Grampos

Orgânicos (I) – Se depender do ex-verde Samuca Silva, hoje no Podemos, Volta Redonda terá, em breve, um mercado de produtos orgânicos, a ser criado na Praça da Chaminé, no Aterrado, ao lado do pequeno camelódromo do Viaduto Heitor Leite Franco. O projeto está sendo desenvolvido pela prefeitura em parceria com a Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio), que deverá prestar assistência técnica aos produtores rurais do município. Pena que não tenham fornecido detalhes do que preconizam ser o “primeiro mercado de produtos orgânicos do estado do Rio de Janeiro”. Chique demais, né?  

 

Orgânicos (II) – A prefeitura de Volta Redonda deveria informar, por exemplo, se vai construir um mercado orgânico; se vai instalar barraquinhas todos os dias ou em um dia específico e, principalmente, quando o “primeiro mercado de produtos orgânicos do estado do Rio de Janeiro’ vai entrar em operação.

 

Orgânicos (III) – Se a prefeitura de Volta Redonda for usar barraquinhas para que os produtores possam expor e vender seus produtos, o projeto não será pioneiro como o Palácio 17 de Julho apregoa. É que em Barra Mansa a prefeitura local usa um espaço na Gare da Estação, no centro, para que produtores locais vendam seus orgânicos aos barramansenses, como mostra a foto abaixo.

Feira-organica-BM-Felipe-Vieira-

Descomplicando – Na manhã de segunda, 31, representantes de escritórios de contabilidade de Volta Redonda se reuniram com os responsáveis pela emissão dos alvarás na cidade do aço. O objetivo foi apresentar aos contadores o novo sistema de emissão de alvarás, o ‘Regin’, que integra os órgãos públicos envolvidos no registro de empresas no município e foi criado para desburocratizar os processos de abertura e alteração de contratos sociais. A ação faz parte do programa ‘Alvará Fácil’, criado no governo Samuca. Será que é fácil mesmo? Há controvérsias.

 

Mais um – No encontro com os contabilistas, Samuca expôs a ideia de criar uma ‘Casa do Empreendedor’, que, segundo ele, abrigará todas as secretarias e órgãos vinculados ao processo de abertura de empresas. E sugeriu que os contadores criem um ‘Fórum Permanente’ (como o do MEP da Burguesia, grifo nosso) para discutir políticas públicas voltadas à profissão. “Isso fará com que vocês ganhem autonomia, independentemente da figura do prefeito. Cada escritório de contabilidade indica um representante para o fórum…”, comentou, mostrando que deve ter gostado de ficar vendo gente dando pitacos na sua administração. 

 

Aumentou (I) – As redes sociais voltaram a ser usadas por internautas inconformados. Não contra ou a favor de Lula, Temer ou Moro. Estavam se posicionando contra o aumento da passagem de ônibus em Volta Redonda. De R$ 3,30 para R$ 3,80, o que corresponde a 15%. Foi um Deus nos acuda. E sobrou para o prefeito Samuca Silva, que chegou a postar um vídeo para explicar que o reajuste concedido foi menor do que os empresários queriam. Não deu muito certo. Acabou indo às rádios e deu mais detalhes da operação. Na Rádio 88, por exemplo, chegou a dizer que as empresas passariam – mesmo com o aumento – a operar sem lucro. 

 

Aumentou (II) – O engraçado é que só o aumento das passagens repercutiu nas redes sociais. O reajuste do estacionamento rotativo cobrado pela Cúria Diocesana, por exemplo, passou batido. Subiu de R$ 3 para R$ 4 e ninguém reclamou ao bispo. Virgem Maria!

 

Aumentou (III) – O aumento do estacionamento rotativo explorado pela Igreja Católica mostra que, como empresa, a Cúria também sofre na pele com a alta dos custos, assim como as empresas de ônibus.

 

Aumentou (IV) – O pedágio da Via Dutra passou, desde ontem, sexta, 4, de R$ 13,80 para R$ 14,40 nas praças de Moreira César, Itatiaia e Viúva Graça. E ninguém reclama. 

 

Diminuiu – Para compensar os aumentos sucessivos que afetam os bolsos dos voltarredondenses, uma boa notícia: o valor do ingresso para assistir a uma sessão  do circo que está ao lado da Rodoviária Francisco Torres foi reduzido para R$ 14,90 por pessoa. E ninguém bate palmas. 

camara vr_cor1

De carona (I) – O aumento das passagens criou oportunidades para todos os tipos de políticos. Houve quem tirasse proveito nas redes sociais se posicionando contra o prefeito Samuca, como o vereador Carlinhos Santana. E ainda contra os empresários, como o próprio presidente da Câmara, Sidney Dinho. “Quem gosta de receber bem também tem que gostar de pagar bem”, filosofou do alto da Casa, exigindo que os empresários passem a pagar o ISS (Imposto Sobre Serviço) em dia. Ah, nenhum dos dois parlamentares questionou a Cúria Diocesana sobre o aumento do rotativo.

 

De carona (II) – Na segunda, 31, quem esteve na Câmara, a convite de Dinho, foi o diretor-presidente da Suser, Wellington Nascimento Silva. Motivo: explicar aos vereadores e representantes das Associações de Moradores de Volta Redonda os critérios utilizados pela pasta para conceder o aumento das passagens de ônibus. O engraçado é que o executivo usou complicadas teorias matemáticas, baseadas na metodologia da Geipot (Empresa Brasileira de Planejamento de Transporte). Ou seja, ninguém entendeu bulhufas.

 

São Carlos – O Saae-VR iniciou na terça, 1, a reforma do reservatório do São Carlos, que será totalmente reestruturado interna e externamente e impermeabilizado com fibras de vidro. O bairro está sendo abastecido através de um sistema que encaminha a água às casas das pessoas, portanto, os moradores não terão o abastecimento prejudicado. A previsão para a conclusão do trabalho é de um mês.

 

Sacolas – Por maioria de votos, o Supremo Tribunal Federal julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 907, ajuizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) contra a Lei 2.130/1993, do Rio de Janeiro, que tornava obrigatória a prestação de serviços de empacota-mento nos supermercados. A maioria dos ministros avaliou que a norma ofende o princípio da livre iniciativa, previsto no artigo 170 da Constituição Federal, ao obrigar os supermercados a manter pelo menos um funcionário em cada máquina registradora, com a atribuição de acondicionar as compras ali efetuadas. Ou seja, o consumidor que quiser que encha o seu próprio saco na boca do caixa.

Basquete – A Liga de Desportos de Volta Redonda vai realizar nos meses de agosto e setembro a primeira fase de grupos do VII Campeonato de Basquete. Ao todo 10 equipes vão participar do torneio e os jogos serão realizados nos ginásios dos bairros Vila Rica, Santa Cruz e Três Poços. No total, quatro equipes da cidade do aço vão competir contra outras seis de cidades fluminenses. A primeira rodada começa neste sábado, 5, no ginásio do Santa Cruz, às 14 horas.

 

Orçamento – A prefeitura de Volta Redonda, por meio da secretaria de Planejamento, vai realizar neste sábado, 5, a partir das 8 horas, o I Fórum Municipal do Orçamento Participativo Digital (OP Digital), para estimular a participação da população na elaboração do OP. Será no auditório do UGB, no Aterrado.

 

Uber – Os vereadores de Volta Redonda já retornaram ao batente. Mas não existe nenhuma previsão de que votem a polêmica sobre o uso do aplicativo Uber. Vale lembrar que os parlamentares pediram para os motoristas do Uber criarem uma comissão para debater o tema. Isso foi feito. Passados quase dois meses, nada foi discutido e os motoristas rodam com medo de apreensão.

 

LGBT – A parada gay de Volta Redonda está marcada para o próximo dia 27 de agosto. E ninguém ainda divulgou nada.

 

Feijoada – A sétima edição da Feijoada Amigo Solidário da CDL Jovem acontecerá amanhã, domingo, 6, no Ricardo Buffet, e, neste ano, beneficiará a Apae de Volta Redonda. A expectativa da entidade é que compareçam 350 pessoas, entre associados, amigos e familiares. Infelizmente, os organizadores do evento não informaram se os convites serão vendidos na hora da feijoada.

 

Luto  – Morreu na tarde de quarta, 2, Patrick Gonçalves Zambotti, 21, filho do diretor do Sindicato dos Metalúrgicos Orlando Zambotti. Patrick sofreu um infarto numa partida de futebol com amigos. Ele foi socorrido no Hospital Vita, mas não resistiu. O jovem foi sepultado na quinta, 3, no Portal da Saudade.

Aprovado – O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou, sem restrições, a aquisição da CSA pela Ternium. A transação está avaliada em 1,5 bilhão de euros.

 

Falando nisto – No dia 9 de junho, o Cade aceitou o pedido de intervenção da CSN, como terceira interessada no negócio entre a CSA e a Ternium. A justificativa da CSN é que a transação poderia gerar graves riscos à concorrência. O Cade respondeu dizendo que “o negócio não incentiva a prática de condutas anticompetitivas” e que “empresas já atuantes no mercado têm capacidade de absorver eventuais desvios de demanda”.

 

Usiminas (I) – A CSN voltou a pedir à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) punição aos responsáveis pelo suposto benefício aos acionistas da Usiminas, em transações entre partes relacionadas – aquelas entre a Siderúrgica e suas coligadas. No pedido, a CSN anexou cópia de atas do Conselho de Administração da Usiminas, com a admissão de conselheiros, de que operações entre a Companhia e a Nippon Steel foram firmadas sem a aprovação prévia do colegiado, como exige o estatuto.

 

Usiminas (II) – A CSN acusa a Nippon de ter vendido o controle da Usiminas para a Ternium e de ter recebido como prêmio um aumento significativo de contratos de partes relacionadas entre a Nippon e a Usiminas.

 

Hora da Refeição – O Sindicato dos Metalúrgicos convocou, na quarta, 2, mais um grupo de trabalhadores da CSN para receber o alvará do processo da Hora da Refeição.

 

CSA – Como o aQui previu, o facão começou a cortar cabeças na Usina Siderúrgica do Atlântico. Não muitas, mas pode ser o início do processo de demissão em massa que surgiu quando a CSA foi negociada com os argentinos da Ternium. No final da tarde de quinta, por exemplo, cerca de 40 operários foram demitidos.

02-08-17.Rua de Compras-Bairro Stº Agostinho (28)

Rua de Compras – A polêmica Rua de Compras, criada pelo governo Samuca para fazer com que os consumidores gastem mais (ledo engano, grifo nosso), acontece amanhã, domingo, 6, no Santo Agostinho, o segundo bairro mais populoso de Volta Redonda, com cerca de 30 mil moradores. O evento será no trecho que compreende as ruas Soldado Francisco Alves da Rocha e Jayme Martins, no período de 10 às 17 horas, com atrações culturais, espaço para a família e amigos e diversas promoções, como nos eventos anteriores. 

 

Otimista – O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, que também é presidente da Associação Comercial, crê que a edição da Rua de Compras atraia cerca de 40 mil pessoas. “O bairro tem cerca de 30 mil moradores e mais de 100 estabelecimentos comerciais. O evento também vai envolver um público de regiões adjacentes, como Volta Grande e Barreira Cravo, que, junto do bairro, chamamos de Grande Santo Agostinho”, avalia Joselito.

 

Atividades – Além das lojas abertas, o projeto Rua de Compras contará com atividades culturais e esportivas, como Zumba, atrações musicais, capoeira, apresentação dos escoteiros, brinquedos infláveis, caminhões da Brinquedolândia e Zoo. A alimentação ficará por conta dos foodtrucks. De acordo com a secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda, as ruas do evento serão fechadas das 4 às 20 horas de amanhã, domingo. O estacionamento na via estará proibido a partir das 23 horas de hoje, 5, e quem for de carro poderá estacionar em ruas próximas ao evento.

 

Da série perguntar… Os proprietários de foodtrucks que vão ocupar espaços no Santo Agostinho para vender suas guloseimas pagaram quanto à prefeitura de Volta Redonda?

 

 

Abusados – Na manhã de ontem, sexta, 4, por volta das 11 horas, o motorista do caminhão placa LMC- 9891, de Porto Real, tendo como carona um Guarda Municipal, fazia a entrega de marmitex a funcionários da prefeitura de Volta Redonda. Não satisfeito, como se fosse uma autoridade, interrompia o trânsito nas ruas do Aterrado para executar seu serviço.    

 

 

Vistoria – Os mais de 250 ônibus que fazem as linhas municipais de Volta Redonda passarão, a partir desse ano, por vistorias semestrais. Na segunda, 31, 10 deles já passaram por uma inspeção da secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana, na Ilha São João. Que façam o mesmo com as vans escolares, não é mesmo? Ah, com os táxis também.

 

Junta médica (I) – Desde terça, 1, a prefeitura de Volta Redonda implantou a Junta Médica Permanente, que ficará responsável por toda a parte de medicina do trabalho dos funcionários públicos, como a homologação de atestados, exames admissionais e demissionais, licenças médicas, aposentadorias, exames de retorno ao trabalho, CAT (Comunicado de Acidente do Trabalho), entre outros.

 

Junta médica (II) – A diretora do DRH da prefeitura, Renata Machado Candido, explicou que antes esses trabalhos eram oferecidos por uma empresa terceirizada. “A junta está sendo restabele-cida em substituição a esse serviço terceirizado. Com isso, estamos gerando uma economia significativa para o município”, disse, lembrando que a junta médica vai atender na Rua 33, nº 133, na Vila, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas. Para mais informações, os telefones são: (24) 3350-7446 ou 3350-7476.

 

Vai vendo – A Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Am-biental da secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro informa que entre 1º de janeiro e 30 de junho foram registrados 65 casos de doença meningocócica em todo o estado do Rio. Detalhe: com 15 óbitos. 

Pele – Pela primeira vez em Volta Redonda, a direção do UniFOA, em parceria com a secretaria de Saúde, Hospital São João Batosta e a Associação Brasileira de Enfermagem, estará promovendo, entre os dias 8 e 9, o I Simpósio Sul Fluminense de Prevenção e Tratamento de Lesões de Pele. O evento será realizado no Centro Histórico Cultural, localizado no campus Olezio Galotti e reunirá profissionais especializados da área. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas através do seguinte link: web.unifoa.edu.br/simposio-pele.  

 

Bienal – Termina amanhã, domingo, 6, a terceira edição da Bienal do Livro de Volta Redonda realizada pelo Instituto Dagaz, em parceria com a Associação de Moradores dos Bairros Volta Grande I e III, e que conta com apoio da prefeitura local. O evento está sendo realizado no Condomínio Cultural e tem como tema a ‘Sustentabilidade’.  Todas as informações podem ser encontradas na página do Facebook: Bienal do Livro – VR e também da ONG: Instituto Dagaz.

O Condomínio Cultural fica na Rua Sargento Paulo Moreira, nº 248, no bairro Volta Grande III, em Volta Redonda.

 

Elogio – O vereador Carlinhos Santana (SD), ferrenho opositor de Samuca, começou a gostar de algumas escolhas do prefeito. Prova disso é que na sessão da Câmara de terça, 1°, elogiou a nomeação de José Geraldo, o Zeca, como diretor interino do Saae-VR. Por falar em Zeca, ele tem tudo para ser efetivado.

 

Base – Samuca deve acertar, de fato, sua base aliada na Câmara com apenas 14 vereadores. Ficam de fora: Paulinho do Raio-X, Buchecha, Jari, Carlinhos Santana, Fernando Martins e Rosana Bergone.

 

Cochichos – Por falar em Samuca, o prefeito não tem feito mais reuniões semanais com todo o seu secretariado. Tem conversado ao pé do ouvido com cada um dos secretários.

 

Estranho (I) – Em contato com a redação do aQui, um internauta de Volta Redonda denunciou uma prática, no mínimo estranha, de Policiais Militares que estão fazendo blitz em carros e motos na cidade do aço. Segundo ele, os PMs estariam fotografando os documentos dos motoristas e dos veículos que são parados para encaminhar as fotos para um número que, até prova em contrário, seria do 28º Batalhão. Detalhe: os policiais usam seus próprios celulares para fazer as imagens e o devido ‘registro’ no batalhão.  

Estranho (II) – “Isso é constitucional?”, questiona o denunciante, que pediu que seu nome fosse mantido no anonimato. O internauta, que foi parado no bairro Açude, na tarde de domingo, 30, diz que o mesmo ocorreu com outros motoristas. Estranho, muito estranho.

 

Voto – O deputado federal Deley de Oliveira (PTB), cumpriu a promessa e votou pela continuidade da investigação contra o presidente Michel Temer (PMDB). O detalhe é que quando foi votar, por volta das 20 horas, a TV Globo cortou a fala de Deley para que a apresentadora da emissora desse um pitaco sobre a votação. Não deu nem pra saber o que o ex-craque disse. Sacanagem.

 

Ausente – O deputado Alexandre Serfiotis (PMDB) não compareceu à sessão. Justificou a ausência por conta da morte do pai, Jorge Serfiotis.

28-07.17. Fiscalização Ambulantes (10)1

Ambulantes (I) – A secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, comandada por Joselito Magalhães, dublê de empresário e político, esteve dando uma incerta por dois bairros: Vila e Sessenta. Foi na noite de quinta, 27, e o objetivo foi um só: inspecionar os ambulantes que atuam nesses dois pontos comerciais de Volta Redonda. “A regulamentação do trabalho dos ambulantes já foi feita e já cadastramos os trabalhadores. Agora vamos avaliar caso por caso de acordo com a lei, para fazer a operacionalização do mapa onde cada ambulante poderá atuar”, informou Joselito, lembrando, segundo release oficial, que um ambulante não pode ficar perto de um comércio que venda produtos similares. Ou seja, se um ambulante estiver vendendo sapatos não pode ficar perto de uma sapataria.  

 

Ambulantes (II) – Acompanhando Joselito estava o recém nomeado diretor do Banco VR de Fomento (ex-Banco da Cidadania), Nelsinho Gonçalves, ex-vice-prefeito de Neto e filho do ex-deputado estadual Nelson Gonçalves. “Queremos que eles passem por capacitação, como cursos de empreendedorismo e da vigilância sanitária. O Sebrae também deverá oferecer curso de manuseio e segurança alimentar para os ambulantes”, justificou. Será que, fazendo um curso do Sebrae, os ambulantes conseguem montar uma boa sapataria na cidade do aço?

 

Rodovia do Contorno

03.08 Samuca no Inea (2)_cor2

Na quinta, 3, acompanhado pelos deputados estaduais Edson Albertassi e Gothardo Netto – o que não é nada comum –, o prefeito Samuca Silva estava na cidade maravilhosa para tratar da conclusão da Rodovia do Contorno, cujas obras, curiosamente, ainda não tinham sido retomadas até a manhã de ontem, sexta, 4, conforme era esperado.

A primeira reunião dos três foi na sede do Inea, onde foram recebidos por Marcos Lima, presidente do órgão. “Esse é mais um passo que estamos dando em busca da conclusão das obras. Todos nós sabemos a importância da Rodovia do Contorno para a mobilidade urbana de Volta Redonda. Nosso objetivo com os órgãos ambientais é garantir a abertura da via, com todas as licenças legais, logo após a conclusão das obras”, destacou Samuca, garantindo que não existe prazo para inauguração da pista.

Mas existe sim. A rodovia deve ser entregue, conforme garante uma fonte do aQui, até o mês de novembro. No mais tardar em dezembro. “A empreiteira (Aciona) já recebeu o que o governo Pezão lhe devia. E o Estado já conta com a verba necessária (R$ 7 milhões) para concluir as obras. Só não inaugura se não quiser”, ironiza a fonte, pedindo para não ser identificada.  

 

 

 

Nome social – A prefeitura de Volta Redonda, em parceria com o Volta Redonda Sem Homofobia e a Defensoria Pública do Estado do Rio, está promovendo um mutirão para que travestis e homens e mulheres transexuais possam alterar o nome e o gênero em seus documentos civis. O projeto segue até sexta, 11.

 

Boato – Até prova em contrário, é falso o boato de que a delegacia da Jucerja (Junta Comercial) de Volta Redonda está prestes a fechar suas portas. Os funcionários do órgão garantem que tudo está funcionando normalmente, e juram que não houve nenhuma comunicação do governo do Estado sobre o fim da representação na cidade do aço.

 

Orquestra de Cordas – Começa amanhã, domingo, 6, no Rio de Janeiro, o XXII Rio Internacional Cello Encounter (RICE) – 2017. A cidade do aço vai participar do festival, por meio do projeto VR Cidade da Música, sendo que nos dias 7, 8 e 9, quatro músicos do Chipre, USA, Londres e Alemanha, estarão em Volta Redonda para dar aulas aos alunos do projeto e também para realizar um concerto com a Orquestra de Cordas, programado para quarta, 9, na Igreja São Sebastião, no Retiro, às 19h30min.

 

Feijoada Solidária – Amanhã, domingo, 6, a partir das 12 horas, o Lar de Vovôs e Vovós da Legião da Boa Vontade (LBV), em Volta Redonda, promove em sua sede a tradicional Feijoada Solidária, com direito a apresentação musical, sorteios de brindes e muito mais. O Lar fica na Avenida Nossa Senhora do Amparo, 5079 – Santa Rita do Zarur. Os ingressos, a R$ 30, podem ser adquiridos no local.

 

Mãozinha – Os motoristas de Volta Redonda perderam na noite de quinta, 3, mais quatro vagas de estacionamento rotativo no coração da Vila Santa Cecília. É que a prefeitura decidiu criar um acesso (ver foto) a um estacionamento que é explorado por uma empresa particular em uma área da CSN, mais precisamente em frente ao Edifício Gacemss.

 

Deixe uma resposta