quarta-feira, julho 17, 2024

Grampos

Jovem
Filho de peixe, peixinho é. O jovem Sérgio Loureiro, na foto, filho do empresário Rogério Loureiro – assessor especial do prefeito Neto –, se lançou como pré-candidato a vereador pelo PRD, partido montado pelo vereador Sidney Dinho.

Visita (I)

A manhã de quarta, 17, foi tumultuada para o prefeito Neto. Mas ele não brigou com ninguém. Também, pudera. É que ele recebeu a visita de cerca de 50 estudantes da Escola Municipal Mário Villani, do Açude II. Acompanhadas por professoras e um representante
da direção da unidade, as crianças (ver foto) ganharam chocolates e puderam fazer perguntas sobre o dia a dia do prefeito. Aproveitaram e pediram várias melhorias para a escola, como a construção de uma quadra esportiva. “Foi um momento de muita alegria, pois as crianças representam o nosso futuro. Quem sai ganhando nesses encontros sempre sou eu, que aprendo com essas crianças. Daqui a alguns meses vou recebê-los novamente para que eles possam me contar como ficaram as obras que eles me solicitaram. Vou atender a todas elas”, prometeu.

Visita (II)
Para Marily de Fátima Mansur, supervisora educacional da Escola Mário Villani, o encontro serviu para concluir o projeto que os alunos estavam fazendo dentro da sala de aula. “Eles estavam estudando o espaço público. Com isso, fizemos o mapeamento dos espaços existentes no bairro Açude e na cidade. Entre eles, surgiu a prefeitura, e então conseguimos agendar esse encontro com o prefeito. Esse bate-papo contribuiu muito para o aprendizado deles, uma vez que o Neto tirou todas as dúvidas dos alunos”.

Visita (III)
Já a professora do 3o ano do ensino fundamental Anne Caroline Vidal Souza achou que o encontro serviu para desmistificar a figura de um prefeito. “Hoje, eles conheceram um pouco mais da vivência do prefeito. Trabalhamos esse tema durante o primeiro trimestre, e as perguntas surgiram durante uma roda de conversa que realizamos ontem (terça-feira). Foi um momento inesquecível para todos nós”, avaliou.

Viagem (I)
A prefeitura de Volta Redonda já homologou o resultado da licitação para contratar a empresa que irá realizar a ‘viagem da melhor idade 2024’, que levará os idosos da cidade do aço para passear em Campos de Jordão, em São Paulo, conforme divulgado com exclusividade pelo aQui. A vencedora foi a Leal Almeida Turismo (GG Turismo). Ao todo, a empresa deverá receber até R$ 6.416.080,00, a um custo unitário de R$ 792,50 por viajante. Detalhe: a empresa foi a única a participar da licitação.

Viagem (II)
Em entrevista ao programa Dário de Paula na quinta, 18, o prefeito Neto confirmou que a primeira viagem deverá ocorrer já no próximo dia 30 de abril. Tem mais. Na sexta, 26, haverá um evento no Clube Comercial, com show do The Fevers, para que ele possa anunciar oficialmente a viagem dos velhinhos para Campos do Jordão.

Exonerado
Sem qualquer alarde, o prefeito Neto exonerou o secretário de Meio Ambiente, Miguel Archanjo, a contar de 4 de abril. Em seu lugar, foi nomeado Anderson Silva de Azevedo. A especulação é de que Archanjo deverá sair candidato a vereador.

Homenagem
O prefeito Neto assinou o Decreto no 18.322, mudando o nome da Escola Municipal Amazonas, no Retiro. A unidade passará a se chamar Profa Therezinha dos Santos Gonçalves Assumpção, a Tetê, em homenagem à ex-secretária de Educação de Volta Redonda, que faleceu em 2022.

Beleza
A Secretaria de Saúde de Volta Redonda quer deixar suas unidades mais bonitas. Tanto que vai realizar uma licitação em 5 de maio para contratar serviços de manutenção e conservação de jardins, gramados e áreas verdes internas e externas das unidades da SMS. O valor total do contrato, que será de um ano, pode chegar a R$ 250 mil.

Arrecadação
De janeiro a março deste ano, o VR Parking – sistema de estacionamento rotativo de Volta Redonda – já arrecadou quase R$ 1 milhão (exatamente R$ 915.978,91). O mês com maior arrecadação foi janeiro, que gerou à empresa R$ 320 mil.

Manifestação
O diretório do PL de Volta Redonda estará presente na manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro para amanhã, domingo, 21, em Copacabana. O vice-presidente da legenda, vereador Edson Quinto, e o vice- prefeito Sebastião Faria já confirmaram presença.

Promoção
O secretário de Ordem Pública de Volta Redonda, Luiz Henrique Monteiro Barbosa, foi
promovido em sua carreira de policial militar. Ele, que era tenente-coronel, agora é coronel, posto militar mais alto dentro da corporação. Sua promoção foi assinada pelo novo comandante- geral da PM, coronel Marcelo de Menezes Nogueira, que assumiu o cargo na quinta, 18. Nesse mesmo dia, Luiz Henrique chegou a parabenizar o novo comandante pelas redes sociais, postando uma foto dos dois juntos, lembrando que Marcelo de Menezes foi coordenador do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), que foi implementado em Volta Redonda. Como o aQui já havia divulgado, a promoção era pleiteada por Luiz Henrique, que teve até o prefeito Neto fazendo lobby junto ao governador Cláudio Castro para isso.

Eleições
Quem conhece bem a política local sabe que o Podemos deverá eleger pelo menos dois vereadores em outubro. Um deles, certamente, será Paulo Conrado, candidato à reeleição. A estratégia do partido para este ano foi juntar candidatos bons de votos que já tiveram sucesso nas urnas e novos candidatos com potencial para ultrapassar a barreira dos 1.000 votos. Conrado, por exemplo, já chegou a ter mais de cinco mil votos. E correndo por fora aparecem os ex-vereadores Marquinho Motorista, Isac e Rosana Bergone, que fez as pazes com o prefeito Neto. Tem ainda nomes como os de Baratinha, Ramon, Bené do Laranjão, irmão Toninho, Nego, entre outros.

Salários
Na entrevista a Dário de Paula, o prefeito Neto garantiu que os salários dos servidores de Volta Redonda serão pagos no próximo dia 30. Mas sem o reajuste concedido. O aumento só deve passar a ser pago na folha de maio.

Homenagem
A prefeitura de Volta Redonda deu o nome de Sebastião Alves de Oliveira à Policlínica da Melhor Idade, que fica no Jardim Paraíba. Sebastião, que morreu em março, era pai de Deley de Oliveira.

Seguro
A Câmara de Volta Redonda deverá votar nas próximas semanas o Projeto de Lei 066/24, que institui o selo ‘Escolas Mais Seguras’, que visa incentivar as instituições de ensino a adotarem Plano de Evacuação, realização de palestras e treinamentos em casos de incêndios, danos estruturais e outras emergências. A proposta é do presidente da Casa, Edson Quinto (PL).

Impopulares
Uma pesquisa foi feita, informalmente, entre os vereadores de Volta Redonda para descobrir quem seriam os secretários municipais mais impopulares do governo Neto. Deu Barenco (Transportes), Conceição (Saúde) e, vejam só, Sodré (ex-Educação). A ordem pode ser feita de trás pra frente, de frente para trás, o resultado não importa. Os três ganharam de lavada, com Poliana (Infraestrutura) pedindo para entrar. Vai ter que esperar mais um pouco…

No páreo
Carlos Magno, que comandava a Ciretran de Volta Redonda, deixou o cargo para se lançar como pré-candidato a vereador pelo Agir. Ele era conhecido por sua atuação nos bairros Sessenta e Siderópolis. Agora, já é conhecido por toda a cidade do aço.

Parlamento
A advogada Irani Martins não gostou de ver seu nome cotado, como o aQui publicou na edição passada, para sair como candidata a vice-prefeita do Novo nas eleições de Volta Redonda. Ela prefere o Parlamento. “Sou pré-candidata a vereadora pelo partido Novo, não tendo nenhuma pretensão de vir candidata a vice-prefeita”, escreveu.

Alerta (I)
Edimar Miguel reassumiu a presidência do Sindicato e, no primeiro boletim que distribuiu à categoria, fez um alerta às empresas da base. Disse que ele é quem manda e que ninguém está autorizado a negociar em seu nome, sob pena de nulidade. No mesmo boletim, Edimar disse que o TRT reconheceu que ele é o legítimo presidente do Sindicato. Esqueceu de avisar que essa decisão ‘de reconhecimento’ não é definitiva, e pode ser derrubada a qualquer momento pelo G5.

Alerta (II)
Ainda na publicação, distribuída na passagem superior da CSN, Edimar disse que é preciso, urgentemente, alterar o estatuto do Sindicato, para estabelecer poder aos trabalhadores (em assembleia) para instituir ou destituir o presidente. O atual estatuto do Sindicato tem caráter democrático, concedendo esse poder aos diretores executivos.

Alerta (III)
Edimar induz os trabalhadores ao erro ao afirmar que o TRT se baseou no art. 59 do Código Civil, ao dizer que só quem elege uma diretoria tem poder para destitui-la, ou seja, os trabalhadores. O erro está no fato de que a competência em questão é trabalhista, e não cível, e esse entendimento só é possível de ser seguido quando não se tem um estatuto. O que não é o caso do Sindicato.

Golpe
Se alguém receber uma mensagem do engenheiro Paulo César, o PC do Saae, pedindo
ajuda financeira para liquidar uma conta, não pense duas vezes: delete. O golpe está sendo aplicado usando o número de celular clonado de PC, com foto e tudo. Os bandidos estão espertos demais. Para clonar o celular de PC, fizeram antes o de uma pessoa amiga que trabalhou com ele, ligando para clonar seus dados. O golpe foi denunciado na 93a DP.

‘Meu vice’ (I)
Na entrevista de quinta pela manhã ao programa Dário de Paula, o prefeito Neto foi provocado a falar da polêmica matéria publicada pelo aQui dando conta da filiação de Edson Albertassi ao PL. Um fato comum que foi apimentado pela informação de que o ex- parlamentar poderia ficar no banco de reservas para entrar em campo caso – hipotético, é claro – o atual vice-prefeito, Sebastião Faria, desistisse de sair pré-candidato na chapa de Neto para as eleições de 6 de outubro. E o prefeito foi categórico. Faria continua sendo seu pré-candidato. “Eu sou muito grato ao Albertassi por tudo o que ele tem feito. Ele tem ajudado Volta Redonda. É uma pessoa competente, mas todo mundo sabe que eu sou apaixonado pelo Faria. Ele é de uma competência imensa. Eu tenho o melhor vice do mundo, que é um cara capaz, competente, meu amigo. Sou apaixonado por ele, de fato. Meu vice, eu já tenho”, disparou, indo além: “Reconheço que o Albertassi é de uma competência imensa. Ele seria um grande vice também, pois tem nos ajudado muito. Muita gente não tem nem noção de como esse cara (Albertassi) é capaz”, disse.

‘Meu vice’ (II)
Aprofundando o assunto, Dário perguntou a Neto se Nadéia, esposa de Faria, poderia intervir para que o atual vice-prefeito não seja candidato à reeleição. Vejam a resposta do prefeito: “Não, de jeito nenhum”, garantiu. “Eu pedi permissão para ela, para os filhos. Todo mundo apoia a candidatura do Faria”, acrescentou. “Nunca vi uma pessoa com tanta vontade de trabalhar, tanto dinamismo”, completou, tentando mostrar que o atual vice-prefeito não teria problemas de saúde como se especula. “Muito pelo contrário. Ele (Faria) está super bem, muito bem mesmo, trabalhando como ninguém”, afirmou.

‘Meu vice’ (III)
Para encerrar o assunto, Neto pediu para deixar um recado aos seus eleitores e amigos. “Só para encerrar esse assunto do Faria: ele é o meu candidato a vice. O meu relacionamento com ele é maravilhoso, ele é um cara de uma competência imensa”, sentenciou.

Saúde
Quem corrobora as palavras de Neto é o próprio vice-prefeito. Segundo uma fonte do aQui, Faria ficou tão aborrecido com a notícia publicada pelo jornal, aventando que ele poderia estar doente e ser substituído por Edson Albertassi, que, na noite de sexta, ao receber a edição, ele mesmo teria tentado ligar para Albertassi, questionando-o a respeito. Não há, entretanto, confirmação se os dois realmente chegaram a se falar.

Celular (I)
Aliás, Albertassi recebeu inúmeras ligações a respeito da sua filiação ao PL. Afinal, ele não tinha necessidade nenhuma de mudar de legenda, pois não pretende, até prova em contrário, sair candidato a nada em 6 de outubro. Filiado ao PL, só será candidato se Faria desistir da pré-candidatura.

Celular (II)
Ganha um doce quem adivinhar como foi a conversa de Neto com Albertassi depois que o aQui foi para as bancas na manhã de sábado passado.

Vai vendo (I)
Há quem garanta que o PSB, comandado por Jari Oliveira, teria sondado dois políticos tradicionais da cidade do aço para que um fosse o candidato da legenda à prefeitura de Volta Redonda. Um deles teria sido o ex-prefeito Paulo Baltazar, que, ao recusar a indicação, sugeriu que Jari aceitasse a missão. Ou seja, deu um não e ouviu outro não.

Vai vendo (II)
O segundo nome teria sido o do médico Júlio Meyer. Que, assim como Baltazar, recusou o convite, preferindo cuidar dos seus pacientes.

Vai vendo (III)
Com a recusa dos dois, o PSB continua buscando convencer um dos seus a aceitar a missão de tentar derrotar Neto. A estratégia seria simples: quer ter voto para eleger dois vereadores. Segundo Jari, quem tiver mais de 1.450 votos no PSB será eleito. O problema é que ele tem pelo menos quatro candidatos que precisam do seu apoio para chegar lá.

ARTIGOS RELACIONADOS

Grampos

Grampos

Grampos

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp