017.  O prefeito Samuca Silva lembrou que, além das convocações, outros investimentos estão sendo feitos na educação. “Além desses novos profissionais, tivemos investimentos em kits de materiais e uniformes. Além disso, três unidades de ensino estão passando por obras que já estão em fase de conclusão. Iniciamos também o processo de licitação para a reforma de outras unidades”, disse.

 

MEI – O Banco VR de Fomento está ofertando, até o dia 31 de maio, gratuitamente, o serviço de Declaração Anual para Microempreendedor Individual (MEI), das 8 às 17 horas. Segundo o gestor do banco, Nelson Kruschewsky, caso o microempreendedor não realize durante esse período a declaração anual, ele terá que pagar multa. “É de suma importância que a pessoa informe para a Receita Federal o total de sua receita bruta anual, obtida no ano interior, para que evite futuros problemas”, ressaltou

 

Ambulantes – A prefeitura de Volta Redonda está agindo junto aos vendedores ambulantes para que eles se regularizem no Palácio 17 de Julho. Quer que eles procurem o Banco VR de Fomento com CPF, identidade e comprovante de residência para se cadastrarem no órgão. E possam vender seus produtos em local e horário determinados.

 

Educação – Inaugurada há 52 anos, a Escola Estadual Minas Gerais, localizada no Retiro, em Volta Redonda, está por um fio. Além de só oferecer turmas do 8º e 9º ano, a unidade não está aceitando novas matrículas e corre o risco de ser fechada. Recentemente, os moradores se reuniram com o Conselho Comunitário Escolar e políticos para discutir maneiras de impedir o fechamento da unidade. Decidiram, entre outras, colher assinaturas em um abaixo-assinado que será entregue ao Ministério Público contra o fechamento da escola.

 

Água (I) – O Dia Estadual em Defesa do Rio Paraíba,  comemorado na quinta, 22, conforme lei de autoria do deputado estadual Nelson Gonçalves (PSD), foi lembrado pelo parlamentar em caminhada pela Avenida Beira Rio. Em diversos trechos foram colocadas faixas ressaltando a importância das águas do rio para a cidade do aço e, principalmente, para o estado.

 

Água (II) – Para Nelson Gonçalves, investir em sistemas de tratamento de esgoto seria imprescindível para a recuperação e preservação das águas do Rio Paraíba. Ele tem razão. Dados recentes revelam que, diariamente, pelo menos 1 bilhão de litros de esgoto sem tratamento vindo de residências é jogado no rio. “Existem alternativas simples e medidas a serem adotadas a curto prazo que podem salvar o nosso Paraíba, mas para isso, é preciso a união de forças entre população e poder público, no sentido de entendermos, não somente a importância da água desse rio para a nossa vida, mas também para os problemas climáticos que o mundo vem enfrentando”, ressaltou.

 

Sangue bom (I) – O 1º Trote Solidário Integrado das Universidades de Volta Redonda, organizado pela coordenadoria da Juventude, pode garantir um estoque necessário ao Núcleo de Hemoterapia do Hospital São João Batista, para suprir a demanda do feriado da Semana Santa. A campanha de doação de sangue, entre calouros e veteranos, conta com a participação de atléticas, centros acadêmicos e diretórios das universidades existentes no município. Para a coordenadora do NH, Cristina Guimarães do Nascimento, a ação dos estudantes veio na hora certa. “O feriado prolongado da Semana Santa, com muitos viajantes nas estradas, historicamente, gera aumento no número de acidentes e, consequentemente, na demanda por sangue”, disse.

 

Sangue bom (II) – De acordo com os organizadores, mais de 150 estudantes se comprometeram a doar sangue. O grupo foi dividido e as coletas começaram na manhã de terça, 20. Os próximos dias de coleta serão na terça, 27, quinta, 29, e 3 de abril.

 

Legenda (I) – Como Samuca está em queda de braço com o senador Romário, que se lançou pré-candidato do Podemos à sucessão de Pezão, é bem provável que Samuquinha, pré-candidato a deputado estadual, deixe o Podemos e procure abrigo em legenda próxima a Samuca.     

 

Legenda (II) – Alguém acredita na formação de uma dobradinha que tenha Deley, para federal, e Samuquinha, para estadual? Se não acredita, é bom que passe a acreditar. 

 

Eleitores – O deputado estadual Nelson Gonçalves vai perder, mais uma vez, a cadeira que ocupa na Alerj. É que o titular da mesma, deputado Jorge Felipe Neto, vai reassumir seu mandato para tentar se reeleger.

 

Pré – Mesmo que deixe a cadeira, Nelsinho já decidiu: é pré-candidato à Alerj. Ou seja, não vai trabalhar para o Palácio 17 de Julho, que recentemente contratou seu filho, Nelsinho (ex-vice-prefeito de Neto). O aviso faz sentido. É que muitos imaginavam que ele, Nelson, pai, fosse desistir da pré-candidatura para apoiar Samuquinha.

 

Pré (II) – Nelsinho entende que o resultado das eleições de outubro – sem Edson Albertassi (deputado), Gotardo (ex-prefeito) e Paiva (ex-vice-prefeito do PT), entre outros – será marcante. “Vão influenciar a disputa de 2020”, acentua, referindo-se às próximas eleições municipais. Faz sentido.

Brizolista – O ex-prefeito Paulo Baltazar, que perdeu as eleições de 2016 para Samuca Silva, é um dos pré-candidatos a deputado estadual pelo PDT. Vai tentar se cacifar melhor para 2020.

