Casa Grampos Grampos

Grampos

0
116

Estágio (I)
Termina na próxima quinta, 28, o prazo para quem pretende se inscrever no programa de Estágio da CSN para quem mora em Volta Redonda, Porto Real, Valença e Resende. Os estudantes de nível técnico, superior e engenharias podem se inscrever pelo site www.csn.com.br/ oportunidades. Adminis tração, informática, eletrônica, eletromecânica, eletrotécnica, mecatrônica, química, mecânica, automação industrial e logística são os cursos de nível técnico, sendo que os estudantes precisam estar no último ano dos cursos e ter disponibilidade para estágio de quatro horas diárias pela manhã ou na parte da tarde.

Estágio (II)
Para o nível superior, a CSN oferece vagas para Administração, Ciências Contábeis, Direito, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil, Engenharia Produção, Engenharia de Produção com Ênfase em Agronegócios, Engenharia da Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Materiais, Engenharia Metalúrgica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Química, Engenharia Ambiental e Sistemas de Informação. Os estudantes precisam estar no penúltimo ou no último ano dos cursos, ter disponibilidade de seis horas diárias e poder realizar o estágio de forma presencial.

Erramos
Na edição passada, o aQui errou ao noticiar que a Fundação Oswaldo Aranha teria ajudado a promover o ‘churrasquinho solidário’, evento realizado pelo prefeito Neto no Clube Comercial que arrecadou R$ 240 mil para o Lar dos Velhinhos de Volta Redonda. A ajuda foi dada pelo próprio presidente da FOA, Eduardo Prado, e não pela instituição. Fica o registro.

Novela
As negociações entre a direção da FOA e a família do ex-prefeito Gotardo Neto envolvendo o Hinja continuam em marcha lenta. Procurado para falar a respeito, Eduardo Prado explicou que a solução ainda pode demorar mais um pouco. “A novela ainda não acabou”, disse, de forma bem-humorada. “Ainda vai levar um tempinho”, acrescentou, prometendo fazer uma festa com direito a coquetel quando tudo estiver pronto para o lançamento da ‘nova marca’. Ou seja, do novo Hinja.

Equipamento
Embora as negociações ainda estejam ocorrendo, a direção da FOA já começou a equipar o novo Hinja. Na quinta, 21, por exemplo, uma nova máquina de esterilização foi entregue na unidade hospitalar, localizada no Jardim Amália. “A FOA recebeu hoje a nova máquina de esterilização para equipamentos de saúde. Com aquisição dessa tecnologia de ponta, a FOA reforça o seu compromisso com a saúde”, escreveu Eduardo Prado nas redes sociais ao postar o vídeo do equipamento sendo entregue no Hinja.

Data
A incorporação do Hinja por parte da FOA já tem data para acontecer. Será no dia 5 de julho. A informação foi dada por Eduardo Prado ao prefeito Neto durante uma entrevista que os dois concederam ao programa Dário de Paula na manhã de quinta, 21. “No dia 5 de julho vamos fazer o lançamento da marca do Hospital da FOA”, anunciou o presidente da FOA, confirmando a realização de um coquetel para convidar o prefeito e outras autoridades.

Vagas
Na entrevista, Neto liberou uma ‘notícia de primeira mão’ a Dário de Paula: Eduardo Prado irá a Brasília na próxima segunda, 25, para encontrar-se com o deputado federal Lindbergh Faria e tratar do aumento do número de vagas no curso de medicina da FOA. “O nosso amigo Lindbergh está nos ajudando nessa conquista. O Eduardo vai voltar de Brasília com uma excelente notícia para Volta Redonda, pois precisamos aumentar o número de vagas na FOA, e eu tenho certeza de que vamos conseguir. Vamos dobrar. Hoje, temos 120 vagas na medicina e vamos passar para 240”, garantiu Neto.

Reação
A lista dos partidos políticos elaborada pelo vereador Luciano Mineirinho, baseada, segundo ele, na matemática, e que teve aprovação do prefeito Neto, provocou arrepios nos políticos de Volta Redonda. Especialmente nos que se sentiram prejudicados com a tese mineirinha de quantos candidatos cada legenda poderá eleger em 6 de outubro. O mais engraçado é que a reação foi contra Neto, e não contra o matemático Luciano Mineirinho.

