Grampos

Limpeza (I) – A secretaria de Obras e Serviços Públicos de Volta Redonda anda comemorando o fato “de ter batido o recorde de atendimentos na primeira quinzena de fevereiro”. Em apenas 14 dias, as equipes da secretaria de Obras e Serviços Públicos teriam feito capina, roçada, recolhimento de terra e restos de entulhos, em 35 bairros, tendo limpado 18 escolas e feito o plantio em duas praças. É, pode ser. Mas o que o titular da supersecretaria, Toninho Oreste, vai dizer se acontecer um acidente no cruzamento das ruas Wilson Cópio e Itamar de Assis Pereira, no Jardim Normândia, por conta do mato alto que impede os motoristas de avistarem a placa do ‘Pare’?

2017-02-17-PHOTO-00000567

Limpeza (II) – Por falar no estado de abandono do Jardim Normândia, que já foi citado no aQui na edição nº 1031, a quadra de esportes da pracinha do bairro continua sendo limpa pelos próprios moradores. Já a limpeza do parquinho é feita em etapas. Deve ser concluída nos próximos dias. O engraçado – ou seria triste? – é que o mato arrancado da área para as crianças foi colocado na calçada da praça e está lá há duas semanas para ser recolhido por um caminhão da secretaria de Serviços Públicos. Acorda, Toninho Oreste!

Volta Grande (I) – Na terça, 14, o prefeito Samuca Silva recebeu a visita de alguns integrantes da Associação de Moradores do Volta Grande IV e do MPF (Ministério Público Federal). Na pauta: os motivos de não terem sido convidados para a reunião com a CSN, realizada no Palácio 17 de Julho. “Ficamos chateados por não termos sido convidados para participar da reunião, já que o assunto tanto nos interessa”, argumentou Carlos Renato, que seria diretor de Comunicação da associação de moradores. 

 

Volta Grande (II) – Segundo release da própria assessoria de imprensa da prefeitura de Volta Redonda, Samuca disse que a reunião com a CSN teria sido realizada por meio de uma solicitação da empresa. E que não coube à prefeitura convidar quem quer que fosse. O prefeito estava certo. O encontro teve caráter institucional e foi pedido pela CSN.

 

Volta Grande (III) – No encontro com Samuca, o procurador do MPF, Júlio José Araújo Júnior, teria dito que a reunião no bairro entre a CSN e os moradores teria sido adiada por causa da forma, interpretada como publicitária, que a CSN estava expondo o estudo. “O nome ‘Bairro Seguro’ corresponde a uma visão parcial dos fatos, por isso é sempre temerário que se ouça apenas um dos lados, ainda mais em uma questão sensível”, concluiu Júlio Araújo, conforme consta do release da equipe do prefeito. 

 

Volta Grande (IV) – Apesar de impedida pelo MPF de promover a reunião com os moradores (o que deve acontecer em março), a CSN deu início a um programa de amostragem voluntária no bairro, onde o morador que desejar uma análise do solo do seu quintal, a custo zero, poderá pedir que o mesmo seja feito ligando para o telefone da Linha Verde (08002824440) que a CSN fará.

 

Volta Grande (V) – Os representantes da Associação de Moradores chegaram até a colocar em xeque a credibilidade do estudo ambiental da CSN. Como o procurador do MPF, Julio Araújo, participou da reunião entre moradores e prefeito, há quem aposte que a desconfiança, por parte dos moradores, sobre a credibilidade do laudo da CSN tenha a influência do MPF. Que maldade!

 

Volta Grande (VI) – A questão, aliás, é muito fácil de ser resolvida. O estudo ambiental, que a CSN foi impedida de apresentar à população do Volta Grande IV, foi elaborado a partir de uma exigência do próprio MPF. Se há questionamentos quanto à confiabilidade dos laudos, a solução passa pela apresentação de uma contraprova, que pode ser feita por peritos ambientais a pedido da Justiça Federal. Simples.

 

Caneta (I) – Os deputados fluminenses devem viver em outro mundo, onde não existe crise, desemprego, etc. Só isso pode explicar terem aprovado um reajuste de 8% no piso regional de mais de 170 categorias de trabalhadores da iniciativa privada. Também aprovaram uma regra para impedir a fixação de valores menores aos do piso em convenções coletivas.  Ou seja, com uma simples canetada vão aumentar a crise que assola empresas é prejudica trabalhadores por todo o estado do Rio.

 

Caneta (II) – O ‘privilégio’ do uso da caneta não é só dos parlamentares não. Os ministros do STF, por exemplo, decidiram que a partir de agora os presos terão direito a indenização do Estado quando não puderem cumprir pena ‘com dignidade’. Só falta exigir que todas as celas tenham ar condicionado, TV e frigobar.

 

Transporte Coletivo  – Pinheiral realizou na quarta, 15, a primeira audiência pública sobre o transporte público intermuni-cipal. Foi na Câmara e contou com a participação de representantes do Detro e das empresas de ônibus que atendem – e mal – a cidade. O prefeito Ednardo Barbosa sugeriu a criação de uma comissão junto à fiscalização do Detro para que haja uma melhor fiscalização dos serviços. Ednardo também pretende uma parceria com Samuca para tentar diminuir o tempo de trajeto entre Pinheiral e Volta Redonda. Tem mais. Promete abrir licitação para contratar uma nova empresa de transporte coletivo municipal para atender Pinheiral.

Luto – Morreu em São Paulo, na manhã de quinta, 16, o pequeno Gabriel Vieira Fernandes (Biel), de apenas 3 anos. Gabriel era filho da jornalista Mônica Vieira e do designer gráfico Júnior Oliveira. Ele nasceu com uma grave cardiopatia e sua luta pela vida motivou uma grande campanha em Volta Redonda e região para doação de sangue, e também à arrecadação de recursos financeiros para custear seu tratamento. Infelizmente ele teve uma infecção generalizada no último domingo, falecendo no dia do aniversário do pai. Gabriel foi sepultado na sexta, 17, no Portal da Saudade.   

 

Reeleitos – Na terça, 21, os empresários Joselito Magalhães e Rogério Loureiro serão reeleitos para mais um mandato de dois anos à frente da Aciap-VR. O prazo para inscrição de novas chapas se esgotou na quinta, 16, e, apesar da insatisfação geral para com o uso político da entidade, ninguém se inscreveu. Vão ficar até março de 2019. Joselito, para quem não sabe, é secretário de Desenvolvimento Econômico do governo Samuca, e Rogério Loureiro deve assumir a cadeira de deputado estadual em março, no lugar de Comte Bittencourt, que vai assumir a vice-prefeitura de Niterói.

 

CSN – O detalhe é que a direção da CSN terá um representante na direção da Associação Comercial. Outro é que alguns diretores pediram para deixar a entidade em virtude do uso da mesma nas eleições que elegeram Samuca Silva.

 

Da série perguntar … Como empresário e representante de um grupo que comanda politicamente a Aciap-VR, Joselito vai conseguir manter a isenção necessária ao receber informações privilegiadas das negociações de Samuca com a CSN e outros grandes grupos empresariais interessados em investir em Volta Redonda? Tomara que sim. Em passado recente, por exemplo, muito se aproveitaram da proximidade com o poder em benefício próprio.   

 

Legislativo – O prefeito Samuca Silva cumpriu a promessa de prestigiar a primeira sessão da Câmara de Volta Redonda, realizada na quinta, 16. Foi caminhando do Palácio 17 de Julho até a Casa de Leis e, quando passou em frente a um ponto de ônibus, foi ovacionado por pequenos alunos de uma escola municipal.

 

Divisão – Parece proposital e pode até ser. A maioria dos novos vereadores de Volta Redonda está ocupando o lado esquerdo do plenário da Casa. Os que foram reeleitos ficam à direita.

 

Base – Assessores de Samuca acreditam que o prefeito não terá problemas para aprovar matérias importantes no Legisla-tivo, mesmo tendo apenas sete vereadores em sua base parlamentar. “A maioria já está com a gente”, garantem. Não é bem assim…

 

Renegociação – A primeira batalha – essa será fácil vencer – de Samuca será obter aval dos parlamentares para renegociar uma dívida de FGTS, da ordem de R$ 100 milhões, que a Cohab tem com a Caixa Econômica. A ideia de Samuca é oferecer, como garantia, receitas do Fundo de Participação dos Municípios.

 

Otimista – A expectativa de Samuca é que, em seis meses, 1.400 empregos sejam criados em Volta Redonda. Entre eles, 300 teriam sido gerados pela emissão de 98 novos alvarás. Outros 400 devem ser gerados pela CSN, além de mais 500 com a implantação de um Call Center na cidade do aço. Que assim seja, amém!

 

Meio Ambiente – A secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda vai realizar hoje, sábado, 18, a partir das 8 horas, na sede do UGB, no Aterrado, a 4ª Conferência Municipal de Meio Ambiente. O tema do encontro é ‘Recursos Hídricos’.

14-02-2017 - escola municipal palmares - gabriel borges (15)

Surpresa (I) – O prefeito Samuca Silva é, realmente, um dos leitores mais assíduos do aQui. Prova é que na edição de sábado, 11, o jornal publicou um grampo destacando reclamação de moradores do Padre Josimo diante do abandono da Escola Municipal Jardim Palmares. Na manhã de terça, 14, Samuca fez uma visita de surpresa na escola para conhecer de perto as demandas da unidade escolar e conversar com os pais de alunos e profissionais da Educação. Na visita, ficou sabendo que há uma carência de cinco professores – dois no período da manhã e três à tarde. Além disso, constatou vários problemas estruturais como goteiras na quadra esportiva, falta de iluminação nos corredores e manutenção no parquinho.

 

Surpresa (II) – “Vou cobrar a secretaria de Educação sobre a falta de professores. As demandas básicas serão resolvidas de imediato e virão profissionais das secretarias de Educação e de Obras e Serviços Públicos para dar início aos trabalhos na escola”, prometeu. “Não vim aqui pra enganar vocês. A prefeitura não tem dinheiro para tudo, mas estamos nos esforçando ao máximo para atender às demandas mais importantes”, ressaltou Samuca. Não satisfeito, fez um pedido: “Vou voltar para saber se houve mudanças aqui. Se demorar, quero que vocês me procurem na prefeitura”, pediu Samuca, que fez questão de visitar todas as salas de aula e cumprimentar os alunos e professores da escola (ver foto). Não é fofo? 

 

Surpresa (III) – Atualmente, a Escola Municipal Palmares atende 400 alunos, do primeiro período ao quinto ano do Ensino Fundamental, em dois turnos (manhã e tarde). A diretora adjunta da unidade, Leila Regina, agradeceu a visita surpresa de Samuca. “Estou há muitos anos na rede municipal de educação e nunca tive acesso ao prefeito. Desta vez, pedimos direto ao chefe do executivo as nossas necessidades. A quadra, por exemplo, alaga todas as vezes que chove e faltam lâmpadas nos corredores”, disse, contando que há turmas com 35 alunos – sendo que o ideal seria 25, no máximo. 

 

Serra das Araras (I) – O secretário de Desenvolvimento Econômico de Volta Redonda, Joselito Magalhães, que é presidente da Aciap-VR, participou de uma mobilização pela construção de uma nova pista de descida na Serra das Araras, em Piraí. O ato foi organizado pela Associação Estadual dos Municípios do Estado Rio de Janeiro (Aemerj). Segundo informações da entidade, a obra tem um custo estimado de R$ 1,7 bilhão. “Essa ação foi uma forma de pressão para a construção da nova pista de descida. A obra gerará milhares de empregos e extinguirá esse “gargalo” tão prejudicial à economia da nossa região e do nosso estado”, disse o presidente da Aemerj, Luiz Antônio Neves, que também é prefeito de Piraí. 

 

Serra das Araras (II) – Segundo dados da Ouvidoria da Nova Dutra, quando a rodovia foi privatizada, em 1997, passavam 86 mil veículos/dia e o pedágio custava R$ 2,46. Atualmente, 20 anos depois, o número diário de veículos chega à marca de 950 mil, com o pedágio a R$ 13,80. Joselito Magalhães, que representava Samuca, lembrou que muitos empresários quando precisam viajar de avião optam pelo aeroporto de São Paulo para não ter que descer a serra em direção ao Rio de Janeiro. “A Serra das Araras é um dos pontos negativos para desenvolvimento do Sul Fluminense. Com a obra, a viagem será mais rápida e os motoristas passariam a ter mais tran-quilidade. Só para se ter uma ideia, há pessoas que saem de Volta Redonda para pegar o avião em São Paulo para não enfrentar a serra. As prefeituras estão unidas para a retomada desse projeto, junto com o governo federal e a concessionária”, ressaltou Joselito. Fica a dúvida: Será mesmo que isso ocorre?

15-02-17-Visita SMEL (61)

Idosos (I) – As secretárias de Esporte e Lazer, Maria Paula Tavares, e de Políticas Públicas para Mulheres, Dayse Penna, visitaram na quarta, 15, o polo São Cristovão e o ginásio do Siderlândia. As visitas fazem parte de uma série de idas aos locais onde são realizadas as ações de ginástica, caminhada, hidroginástica, yoga, dança de salão, musculação, capoeira para a terceira idade, além do Bloco da Vida. Traduzindo: estavam se apresentando aos idosos, público alvo do ex-prefeito Neto. Vale lembrar que Dayse Penna é quem vai ficar responsável por coordenar todas as ações relacionadas à terceira idade em Volta Redonda.

 

Idosos (II) – “Os projetos como Bloco da Vida, Academia da Terceira Idade e tantos outros serão incorporados e consolidados à secretaria da Mulher, que vai tratar especificamente desse assunto. Todo esse espaço da terceira idade em Volta Redonda já foi conquistado. Ele precisa ser fortalecido como política pública para que no futuro as próximas gestões tenham compromisso em continuar a atender a população idosa”, afirmou Dayse. Neto deve concordar, não é mesmo?

 

Aulão – Na quarta, 22, os alunos e professores do ginásio do bairro Siderlândia vão organizar um “Aulão de Carnaval”, às 7 horas, com todos os idosos devidamente fantasiados. A aposentada Adelir Costa dos Santos, 74, gostou. “Me sinto muito feliz em participar dessas aulas. Somos uma grande família e frequento o ginásio há 10 anos. Sou o destaque no Bloco da Vida. Na próxima quarta, vou vir fantasiada de palhaço”, contou Adelir.

15-02-17 - Visita Prefeito a SMAC - Yuri Melo-3

Smac – O prefeito Samuca Silva visitou na manhã de quarta, 15, a sede da secretaria de Ação Comunitária, a popular Smac, onde foi recebido pelo vice-prefeito e titular da pasta, Maycon Abrantes. Na ‘visita’, Samuca sugeriu que a secretaria implante projetos sociais e esportivos nos condomínios do programa federal ‘Minha Casa, Minha Vida’. “Precisamos de políticas públicas, na área social e esportiva, para os jovens ocuparem o tempo e, dessa forma, não entrarem no mundo das drogas”, justificou, aproveitando para sugerir uma atenção especial da secretaria porque estaria recebendo inúmeras reclamações de moradores dos condomínios sobre a presença de usuários de entorpecentes e, até mesmo, de traficantes de drogas.

Candelária – Na visita ao seu vice-prefeito e titular da Smac, Samuca anunciou que uma empresa de telefonia vai instalar uma torre na região da Candelária, uma antiga reivindicação dos moradores do bairro. “Isso é uma necessidade básica porque há poucos telefones fixos no local e a população da localidade precisa de sinal de celular. Conseguimos a instalação desta torre”, contou. Será que Maycon gostou?

Cras – Já em relação aos Cras (Centro de Referência de Assistência Social), a Smac, segundo Maycon disse ao prefeito, pretende reestruturá-los. “É uma das secretarias que mais atende a população. Estamos reestruturando, inclusive, os atendimentos nos centros de referência. É um trabalho de formiguinha e as demandas são complexas”, explicou, referindo-se aos 35 Cras existentes em diversos bairros da cidade do aço. “As assistências sociais eram usadas com populismo. Era para ganhar voto. Como cidadão, sempre critiquei essa postura do Poder Público Municipal. Isso acabou em Volta Redonda, com a nova administração da Smac”, pontuou Samuca, referindo-se ao fato da Smac ter sido comandada por quase duas décadas por Munir Francisco, irmão do ex-prefeito Neto.

Da série perguntar… – Será que Samuca não sabe até hoje que Maycon, hoje titular da Smac, se prepara para concorrer à Assembleia Legislativa nas eleições de 2018?

16-02-17.Reunião Moradores V.Rica Três Poços-SUSER (5)

Suser (I) – A ‘diretora-presidente interina’ da Suser, Isabella Motta, vem tentando mudar a opinião que a população tem para com a unidade, que era comandada pelo nada popular Paulo Barenco, que nem obedecia às ordens do ex-prefeito Neto. Na quinta, 16, Isabella recebeu uma comissão de moradores do Vila Rica-Três Poços para conversar sobre problemas de trânsito em vias do bairro.

Suser (II) – A estratégia da ‘diretora-presidente interina’ parece estar dando certo. De acordo com a aposentada Cida Coni, de 65 anos, os moradores não tinham espaço para conversar com a Suser, e ela acredita que agora o bairro terá melhorias. “Nós fizemos um abaixo-assinado com 99 assinaturas de moradores, porque precisamos que seja implantada a mão única, com urgência, na Vila Rica-Três Poços, na Rua Soldado Julio Cesar Pinto até o final da Rua 1. Isso é um projeto antigo e é uma via estreita, o morador coloca carro dos dois lados. O ônibus fica com dificuldade para se locomover lá dentro do bairro”, explicou Cida. Ela pelo menos obteve uma promessa: “Na primeira semana de março, entregaremos um croqui aos moradores para aprovação. Posteriormente, será feita a sinalização experimental e, tendo um índice satisfatório de aprovação, implantaremos uma sinalização definitiva”, prometeu Isabella.

Da série perguntar… – Até quando Isabella vai aceitar o papel de ‘diretora-presidente interina’ da Suser, tendo ao lado – como mostra a foto do encontro dela com os moradores do Vila Rica – o professor Wellington Nascimento, escolhido por Samuca para ser o manda-chuva da Suser?

 

Aposentados (I) – As eleições da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda nem começaram e já tem gente se achando… Anda até fazendo charminho junto aos eleitores dizendo que não vai sair candidato para ajudar Ubirajara Vaz, atual presidente da entidade. Será que ele quer ajudar mesmo ou será que sempre sonhou em ser presidente e agora virou Judas?

 

Aposentados (II) – O esperto tem tudo para quebrar a cara, pois o nome de Ubirajara Vaz é muito forte e ele deve se reeleger com facilidade, diz uma fonte. Ela vai além. Garante ter números para fazer o prognóstico. Pelo visto, a eleição da AAP-VR não está muito diferente das eleições partidárias de 2016. Tem Judas para dar e vender.  

 

Doação de sangue – O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda e o Rotary Clube de Volta Redonda realizarão neste final de semana, sábado (18) e domingo (19), das 9 às 13 horas, no térreo da Biblioteca Municipal, na Vila, uma campanha para conscientizar as pessoas quanto à importância da doação de sangue. A coordenadora do Núcleo, Cristina Guimarães do Nascimento, faz um alerta à população. “No período de festividades, como o Carnaval, há uma tendência de aumento na demanda de transfusão de sangue”, afirmou, lembrando que o Núcleo de Volta Redonda encaminha sangue para seis instituições públicas: Hospital São João Batista; Hospital Municipal do Retiro; Hospital Municipal de Pinheiral; Hospital Municipal de Rio Claro; pacientes sob tratamento oncológico do SUS internados no Hinja; e Agência Transfusional de Piraí.

 

Barra Mansa – Os voltarredondenses que gostam de um bom bloco de carnaval têm opção para hoje, sábado, 18, em Barra Mansa, no Bloco ‘Vai, Vomita e Volta’, que sairá pelas ruas a partir das 12 horas, com concentração na Rua Nilo Peçanha (Rua do ginásio do Clube Municipal), no Centro. O bloco seguirá até o bairro Ano Bom e terá sua dispersão no ginásio do Clube Municipal por volta das 21 horas.

 

Deixe uma resposta