Grampos

 09-02-17 - Visita Bispo - Yuri Melo-3

Bispo – O primeiro encontro ninguém esquece, certo? Se for assim, o voltarredondense Samuca Silva não vai esquecer que, quase cinco meses depois de ter sido eleito prefeito de Volta Redonda, ele pôde se encontrar, oficialmente, com o bispo da diocese de Barra do Piraí/Volta Redonda, D Francisco Biasin. Foi na tarde de quinta, 9, e o líder religioso estava acompanhado por padres e membros da Cúria Diocesana. Na pauta, pedido de ajuda do Palácio 17 de Julho para a realização de um encontro regional das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), marcado para acontecer em Volta Redonda entre 21 e 23 de abril, como preparação para o 14º Interclesial das CEBs, que será realizado em 2018, em Londrina (PR).

De acordo com D. Biasin, Volta Redonda vai receber a imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida e haverá uma romaria da Igreja de Santa Cecília à Praça da ETPC. “Precisamos da estrutura da prefeitura para a realização dessa romaria em total segurança, uma vez que estaremos utilizando ruas e espaços públicos”, explicou o líder católico. Samuca prometeu apoio.

 

Sepe – Além de receber o bispo, o verde Samuca Silva recebeu na quinta, 9, a diretoria do Sindicato Estadual de Profissionais da Educação (SEPE) de Volta Redonda, que apresentou a pauta de reivindicações da classe no município e que contém 14 itens, sem um percentual de reajuste salarial definido. Na terça, 14, o Sepe realizará uma assembleia com os profissionais da Educação municipal.

 

 

Kit Escolar – Os metalúrgicos da CSN já receberam o kit escolar prometido pela empresa nas negociações do acordo coletivo 2016/2017. Tiveram direito os trabalhadores com filhos em idade escolar, de 6 a 14 anos, cadastrados na empresa. A lista do material distribuído não foi divulgada.

 

Reforma da Previdência – O Sindicato dos Metalúrgicos promove na quarta, 15, um debate sobre a reforma da Previdência. Será às 18 horas na sede da Câmara de Volta Redonda.

 

Palestra – O MetalSul promove na terça, 14, uma palestra sobre o cenário econômico em 2017. O evento será realizado no auditório da Firjan, no Laranjal, e é gratuito. Mais informações pelos telefones (24) 3347-3539/ 3347-4897.

 

Emprego – Samuca Silva esteve na manhã de quinta, 9, com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Silvio Campos. Os vereadores Carlinhos Santana, Edson Quinto e o presidente da Câmara, Sidney Dinho, também participaram do encontro e ouviram uma boa noticia: “Já estamos negociando a vinda de uma empresa de Call Center que vai gerar a mais de 500 empregos diretos. A previsão inicial é que comece a funcionar já em abril”, disse Samuca, que falou também sobre sua relação com a CSN. “A CSN está com vontade de dialogar com a prefeitura e ocupar as áreas da cidade. Entre elas, está o prédio do Escritório Central. O governo recebeu dois projetos, na área de tecnologia, para serem repassados para a empresa. Mas a decisão é dela (CSN)”, frisou Samuca.

 

Emprego (II) – Samuca aproveitou e convidou Silvio Campos para visitar empresas localizadas na Via Dutra – de Piraí a Itatiaia – para convidá-los a investir em Volta Redonda. “A cidade tem área. São dois parques industriais que precisam ser ocupados. Infelizmente, há uma liminar que proíbe todo Estado do Rio de Janeiro de conceder incentivos fiscais ao setor produtivo e outro entrave é o percentual do ISS (Imposto Sobre Serviços) de Volta Redonda que é 5%. Há município que o percentual é de 2%”, finalizou. 

 

Sugestão – Leandro Lebertozi, um dos assíduos leitores do aQui, ao saber que o prefeito Samuca pretende instalar um call center na cidade do aço para gerar cerca de 500 empregos, apresentou uma sugestão, das mais lógicas, por sinal: transformar a sede do antigo Escritório Central da CSN, na Vila, em uma espécie de ‘meca do call center brasileiro’. Como? É ele mesmo quem explica: oferecendo incentivos fiscais para a qualificação de jovens. “O local (Escritório Central) foi criado para a finalidade de ser um office, portanto, é totalmente adaptável para a finalidade”, diz ele, que completa: “Já pensou quantos empregos isso pode gerar? Tem Call Center que possui mais de mil funcionários por turno de seis horas e olha o tamanho do Escritório Central”, compara. Sugestão dada; que Samuca se posicione.    

 

Fórum – Como o aQui antecipou, foi lançado na segunda, 6, o Fórum de Desenvolvimento Local do Açude (I, II, III e IV). Entre os integrantes do Fórum estão o atual presidente da Associação de Moradores, Antônio de Fátima Passos, o Xaxá; e o ex-presidente Luis Soró (ex-vereador). Outras entidades do bairro, como as igrejas católicas e evangélicas, também fazem parte. Partici-
param ainda do lançamento o vice-prefeito Maycon Abrantes (PV), a secretária de Saúde, Márcia Cury, e os vereadores Fábio Buchecha (PTB), Rosana Bergone (PRTB) e Dinho (PEN). Entre os temas debatidos, vários problemas do bairro, como o das enchentes.

 

Cadastramento – A secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda (SMEL) está promovendo um recadastramento dos alunos dos cursos de natação e hidroginástica do Parque Aquático para a prática de outras atividades. Os interessados devem procurar a SMEL na Ilha São João, até o dia 24, com os respectivos documentos: identidade, CPF, carteirinha azul do Parque Aquático e comprovante de residência. Mais informações pelo (24) 3339-2105.

 

Pagamento – A prefeitura de Volta Redonda pagou ontem, sexta, 10, os salários de todos os funcionários lotados na Smac e que recebem por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo). A previsão era de pagamento até o quinto dia útil, o que não ocorreu. Motivo do atraso: todos foram analisados, um a um, para ver se não eram fantasmas. “A prefeitura tem que fazer essa verificação para que possamos identificar eventuais falhas”, justificou Maycon Abrantes, titular da secretaria de Ação Comunitária.

 

Política (I) – Os vereadores Dinho e Luciano Mineirinho participaram de uma reunião do Fórum Permanente das Entidades Empresariais de Volta Redonda na terça, 7, na sede da CDL-VR. Eles falaram sobre a reforma administrativa que vem sendo preparada pela prefeitura e lembraram que Samuca tem apenas seis meses para cumprir o TAC assinado pelo prefeito Neto com o Ministério Público Estadual, que prevê a extinção de contratações via Recibo de Pagamento de Autônomo (RPA). O fórum, para quem não sabe, tem o apelido de MEP da Burguesia por ter sido criado nos mesmos moldes do MEP do Zezinho, ligado à Igreja Católica. O MEP da Burguesia, por exemplo, quis cobrar de Dinho, presidente da Câmara, a votação das contas do ex-prefeito Neto. Mostra estar muito preocupado com o futuro de Neto.

 

Política (II) – Aliás, o ex-prefeito Neto está tendo muita dor de cabeça para convencer os atuais vereadores de Volta Redonda a aprovarem suas contas de 2012, que até hoje não foram apreciadas na Câmara. Pior. Estaria travando uma ‘guerra’ nos bastidores contra Samuca, que estaria trabalhando contra ele. Motivo: se tiver as contas rejeitadas, Neto fica inelegível pelos próximos oito anos. Ou seja, não poderia se candidatar a prefeito em 2020. Maldade pura.

 

Com a corda… – A previsão é que as contas de Neto entrem na pauta do dia 21, terça, ou 23, quinta. A batata quente está nas mãos de Dinho, presidente da Câmara, aliado do ex-prefeito. Para quem não se lembra, Dinho era do PSC e ficou sem legenda quando brigou com o comando do partido. Graças ao ex-prefeito, Dinho encontrou abrigo no PEN, onde hoje sonha em sair como candidato a deputado estadual.    

 

Estratégia – Em conversa com alguns parlamentares, Dinho tem colocado na mesa a seguinte dúvida: o parecer da Comissão de Justiça, entregue pelo ex-vereador Pedro Magalhães, que não se reelegeu, é válido para 2017? Ou o relatório do TCE, que rejeitou as contas de Neto, teria que voltar a ser apreciado por uma nova Comissão de Justiça, ainda a ser eleita? É. Faz sentido.

Mais uma duvida de Dinho, que vai cair como uma bomba no meio político. Por um ‘descuido’ do ex-vereador Pedro Magalhães, tido como uma velha raposa, o texto do parecer que aguarda apreciação dos vereadores não deixa claro que é o do TCE. Ou seja, os vereadores podem julgar o parecer de Pedro e não o do TCE. Nesse caso, para que o parecer da velha raposa, rejeitando as contas de Neto, seja aprovado, os oposicionistas teriam que conseguir 14 votos. Se fosse o do TCE, os 14 votos teriam que ser alcançados por Neto. O bicho vai pegar.

 

Alerj – Depois de um longo período à frente da secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, o deputado Gustavo Tutuca reassumiu a sua cadeira na Alerj. Bem na hora de votar o pacote de maldades que Pezão precisa, não é mesmo? Ah, a médica Ana Paula Rechuan também reassumiu sua cadeira.

 

Prestígio – O deputado estadual Gotardo Neto passou a mandar no Detran de Volta Redonda. Sua primeira medida foi indicar Marquinho Popeye para assumir o posto de vistoria do São Luiz, cujas indicações eram feitas, até então, pelo deputado estadual Edson Albertassi.

 

Comissões (I) – Mas, não pensam que Albertassi anda perdendo espaço, não. O parlamentar terá, inclusive, que se desdobrar durante o ano para poder atuar em 21 Comissões Permanentes da Alerj para as quais foi escolhido. Veja só, ele é membro efetivo das seguintes Comissões: Constituição e Justiça; Orçamento, Finanças, Fiscalização Financeira e Controle; Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e de Fiscalização dos Tributos Estaduais; Assuntos Municipais e de Desenvolvimento Regional; Ciência e Tecnologia; Defesa dos Direitos Humanos; Defesa Civil; Economia, Indústria e Comércio; Educação; Legislação Constitucional Complementar e Códigos; Obras Públicas; Normas Internas e Proposições Externas; Política Urbana, Habitação e Assuntos Fundiários; Saúde; Redação; Saneamento Am-biental; Servidores Públicos; Segurança Pública e Assuntos de Polícia; Transportes; Trabalho, Legislação Social e Seguri-dade Social; e ainda, ufa, a Comissão de Turismo. 

 

Vai vendo – Ao saber que Albertassi faria parte de tantas Comissões assim, um dos seus amigos fez o seguinte comentário: “É bom que ele mude para a Alerj”. O parlamentar retrucou: “Os amigos precisam de um amigo aqui na Alerj”. Faz sentido. Mas ele tem que pensar que como deputado ele também precisa de bons amigos em Volta Redonda, não é? 

IPTU Os carnês do IPTU de Volta Redonda já começaram a ser entregues e a previsão é que até segunda, 13, todos os 105 mil carnês estejam nas mãos dos contribuintes. Quem optar em pagar o imposto em cota única, até 10 de março, terá um desconto de 15% Até 31 de março o desconto será de 10%. Tem ainda a opção de parcelar o IPTU em seis vezes sem juros.

 

É mole? – O vereador Dinho (PTN), presidente da Câmara, está desconfiado de que alguém estaria recebendo salários indevidos do Poder Legislativo de Volta Redonda. Salários não, super salários, de R$ 16 mil mensais. O caso foi descoberto por sua equipe e Dinho logo tomou uma providência: mandou bloquear o pagamento de janeiro da servidora, que é pensionista, até que seus parentes provem que ela está viva, vivinha da silva. Detalhe: a servidora teria mais de 80 anos e estaria morando fora da cidade do aço. “Quero prova de vida” dispa-
rou Dinho, suspeitando que alguém esteja recebendo o salário indevidamente usando uma procuração, que ele nem sabe se é válida.

vacina febre amarela fila (25)

Febre – Parece piada, mas não é. Ao lado da Unidade Básica de Saúde do Jardim Paraíba, onde é feita a vacinação contra a febre amarela, funciona a Policlínica da Melhor Idade. E o local, vejam só, pode se tornar um ponto de proliferação do mosquito da dengue. É que o mato não é cortado há tempos e está cheio de lixo, inclusive com copos plásticos que podem acumular água. “Venho vacinar contra febre amarela e posso sair com dengue”, reclamou  um voltarredondense.

escola 1

Abandono – Moradores do Padre Josimo já não sabem mais a quem recorrer para que a prefeitura de Volta Redonda recupere, “pra ontem”, a Escola Municipal Palmares. A unidade está cercada por mato alto, cheia de poças d’água e pisos quebrados, colocando em risco a integridade dos alunos da Educação Infantil. Pior. As salas estão sem ventilador e sem lâmpadas. Isso sem contar que o parquinho para o ‘recreio’ dos estudantes está um lixo, com os brinquedos quebrados. Tem mais. Os funcionários da limpeza sumiram e não voltaram mais. É dose! 

Deixe uma resposta