Agir
Os pré-candidatos do Agir não gostaram nada, nadica de nada, das previsões de Mineirinho. Entendem que a legenda poderá até surpreender nas eleições para a Câmara de Volta Redonda. “Estamos com uma nominata equilibrada”, justificou Carlos Magno, um dos pré-candidatos do Agir com chances de se eleger.

Falso
A direção do Hospital São João Batista nega que seja verdade o boato dando conta que haveria um surto de meningite na unidade.

Restaurante
O deputado estadual Jari Oliveira (PSB) pediu ao governo do Estado a implantação de um Restaurante Popular em Resende.

Mascote (I)
A Secretaria de Ordem Pública de Volta Redonda lançou, no sábado, 15, um mascote para chamar de seu. Trata- se do Semopinho, nome que teria sido escolhido por meio de um concurso promovido no Instagram da Semop (@ordempu blica_vr). O animal escolhido foi o Arigó, ave que migra para outros territórios em busca de sobrevivência. A ideia é fazer alusão direta com os trabalhadores que vieram para a construção da CSN, na década de 40, e que participaram da criação de Volta Redonda, informou o órgão.

Mascote (II)
O engraçado é que o Semopinho não caiu no gosto nem dos GMs da Semop. A dúvida é se a criação do mascote foi uma estratégia de marketing ou ideia de jerico.

Mascote (III)
Vejaoquedizo coronel Luiz Henrique, titular da Semop. “Escolhemos o pássaro arigó pelo vínculo cultural com a cidade. Arigó refere-se aos trabalhadores de origem mais humilde e que vieram de fora. Eram os nordestinos, mineiros, quem ajudou a construir a história de Volta Redonda. Arigó é uma ave migratória e que por muito tempo carregou consigo um significado ruim. O município tem feito todo um movimento para dar um novo significado ao termo, valorizar e homenagear os trabalhadores que ajudaram a construir a cidade de Volta Redonda”, justificou.

Mascote (IV)
Será que o Semopinho vai acompanhar os GMs nas ações policiais pela periferia da cidade?

Acolhimento

A Câmara de Volta Redonda aprovou, na segunda, 17, o Projeto de Lei N° 065/24, do vereador Edson Quinto (PL), que visa garantir acessibilidade comunicativa às mulheres com deficiência auditiva e/ou visual que são vítimas de violência doméstica e familiar no município. O PL segue para sanção ou veto do prefeito Neto. A ideia de Edson Quinto é assegurar que essas mulheres possam acessar os serviços de proteção e apoio de forma eficaz e inclusiva.

Inauguração
Na quinta, 27, às 19 horas, a Câmara de Volta Redonda vai inaugurar um Memorial do Legislativo. A iniciativa partiu de Edson Quinto e foi aprovada por unanimidade. O memorial levará o nome do advogado e ex-vereador Fuede Cury, que morreu em 2014.

Aprovado
Os vereadores de Volta Redonda aprovaram o Projeto de Lei 155/23, que prevê gratuidade de refeições a idosos e deficientes físiocs no Restaurante Popular de Volta Redonda. A proposta é do vereador Luciano Mineirinho (PSD).

Gargalhada
O vereador Betinho Albertassi (Rep) caiu na gargalhada na sessão de terça, 18. Motivo: a ideia de outro parlamentar, advogado, de que homenagens – como dar nomes a espaços públicos – fossem feitas a pessoas vivas. “É sério que ele falou isso?”, ironizou Betinho. É que homenagear pessoas vivas é proibido pela legislação federal.

Despedida
Por falar em Betinho, na próxima semana, ele e o vereador Renan Cury não poderão mais participar da programação das rádios onde trabalham. Motivo: como são candidatos à reeleição, deverão ficar longe dos microfones três meses antes do pleito.

Veto
Como o aQui havia previsto, a Câmara de Volta Redonda derrubou na segunda, 17, o veto do prefeito Neto ao Projeto 262/23, que prevê o fornecimento obrigatório e gratuito de água potável em eventos artísticos, shows e festivais de música na
cidade. A proposta foi apresentada pelo vereador Lela (PSD), que reclamou da quantidade de vetos feitos por Neto. “A gente pensa, elabora e propõe projetos de interesse da cidade, e eles estão sempre sendo vetados. Isso não pode acontecer”, desabafou. A culpa pelos vetos indiscriminados na verdade é da Procuradoria-Geral do Município, que analisa os projetos aprovados na Câmara.

Pedala
A Secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda vai comprar 10 novos pedalinhos para o Zoológico. Também vai adquirir 40 coletes salva- vidas.

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp