Grampos

IPTU – O relacionamento de Benjamin Steinbruch com Samuca Silva continua indo bem. Os dois têm até se falado por telefone. A última vez que eles se falaram foi na segunda, 15, quando Steinbruch ligou para dizer que a CSN já tinha depositado a bagatela de R$ 36 milhões nos cofres públicos referente ao IPTU de 2018. Samuca ficou rindo à toa.    

Escritório Central – Samuca também anunciou que as negociações para a compra, por parte do governo municipal, do Escritório Central, estão indo de vento em popa. Que estariam apenas detalhando o valor da dívida da CSN a abater e o valor do Escritório Central a ser permutado. O problema é que a pendenga, que deveria levar 30 dias para ser sacramentada, já se arrasta desde o dia 24 de agosto de 2017. Ou seja, a CSN tá enrolando o caso há cinco meses…

Fevre (I) – Os internautas da cidade do aço foram surpreendidos na manhã de sábado, 13, com uma postagem do aQui dando conta que o presidente da Fevre, Eduardo Dessupoio, estaria deixando o cargo. O próprio prefeito Samuca Silva se surpreendeu com a notícia, afinal os dois tinham combinado de só tornar pública a saída do presidente da Fevre na manhã de segunda, 15, depois da tradicional reunião do secretariado que Samuca promove no Palácio 17 de Julho.

Fevre (II) – Na segunda, 15, Samuca fugiu do assunto ao ser procurado pelo aQui. Mas, no dia seguinte, terça, 16, mandou avisar às rádios e a alguns ‘sites’ locais que Eduardo tinha deixado a Fevre. Que o mesmo seria substituído por Waldyr Bedê Filho.

Unipop – Embora tenha deixado a Fevre, Eduardo Dessupoio vai continuar no governo Samuca. É que ele vai cuidar da implantação da UniPop – a Universidade Popular que o prefeito pretende criar para oferecer cursos de extensão e profissionalizantes para moradores da cidade do aço. A nova unidade vai ser instalada no prédio do Colégio Maranhão, no Eucaliptal. “Nosso objetivo é levar, em conjunto com as faculdades da cidade, cursos de extensão, profissionalizantes e até graduação em nível superior para os bairros. O Eduardo é um profissional capacitado para tocar esse projeto”, justificou o prefeito.

IPPU – O que as rádios e os ‘sites’ ainda não sabem é que Samuca também ia demitir Maria Ilma de Andrade Silva, ainda presidente do IPPU-VR, que é de Barra do Piraí e que estaria sendo boicotada na pasta. Os dois conversaram na manhã de segunda, 15, e Samuca, bonzinho como Papai Noel, atendeu ao pedido da arquiteta de lhe dar mais tempo para convencer a turma do IPPU de que é a pessoa certa para comandá-los. Resta saber qual foi o tempo que Samuca lhe deu a mais… 

samuca barba branca

Barbudo – Dono de uma senhora barba preta, Samuca teria confidenciado a alguns amigos que, apesar de já estar na segunda quinzena de janeiro, ainda estaria dominado pelo espírito de Natal, que continuaria dando uma de Papai Noel com sua longa barba branca.

 

Noel – Deve ser por estas e outras que Samuca teria desistido de demitir mais alguns integrantes do seu primeiro escalão. Afinal, tem muita gente pisando na bola por todos os lados, prejudicando, é claro, sua própria imagem.

 

Promovido – José Geraldo, o Zeca, provou que Samuca Silva estava certo ao buscá-lo em Barra Mansa para administrar o Saae-VR. A partir de segunda, 15, o executivo foi efetivado como presidente da autarquia.

 

Promovida – Essa vai pegar o pessoal da Cultura com a calça nas mãos. O prefeito Samuca Silva, ao invés de demitir, mandou efetivar Aline Ribeiro como secretária de Cultura Volta Redonda.   

 

A conferir – Márcia Cury, ex-secretária de Saúde de Volta Redonda, voltou a ganhar sorrisos por parte do prefeito Samuca Silva. Se o relacionamento continuar numa boa, ela pode até ter apoio do Palácio para as eleições de outubro.

fernando garcia

Confirmado – Como o aQui previu, Samuquinha (na foto), assessor político do prefeito Samuca Silva, não quis assumir a secretaria de Ação Social, ainda nas mãos do vice-prefeito Maycon Abrantes. Prova que ele tem tudo para ser lançado pelo Palácio 17 de Julho como candidato a deputado estadual. Há quem diga até que em fevereiro ele deixa o governo para se dedicar à sua pré-campanha.

 

Estremecidos – Há quem garanta que o prefeito Samuca Silva estaria muito p… da vida com um dos vereadores que fazem parte do seu grupo. Seria até bem próximo do chefe do Executivo, por sinal.

 

Terceira Idade (I) – O vice-prefeito Maycon Abrantes começou o ano de 2018 devendo aos integrantes dos grupos da Terceira Idade de Volta Redonda. “Ele nos prometeu que a viagem que o ex-prefeito Neto promovia teria continuidade. Não teve. Foi promessa eleitoreira”, desabafou um deles ao  aQui.

 

Terceira Idade (II) – A situação de Maycon fica pior quando o idoso diz que, em dezembro, funcionários do Palácio 17 de Julho teriam ligado para a casa dele pedindo que providenciasse seus documentos – e o da esposa – para uma viagem que seria feita ainda em 2017. “Nos enganaram”, disparou.

Terceira Idade (III) – A decepção foi tanta que o casal decidiu reunir os integrantes de um grupo da Terceira Idade, formado por 45 idosos, para viajarem, por conta própria. “Nosso grupo foi para um hotel fazenda em Miguel Pereira. Passamos o dia por lá. Foi ótimo”, pontuou, aproveitando para lembrar que o atual governo não estaria nem aí para os idosos. “Estamos em ano eleitoral e agora eles vão dizer que não poderão nos levar por conta da Justiça Eleitoral”, argumentou. Faz sentido.          

 

Multas – O Detran vai permitir, em breve, que os motoristas multados paguem as multas de trânsito com cartão de crédito.

 

Diagnóstico – Durante a 2ª Conferência Municipal de Mobilidade Urbana, que está sendo realizada no auditório da UFF, a prefeitura de Volta Redonda está apresentando o que seria o diagnóstico qualitativo das demandas da população sobre mobilidade urbana. O secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Wellington Silva, explica: “Estamos construindo o plano de forma participativa. Fizemos encontros nos bairros para ouvir a população e agora vamos apresentar o diagnóstico com as maiores demandas. Através do Comutran, a população irá fazer a fiscalização e aplicação do PlanoMob”, pontuou.

 

Diagnóstico (II) – O prefeito Samuca acrescentou que a conferência pretende planejar a cidade para os próximos 20 anos. “Vamos criar políticas públicas para mobilidade urbana para os próximos 20 anos. Precisamos pensar a cidade para o presente e o futuro. Criamos agora o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana. Mas além da eleição para os membros do Comutran, nossa 2ª Conferência também será mais uma etapa da construção do Plano de Mobilidade Urbana”, disse.

 

Diagnóstico (III) – Segundo números da prefeitura, a cidade conta com um total de 125.096 veículos, distribuídos da seguinte forma: Automóvel: 91.189; Caminhão: 2.368; Caminhão-trator: 312; Caminhonete: 6.560; Camioneta: 4.507; Micro-ônibus: 424; Motocicleta: 14.820; Motoneta: 2.106; Ônibus: 630; Trator de rodas: 7; Utilitário: 715; e outros: 1.458.

 

IPTU (I) – A prefeitura de Volta Redonda iniciou a emissão dos carnês do IPTU 2018 para mais de 109 mil imóveis. A previsão é que os carnês comecem a chegar às casas na segunda quinzena de fevereiro. Neste ano, o desconto para pagamento em cota única antecipada será de 18%, com vencimento no dia 9 de março. Quem optar pela cota única sem antecipação e que vence no dia 29 de março, terá desconto de 10%. Os contribuintes que optarem pelo pagamento parcelado, em até 6 vezes, o vencimento da primeira cota também será no dia 29/03.

 

IPTU (II) – A secretária de Fazenda, Norma Chaffin, explica que quem não receber o carnê poderá retirar a segunda via no saguão da prefeitura, na subprefeitura do Retiro ou através do Portal VR (www.voltare
donda.rj.gov.br), clicando no link “IPTU e Taxas”, localizado na opção ‘Acesso Rápido’. “É importante que o contribuinte confira os dados que constam no carnê. Caso não concorde com alguma informação, ele deve comparecer aos guichês 8 ou 9 da Prefeitura para apresentar sua solicitação de alterações até o dia 29 de março”, explicou Norma.

 

IPTU (III) – O prefeito Samuca Silva ressaltou a importância do IPTU para investimentos na cidade. “É através da arrecadação dos impostos municipais que a prefeitura consegue realizar os investimentos necessários em saúde, educação, segurança, infraestrutura e outras áreas. Em 2017, provamos que fizemos gestão correta do dinheiro público, cito o Hospital Santa Margarida, Hospital do Idoso, Parque Aquático, Clínica Odontológica, unidades de saúde, limpeza da cidade e córregos, como alguns exemplos desta gestão”, detalhou.

 

IPTU (IV) – Vale lembrar que a CSN, embora o carnê ainda esteja sendo confeccionado, já pagou o IPTU deste ano, com desconto para pagamento à vista. Pagou algo em torno de R$ 36 milhões, para satisfação de Samuca Silva. Que os assessores especiais do Palácio 17 de Julho e os integrantes do primeiro escalão do governo Samuca que sejam donos de imóveis na cidade do aço sigam o exemplo de Benjamin Steinbruch.

 

Asfalto – A secretaria de Infraestrutura da prefeitura de Volta Redonda está asfaltando cerca de 10 quilômetros (9,4 mil metros de quadrados) com asfalto quente das ruas e avenidas da cidade do aço. A ação vai beneficiar 24 bairros. 

 

Buracos – Em paralelo ao serviço de asfalta-mento, a secretaria de Infraestrutura mantém o trabalho de tapa buraco permanente. “A gente está recebendo as demandas e  fazendo a operação tapa buraco, priori-zando os pontos mais críticos. Os moradores podem entrar em contato com nossa secretaria através dos telefones (24) 3339-9127 ou (24) 3339-9528”, explicou o titular da pasta, Toninho Oreste.

 

Minha Casa, Minha Vida (I) – O prefeito Samuca Silva visitou na quarta, 17, as obras de construção do Residencial Mato Dentro III – terceiro empreendimento do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, no Lotea-mento São Sebastião, no São Luiz. O conjunto habitacional terá 176 apartamentos e vai beneficiar cerca de 700 pessoas. Deve ser entregue em dezembro. Segundo o presidente da Cohab-VR, Fernando Rabello, a seleção das famílias beneficiadas deve ser feita em junho deste ano e participarão todos os que estiverem no Cadastro Habitacional da Cohab.

 

Minha Casa, Minha Vida (II) – “Estarão concorrendo quem já se cadastrou e quem ainda vai se cadastrar. O importante é que os interessados se enquadrem nos critérios federais, estipulados pelo ‘Minha Casa Minha Vida’, e nos critérios do Conselho Municipal, além de ter a documentação aprovada pela Caixa Econômica Federal”, explicou. Quem ainda não se cadastrou, basta entrar no site da Cohab (www.voltaredonda.rj.gov.br/cohab) e clicar no link Cadastro Habitacional. Neste endereço, os interessados encontram todos os requisitos para se cadastrarem e participarem dos programas habitacionais.

 

Doidão (I) – Um morador da Vila Santa Cecília fez um desabafo irado nas redes sociais contra o atendimento do Ciosp. Ele garante que ligou às 4h20min para o órgão, pedindo a presença da Polícia Militar, já que alguém havia desligado o relógio de energia da sua casa e invadido o quintal da residência. Ele chegou a informar que o suspeito ainda estava andando pelo quintal da casa. “Mas já são 5h10min e nada de polícia”, postou, indignado. Detalhe: ele mora com a mãe idosa e duas filhas pequenas.

 

Doidão (II) – Para sorte (muita sorte!) de todos, o invasor era um jovem alcoolizado. “Um moleque bêbado, pelado e sem noção”, descreveu. Detalhe: totalmente “chapado”, o invasor não conseguia falar onde morava e nem o próprio nome.

 

Doidão (III) – O morador então, em um ato de bondade, achou o celular e os documentos do rapaz junto à bermuda que estava largada no quintal da casa e ligou para o pai do “doidão”. Que escapou de uma bela surra… 

 

Alô, alô – Quanto ao Ciosp, até agora nada. O morador não recebeu nenhuma atenção.

 

Mudo – Aliás, falando em telefones, a prefeitura de Volta Redonda ficou mudinha da silva na tarde de quinta, 18. Uma pane no sistema de telefonia – causada por um pequeno incêndio em uma peça da central – deixou os equipamentos inoperantes durante toda a tarde. Ninguém na prefeitura podia fazer nem receber chamadas. Que transtorno!

 

Praça de volta (I) – Depois do ‘Turismo em Volta’, do ‘Desenvolvimento de Volta’, a prefeitura de Volta Redonda podia lançar o ‘Praça de Volta’. Começando pelo Jardim Belvedere, onde a Praça Walter Santoro – principal do bairro – continua funcionando como base da “Esquadrilha da Fumaça”. Aquela fumaça, a “da paz”.

Praça de volta (II) – Além dos doidões, os moradores têm que aguentar duas árvores de porte médio caídas no meio da praça, postes apagados, lixeiras quebradas e um brinquedo para crianças totalmente inadequado.   

onibus rodoviaria

Terminal – Uma boa notícia: o prefeito Samuca Silva decidiu acabar com aquele monstrengo que é o terminal rodoviário da Ponte Alta.

Sugestão (I) – Por falar na Ponte Alta, fica uma sugestão de trânsito para o bairro, com reflexos positivos até para as lojas existentes no trecho. Usar a Via Sérgio Braga em sentido único de Barra Mansa para Volta Redonda. Os voltarredondenses que forem para a cidade vizinha passariam a usar exclusivamente a Avenida Afrânio Bastos, a que beira a linha férrea. Para facilitar o retorno à Ponte Alta, a prefeitura poderia construir uma rotatória na divisa entre os dois municípios.

Sugestão (II) – Os engarrafamentos nos dois sentidos acabariam e no trecho comercial da velha Ponte Alta a prefeitura de Volta Redonda poderia criar áreas de estacionamento e até lazer. Hoje, passar pela Sérgio Braga é inviável. Estacionar, então, é um suplício. 

Eleições – O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Silvio Campos, liberou o edital de convocação das eleições da entidade. O pleito será realizado nos dias 19 e 20 de março e as chapas interessadas em participar têm até o dia 26 de janeiro para se inscreverem. Silvio Campos (foto) é candidato à reeleição e deve vencer, pois conseguiu fazer um bom mandato à frente do principal sindicato de trabalhadores da região.

Dívidas – A CSN pode encerrar janeiro sem concluir acordos com alguns bancos credores para alongar suas dívidas. As negociações, iniciadas no final de 2017, ainda não avançaram.  

Reajuste – A CSN reajustou o preço do aço para as montadoras. Varia de 18% a 23%, dependendo do tipo de aço vendido tanto para o setor automotivo quanto para a linha branca.

Orgânicos – A secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Volta Redonda promoveu na segunda, 15, um encontro com os produtores de alimentos orgânicos da região para discutir o projeto de criação do Mercado Municipal de Orgânicos. “O mercado de orgânicos tem uma grande demanda e representa uma alternativa de renda para agricultores familiares. O mercado movimentará todo o setor na região, mas para avançarmos é necessário conhecer peculiaridades de todos os produtores certificados”, justificou Joselito Magalhães, titular da pasta e que é presidente da Associação Comercial local.

Deixe uma resposta