 

Expectativa (I) – Falta pouco para que os eleitores descubram que destino o empresário Rogério Loureiro vai escolher: de carona no caminhão do senador Romário, do Podemos, ou ficar comandando a própria frota de pré-candidato a deputado estadual pelo PPS.

 

Expectativa (II) – Caso saia do PPS e se filie ao Podemos, Rogério Loureiro vai cuidar da legenda em todo o Sul Fluminense. E, claro, tocar a campanha de Romário ao governo do Estado. Uma das suas primeiras missões será trazer o ‘baixinho’ para falar com os empresários da região na Aciap-VR, em data ainda a programar. 

 

Boato – Há quem garanta que nas conversas ao pé do ouvido com o senador Álvaro Dias, o prefeito Samuca Silva (ainda no Podemos) teria sugerido, caso aceitasse sair como candidato à sucessão de Pezão, o nome da ex-juíza Denise Frossard como ideal para compor com ele uma dobradinha para disputar o Palácio Guanabara. A chapa naufragou nas águas de março que caíram sobre a cidade maravilhosa.

 

Esquentou – Na noite de segunda, 19, o clima na Câmara de Volta Redonda parecia estar com a mesma temperatura de um alto-forno da CSN. Como se estivessem trabalhando no AF, o ex-presidente da Casa, vereador Dinho, só faltava trocar sopapos com alguns dos seus colegas. Sobrou para a secretária de Educação do governo Samuca, professora Rita de Cássia.

 

Datashow – É que Dinho reuniu várias fotos de escolas em estado precário e as expôs no plenário da Casa. Causou o maior reboliço, tanto que a equipe de Samuca fez questão de responder as indagações do parlamentar na página pessoal dele no Facebook.

 

Muito ruim – As fotos expostas por Dinho mostram que as escolas precisam, de fato, da atenção do governo. Como a Escola Roraima, no Santa Rita de Cássia. “Estive lá ano passado com representantes da prefeitura. O prefeito me garantiu que resolveria esse problema. Voltei lá esse ano e nada mudou. As paredes estão picotadas, mas não tem piso”, denunciou. Outra unidade foi o Paulo VI, no Açude. Lá o vereador descobriu que o diretor teve de usar dinheiro do próprio bolso para resolver problemas também de ordem estrutural. Ao todo, o parlamentar visitou seis escolas. 

 

Esfriou – O quiproquó só foi resolvido na noite de quinta, 22, quando Conrado e Novaes conseguiram apagar, em definitivo, o pavio curto de Dinho.   

 

Volta às aulas – Na terça, 20, a secretaria de Infraestrutura de Volta Redonda divulgou um laudo para garantir que não há riscos nas estruturas da Escola Municipal Marizinha, localizada em Três Poços, atingida pelo temporal da semana passada. “Foi verificado pela equipe técnica que está trabalhando no local que a rede elétrica também havia sido afetada pelo temporal. E pelo bem estar e segurança dos alunos e funcionários da escola, vamos fazer os reparos na rede elétrica antes que as aulas retornem”, explicou o prefeito Samuca Silva. A prefeitura e a direção da Escola decidiram que os mais de 500 alunos da unidade retornarão às aulas na segunda, 26. “Nenhum estudante será prejudicado, pois as aulas serão repostas”, garantem.

 

Calote (I) – O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, anunciou que as portas do ‘bancão’ estão abertas para a renegociação da dívida da CSN. O banco é um dos principais credores da siderúrgica, ao lado do Banco do Brasil. Juntas, as instituições têm quase metade da dívida da CSN. “Estamos dispostos a discutir, analisar e fazer o melhor com a CSN”, disse o presidente da Caixa, sem detalhar as condições que podem ser oferecidas à empresa.

 

Calote (II) – “Queremos ver Occhi oferecer o mesmo para os pequenos e médios empresários da cidade do aço”, comentou um gaiato ao saber da novidade. “A estes, as portas da CEF estão sempre fechadas. Quando abrem, cobram juros de agiotas”, completou. Faz sentido..

WhatsApp Image 2018-03-23 at 15.12.05(1)

“Papo Reto” (I) – Na manhã de ontem, sexta, 23, o Palácio 17 de Julho lançou mais um dos seus projetos de envolver o prefeito Samuca e ‘o povão’. Foi no Colégio Getúlio Vargas, no Laranjal, quando foi lançado o projeto “Papo Reto”, que passa por criar um bate-papo do prefeito com estudantes da rede municipal de Educação (foto). No primeiro encontro, cerca de 120 estudantes dos três anos do Ensino Médio da unidade puderam tirar as dúvidas e curiosidades com Samuca.

 

“Papo Reto” (II) “Vamos percorrer todas as escolas da cidade. E começamos aqui no Getúlio Vargas, onde estudei por mais de 10 anos e hoje estou prefeito. Somos do tamanho do nosso sonho. Vamos percorrer todas as escolas no Papo Reto”, disse o prefeito. “Temos que aproximar o estudante próximo ao político. Ser representantes da população não é ruim. Vocês que vão comandar a cidade, o estado e país”. Vale lembrar que no ano passado, Samuca participava do “Fale com o prefeito”. Pena que acabou. 

 

Padre – O prefeito de Pinheiral, Ednardo Barbosa, recebeu a visita do novo pároco de Pinheiral, padre Clésio Alves Vieira.

Deixe uma resposta