Grampos

ETPC

Da série perguntar… – O corte de várias árvores, localizadas em frente à ETPC, do grupo CSN, como mostra a foto, era mesmo necessário?

bombeiro csn

Menos um – O Corpo de Bombeiros da CSN está desfalcado de um dos seus mais importantes veículos, o da foto. Vamos torcer para que não precisem dele tão cedo, pois, segundo uma fonte, o caminhão da frota dos Bombeiros da CSN está esquecido nesta oficina de carros, localizada no Santo Agostinho, já há algum tempo. Coisa de um ano, dizem. 

 

Alzheimer (I) – A Apaz (Associação de Parentes e Amigos de Pessoas com Alzheimer) vai promover eventos de conscientização sobre a doença e capacitação de pessoas para cuidar de pacientes com Alzheimer. Na segunda, 19, às 14 horas, acontece a primeira edição do ano do Projeto Alzheimer Café em parceria com o Gaca (Grupo de Apoio aos Cuidadores de Pessoas com Alzheimer). O evento, que foi criado para promover a socialização e desenvolvimento de atividades físicas, cerebrais e manuais com os pacientes, ocorre no salão de festas do NAC, no bairro Casa de Pedra. Os interessados em participar devem fazer o agendamento através do número 99988-1764. 

 

Alzheimer (II) – Encerrando as atividades, na quarta, 21, a partir das 19h30min, no Teatro Gacemss 2, na Vila, será realizada a palestra “Alzheimer: uma epidemia?”, com José Roberto Barroso Arantes, médico geriatra; Jorge Pantaleão, presidente da Apaz; e Denílson Aparecido da Silva, professor de educação física. Ela é aberta ao público. No mesmo dia acontecerá o lançamento da 5ª edição da cartilha “Doença de Alzheimer”.

 

Suspense – Na segunda, 19, muitos olhos voltarredondenses estarão voltados para a Assembleia Legislativa.

 

Flanelinhas (I) – Com o retorno dos vereadores na segunda, 19, a Câmara de Volta Redonda deve apreciar um Projeto de Lei, apresentado pelo presidente da Casa, Washington Granato, que pretende proibir a atividade dos flanelinhas na cidade do aço.

 

Flanelinhas (II) – A ideia, se vingar, pode ajudar as autoridades da área de segurança do município. É que elas sempre dizem que nada podem fazer contra os flanelinhas, já que ninguém tem a coragem de ir até a DP, quando intimidado ou achacado por eles, para denunciá-los. Não é bem assim. Os Guardas Municipais poderiam, por exemplo, ficar de olho nos flanelinhas e quando estes ‘entrarem em ação’ prendê-los em flagrante, levando-os até a DP. Na delegacia, os mesmos seriam presos, pois os GMs detêm fé pública. E os criminosos, denunciados e presos, nada fariam contra os agentes da Guarda Municipal.  

 

Flanelinhas (III) – Se os GMs não agirem, a lei de Granato vai dar no mesmo. Isto é, não servirá de nada.

 

Ajustes (I) – Se já era esperado ou não, ninguém sabe, mas a verdade é que mais um está deixando a equipe do prefeito Samuca Silva. Trata-se de Julio Bueno, ainda secretário de Planejamento. Arquitetos e engenheiros do Palácio 17 de Julho soltaram fogos de artifício.

 

Ajustes (II) – Julio Bueno, segundo uma fonte, está esperando apenas o sinal verde de Samuca para deixar o cargo. É que o prefeito teria pedido que ele permanecesse à frente da pasta até que um substituto fosse contratado. Para quem não sabe, Julio pediu demissão alegando motivos pessoais. De doença na família.

 

Ajustes (III) – Um dos nomes cotados para substituir Julio Bueno teria sido indicado pela secretária municipal de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle da cidade de Niterói, Giovanna Victer. Outra opção que Samuca estaria analisando vem de Brasília, seria um gestor do Ministério do Planejamento. Até o próximo dia 27 um dos dois estará em Volta Redonda para acertar os detalhes com Samuca.

 

Menos um (I) – Como o aQui divulgou ontem, sexta, com exclusividade em sua página do Facebook, o prefeito Samuca Silva demitiu a presidente do IPPU-VR, Maria Ilma de Andrade. A saída só surpreendeu quem não lê o aQui. É que desde que assumiu a pasta, em janeiro de 2017, substituindo Ricardo Moreira, também demitido por Samuca, a arquiteta e urbanista Maria Ilma não vinha tendo um bom relacionamento com os engenheiros e arquitetos do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Volta Redonda. Natural de Barra do Piraí, ela caiu em desgraça até com alguns assessores de Samuca.

 

Menos um (II) – No final do ano passado, quando os boatos davam conta que Maia Ilma seria demitida, Samuca chegou a falar com ela sobre sua saída. Acabou convencido a lhe dar mais tempo para tentar acalmar os ânimos no IPPU-VR. Não conseguiu. Entre os motivos estaria uma gratificação que o órgão devia a 11 profissionais e que deveria ter sido paga em novembro do ano passado. Detalhe: a bonificação só teria sido liberada para 5 dos 11 arquitetos.

 

Menos um (III) – Segundo uma fonte, o cargo de Maria Ilma passará a ser comandado interinamente por uma funcionária do IPPU-VR até que Samuca encontre um nome para ocupar a presidência do IPPU. Fontes dão conta que o escolhido não será ninguém de Volta Redonda. Muito pelo contrário. Entre os prováveis nomes, o mais forte, segundo o aQui apurou, é funcionário da Caixa Econômica, da área de projetos.

Pré – O deputado federal Miro Teixeira (Pros) poderá sair como candidato do PSB à sucessão de Pezão.

 

Saindo – Jornais da capital dão conta que o MDB deverá perder a filiação de Alexandre Serfiotis, Laura Carneiro, Celso Pansera, Pedro Paulo, Altineu Côrtes, entre outros. O último que sair fecha a porta?

 

Taça (I) – O uso do Raulino de Oliveira acabou virando mais uma polêmica envolvendo dirigentes do futebol carioca. O governo Samuca até que tentou liberar o estádio para a final da Taça Guanabara, entre Boavista e  Flamengo, que acabou sendo confirmada para Cariacica, amanhã, domingo, 18. De acordo com Samuca, a cidade estaria preparada e de  braços abertos para receber os visitantes. “Será uma honra ter essa grande final da Taça Guanabara aqui em Volta  Redonda. A cidade tem excelente estrutura hoteleira, tem segurança e o Raulino de Oliveira está pronto, com gramado lindo para receber  Boavista e Flamengo”, comentou.

Taça (II) – A oferta de Samuca foi recusada pelos dirigentes dos dois clubes e os caras do Boa Vista chegaram a dizer que Volta Redonda não teria espaço para receber ‘um grande público’. Menos, camaradas, menos. Quantos torcedores de Bacaxá viriam até Volta Redonda? Era mais fácil que eles dissessem que o que queriam mesmo era a grana dos empresários capixabas para realizar o jogo no Espírito Santo.

 

Taça (III) – Que a estratégia de Flamengo e Boa Vista não seja esquecida por Samuca. Jogar em Volta Redonda não pode ser a ‘última opção’ de times que nem estádios têm. Se os times da capital perderam o Maracanã para shows de todos os tipos, menos de futebol, azar o deles.

Taça (IV) – Ontem, sexta, 16, os jornais esportivos noticiaram que o jogo entre Flamengo e River Plate, pela Libertadores, será realizado no dia 28, às 21h15min, em Volta Redonda, no ‘acanhado e ruim’ estádio Raulino de Oliveira. Era hora de Samuca dizer não às pretensões dos dirigentes cariocas. 

 

Visitas – O prefeito Samuca Silva aproveitou o Carnaval para dar umas incertas no Parque Aquático da Ilha São João e no Hospital São João Batista. Ouviu críticas, pedidos, sugestões e elogios. “É bom ouvir elogios, mas as críticas construtivas são importantes”, comentou ao conversar com uma das frequentadoras da piscina da Ilha São João, a quem prometeu aumentar o número de cadeiras, mesas e guarda-sóis. Prometeu até analisar o contrato de concessão da cantina, onde os banhistas não encontram quase nenhuma opção de alimentação. 

 

Hospital (I) – Na parte da tarde Samuca esteve no Hospital São João Batista. “Como prefeito, tenho que acompanhar as duas realidades. Ver se o Parque Aquático agrada a população na hora da diversão, mas tanto quanto ou até mais importante é saber de perto como está o atendimento na saúde pública”, comentou ao passar pelo Pronto Socorro da unidade.

Hospital (II) – No PS ele foi questionado sobre o tempo e o fluxo no atendimento. E logo a seguir conversou com funcionários a quem pediu um relatório sobre os problemas observados por eles no dia a dia do hospital.

“Quero ouvir a opinião de quem trabalha diretamente com os pacientes. Quero conhecer os problemas como ar condicionado parado, cama quebrada. Temos que melhorar a infraestrutura do hospital para atender a população como merece”, afirmou Samuca.

Ameaça – Samuca também ouviu críticas sobre o atendimento por parte de alguns funcionários. “Vamos apurar tudo. Não é admissível a população que paga seus impostos ser mal atendida, principalmente na saúde pública. Pelo que vi aqui, a grande maioria cumpre bem o seu papel, mas quem não quer atender bem, aqui não vai ficar. Exijo respeito e um excelente atendimento à população”, ameaçou Samuca.

Bomba – O prefeito Samuca Silva deve anunciar uma bomba a qualquer momento.

Invasão – A prefeitura de Volta Redonda inibiu na manhã de quinta, 15, uma invasão de uma área pública na localidade conhecida como Parque Independência, nas proximidades do Vila Rica/Três Poços. Foram derrubadas seis construções ainda em fase inicial. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Rafael Champion, as construções ainda estavam sendo feitas. “Não houve resistência e conseguimos realizar a demolição dessas construções. Percebemos que muitas eram erguidas de forma precária, o que gera ainda mais riscos”, destacou.

Prisão – Durante a ação, uma mulher foi detida pela Polícia Militar, que deu suporte à operação, por desacato a autoridade. Além disso, a prefeitura recebeu a denúncia de que alguns moradores, que já estariam morando na ocupação, estariam vendendo lotes no local. A denúncia será apurada pelos órgãos competentes.

Deixe uma resposta