Casa Grampos Grampos

Grampos

0
176
Screenshot

Governo
Na manhã de ontem, sexta, 3, o prefeito Rodrigo Drable empossou Anderson Brasil como novo secretário de Governo de Barra Mansa, cargo que era ocupado por Luiz Furlani, que reassumiu a função de vereador para se lançar como pré-candidato a prefeito do município. Anderson é irmão de Roosevelt Brasil, ex-prefeito. “Eu sei que a responsabilidade é grande, mas eu não acredito em achar soluções sozinho. Somos uma grande equipe, e eu agradeço o respeito de vocês por mim. Vou procurar me empenhar ao máximo para entregar o melhor. Sou grato aos que sempre confiaram e, com toda atenção e respeito, vou iniciar essa nova missão”, afirmou. Nos bastidores, a nomeação foi definida como estratégica para evitar que a família de Roosevelt anunciasse apoio a Marcelo Cabeleireiro.

UBS
O Rio de Janeiro receberá um investimento de R$ 61,6 milhões para a construção de 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS). Entre os municípios que serão contemplados dentro do projeto do Ministério da Saúde de construir 500 UBS no Novo PAC, estão, a princípio, apenas Volta Redonda, Resende, Porto Real, Itatiaia e Barra do Piraí. “Essa portaria do Novo PAC Saúde é mais um importante momento na retomada da saúde da família. Representa mais postinhos de saúde com mais equipes de Saúde da Família, que é onde o acolhimento do SUS mais acontece em todo o país. Também representa esse grande investimento que está sendo feito pelo governo federal para viabilizar mais acessos à população, com atendimentos qualificados e UBS estruturadas para o cuidado das pessoas e para um bom trabalho dos profissionais de saúde”, destacou a ministra Nísia Trindade.

Título
Os jovens de Volta Redonda e Barra Mansa têm poucos dias para fazerem o cadastro eleitoral e votarem nas eleições de 6 de outubro. O prazo final para tirar o primeiro título de eleitor acaba na próxima quarta, dia 8 de maio.

Confusão
Viralizou em grupos do WhatsApp uma cópia da Lei 6.373, que prevê a concessão de transporte gratuito para que famílias de detentos volta-redondenses possam visitá-los por conta do Palácio 17 de Julho. Choveram críticas. A confusão se deu pela assinatura no documento, que é do presidente da Câmara, Edson Quinto (PL), e as críticas foram direcionadas a ele. O ‘xis’ da questão é que o projeto é do vereador Vander Temponi (UB). Só coube a Quinto promulgar a lei. Detalhe: o caso deve ser judicializado pela prefeitura de Volta Redonda, que entrará na Justiça arguindo a inconstitucionalidade da lei municipal.

Insatisfação (I)
O prefeito Neto conseguiu aprovar, na quinta, 2, na Câmara de Volta Redonda, o desmembramento da Secretaria de Infraestrutura, transformando-a em duas pastas: Obras e Serviços Públicos. A de Obras já foi entregue ao engenheiro Jerônimo Telles, ex-secretário dos governos Baltazar, Gotardo e Neto. Já a de Serviços Públicos (capina e limpeza) fica com Poliana Moreira, que mandava em tudo e não agradava a ninguém. Só a Neto.

Insatisfação (II)
A ideia de desmembrar a Secretaria de Infraestrutura era antiga, principalmente diante das reclamações de abandono dos espaços públicos, com mato alto, buracos, entre outros. A culpa caía sempre em Poliana, que perde poder, mas seguirá com status de secretária.

Normal
Enquanto a Câmara de Volta Redonda não é notificada da decisão judicial que manda afastar Vander Temponi da Casa, o parlamentar segue participando das sessões legislativas. Ele esteve presente na segunda, 29, terça, 30, e quinta, 1o. Detalhe: ainda atuando como líder do governo Neto.

Otimista
Temponi, quando é questionado por alguém sobre a ação judicial, diz que está otimista de que não perderá a cadeira. “A decisão ainda precisa ser confirmada em instância superior, e vamos ganhar”, comenta, jurando que será candidato à reeleição em outubro.

Racha
No gabinete de Temponi, entretanto, o clima não anda nada bom. Sua chefe de gabinete, Luciana Delgado, que também foi condenada por suspeita de rachadinha, pediu exoneração do cargo. Ela não teria ficado satisfeita com a defesa dela dentro do processo, que teria sido planejada pelo antigo chefe.

Sessão
A prefeitura de Volta Redonda cedeu o pavilhão da Ilha São João para a Igreja Assembleia de Deus realizar, de 11 a 15 de julho, o 28o Congresso de Missões do Sul Fluminense. Perguntar não ofende: com ou sem cobrança de aluguel?

Multas
A prefeitura de Volta Redonda não está divulgando a quantidade de multas de trânsito e os valores arrecadados com elas no Portal de Transparência do município. Os últimos dados são de 2022. Falta transparência…

Reclamação
Moradores do Vila Brasília estão pedindo socorro junto à Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana. Eles reclamam do péssimo estado do ponto final do ônibus que atende a linha 400, que liga o bairro à Vila Elmira.

Veto
A Câmara de Volta Redonda, por unanimidade, derrubou o veto do prefeito Neto ao PL 254/ 23, que cria o Programa de Enfrentamento da Invisibilidade e Impactos à Saúde das Cuidadoras Domésticas. A proposta era do vereador Fábio Buchecha.

Churrasquinho
Por falar em Buchecha, o vídeo que o parlamentar fez do prefeito Neto fazendo espetinhos de carne, divulgado recentemente, fez tanto sucesso que pode virar um evento. Com a repercussão positiva do registro, o prefeito pensou em criar o ‘Churrasquinho do Neto’, a ser feito no Clube Comercial, visando arrecadar recursos para as entidades filantrópicas da cidade do aço. Uma boa!

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp