quarta-feira, maio 29, 2024

Grampos

 RUA 33 (I) – Se o tempo deixar, na quarta, 22, Neto vai acompanhar os serviços de recapeamento provisório da Rua 33 para reduzir o sofrimento de quem passa pelo local há quase dois anos. A previsão é de que até o início de dezembro a 33 esteja transitável, com pistas e calçadas liberadas. Os fios, pivô do caos que acabou com a 33, só serão ‘enterrados’ em fevereiro ou março de 2024.

RUA 33 (II) – Com relação às obras nas ruas transversais da 33, uma fonte do aQui com trânsito no Palácio 17 de Julho diz que todas elas serão recuperadas quando terminarem as obras da Rua 33 em si. “Prioridade é liberar a 33”, disparou. “Mas, sem dúvida, depois a prefeitura vai arrumar todo o entorno”, completou.

ETPC – Com relação à revitalização da Praça da ETPC, também destruída pelas obras da 33, e à reforma da pista de skate da melhor praça de Volta Redonda, elas devem ser iniciadas em 2024. Se não forem antecipadas, pois a concorrência jantou feita. Valor da obra: R$2.641. 352, 73.

 EM CASA – Conforme o aQui revelou com exclusividade na última edição, o prefeito Neto deixou o Hospital São Vicente na manhã de sábado, 11. Está desde então em seu apartamento, no Jardim Amália, e, para surpresa de todos, seguindo todas as orientações médicas. Ou melhor, quase todas. Tem feito, por exemplo, reuniões diárias com integrantes de sua equipe. E não larga o celular. A previsão é de que Neto volte ao Palácio 17 de Julho na manhã de terça, 21.

CALÇADA – A prefeitura de Volta Redonda vai construir uma calçada no lado direito da Rua Lício Lobo Coutinho, na Morada da Colina. Valor da empreitada: R$ 68 mil.

TEMPO QUENTE (I) – Não andam boas as relações entre o vereador Renan Cury e o chefe da UPA do Santo Agostinho, Alex Martins. “Sempre que procuro um secretário municipal ou alguém da administração pública, é para atender as demandas da população, e não para atender demandas particulares. Estamos sofrendo com muito calor nos últimos dias, e cobrei, por exemplo, a falta de ar- condicionado e os ventiladores estragados em várias escolas de Volta Redonda. Fui atendido e obtive respostas, muito bem- educadas, do secretário de Educação, Sérgio Sodré. No sábado, também procurei o Reginaldo, diretor do Hospital Nelson Gonçalves, também para tratar sobre pacientes sofrendo sem ar-condicionado. Além da rápida e educada resposta, o aparelho foi rapidamente consertado. O mesmo, infelizmente, não ocorreu quando procurei o diretor da UPA do Santo Agostinho, Alex Martins, para tratar sobre os pacientes SOFRENDO com o calor, enquanto o ar- condicionado estava estragado. Ao questioná-lo no domingo, dia 12, a resposta que obtive foi: ‘A empresa (contratada) já foi acionada muito antes da sua mensagem’”, escreveu Renan em sua página na internet.

TEMPO QUENTE (II) – Renan continuou desabafando. “Visivelmente, o diretor da UPA não gostou de ser cobrado, mas não creio que ele esteja nervoso por causa do calor”, escreveu, sendo irônico logo a seguir. “Nesta segunda- feira, o ar-condicionado continuava sem funcionar. Sugiro que em ocasiões como essa, visando priorizar o paciente, troquem o ar da sala da direção pelo ar estragado. Concordam?”, perguntou.

RACISMO – A secretaria de Políticas para Mulheres e Direitos Humanos de Volta Redonda promoveu até ontem, sexta, 24, a ‘Semana Municipal de Prevenção e Combate ao Racismo’ – estipulada pela Lei Municipal 6.298/2023, do vereador Edson Quinto e sancionada pelo prefeito Neto.

MÉDICOS – A prefeitura de Volta Redonda vai abrir dois processos seletivos na área da Saúde. O primeiro, para preencher 28 vagas em 11 diferentes especialidades para Residência Médica nos hospitais do Retiro e São João Batista. O segundo, para contratar 12 bolsistas estagiários em Odontologia para atuarem em unidades da secretaria de Saúde. Para este processo, os interessados devem se inscrever em voltaredonda.rj.gov.br/ concurso publico até o próximo dia 24. Para os que desejam atuar em Residência Médica nos dois hospitais públicos municipais, as inscrições começam no dia 29/11/2023 e terminam no dia 2/1/2024, e podem ser feitas pela internet acessando o site da prefeitura (voltaredonda.rj.gov.br/ concursopublico).

LAJE (I) – As equipes que trabalham na construção do Hospital Veterinário de Volta Redonda iniciaram a concretagem da laje do primeiro pavimento da unidade, que funcionará no Rústico, com atendimento médico- veterinário gratuito para cães e gatos, atendendo toda a região do Médio Paraíba. Com investimentos de mais de R$ 3,6 milhões, o hospital público está sendo construído na Rua 401, esquina com a Rua 6, no Rústico, em um terreno de 3,5 mil metros quadrados. Depois de pronta, a unidade médica veterinária terá 760 m2 e contará com quatro consultórios, ambulatório, recepção, laboratório, salas de raio-x, ultrassonografia, cirurgia e de recuperação anestésica, espaço para tratamento de doenças infecciosas, áreas de esterilização/higienização e canil.

LAJE (II) – “A obra está em um ritmo bom, e agradeço a todos que contribuíram para que ela saísse do papel: ao governo do Estado, que está investindo na saúde pública de Volta Redonda, e ao vereador Renan Cury, que tem nos ajudado no acompanhamento da obra e na luta pela causa animal. Em breve, Volta Redonda e todo o Médio Paraíba vão poder contar com mais esse serviço gratuito”, disse o prefeito Neto.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Grampos

Grampos

Grampos

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp