domingo, maio 19, 2024

Grampos

LAGOA (I) – Por falar em Inea e Meio Ambiente, os internautas de Volta Redonda foram surpreendidos durante a semana com a postagem de uma foto (acima), original e histórica, que prova, de uma vez por todas, que já existiu uma lagoa na Rodovia dos Metalúrgicos, mais precisamente no que é hoje o trevo de entrada para o Jardim Belvedere. Era enorme, como mostra a foto. E a lagoa, coitada, morreu sem que nenhum ambientalista ou político pedisse por ela.

LAGOA (II) – O ex- secretário de Meio Ambiente do governo Samuca, por exemplo, chegou a jurar que ali nunca existiu uma lagoa. E olhava nos documentos oficiais da pasta para provar sua teoria. Tadinho, não sabia o que falava. Nem o que fazia. Graças ao governo Samuca e ainda ao próprio governo Neto, uma segunda lagoa pode desaparecer a qualquer hora. Está lá para quem quiser fotografar e guardar a foto para a história da cidade do aço.

LAGOA (III) – A bem da verdade, deve-se registrar que a lagoa morreu por conta das obras dos empreendimentos feitos pela família Campos Pereira na região. Com aval das autoridades do Meio Ambiente municipal e estadual. O Inea até chegou a embargar uma das obras, como o aQui chegou a noticiar na época.

SIDER – Apesar de desmentido pelo Sider o boato da criação de um estacionamento em área destinada ao Sider II, há quem não tenha acreditado muito na história. Prefere pagar para ver. É que, segundo um dos leitores, o próprio shopping quando foi construído era para ser apenas um prédio de salas comerciais. Virou o Sider Shopping que todos conhecemos. “Nada impede que a história se repita”, sentenciou. Ao avesso, é claro. “Tão negando, tudo bem. Teremos a confirmação em poucos meses”, destaca.

LARANJA – O deputado estadual Jari Oliveira (PSB) está nos calcanhares da CSN por conta da fumaça laranja que a empresa liberou da Usina Presidente Vargas na manhã do último dia 11. O parlamentar esteve cobrando respostas do gerente Jurídico da siderúrgica, Fernando Carlos Pinheiro Cardoso. “Apesar de a empresa afirmar que a fumaça laranja não prejudicou a qualidade do ar no município por não conter gases tóxicos, ela admite que houve emissão de material particulado. Precisamos de comprovação de que esse material não provoca poluição atmosférica”, justificou. A resposta, até o fechamento desta edição, não tinha sido enviada.

INEA – Jari esteve até no Inea para reclamar da fumaça laranja da CSN. “É perceptível por toda a população de Volta Redonda a emissão de poluentes no ar. Somos afetados, diariamente, pelo pó preto lançado pela empresa. Somente com a fiscalização podemos cobrar a manutenção dos equipamentos de controle da emissão de poluição atmosférica e a implantação de medidas eficazes de controle da poluição do ar”, justificou. Poderia ter aproveitado e cobrado do Inea soluções para outras questões ambientais, como o lixão de Volta Redonda, o caso da CTR de Barra Mansa etc.

LIXÃO – Por falar em Inea, há quem garanta que o órgão teria embargado a operação do lixão que a prefeitura de Volta Redonda mantém em área próxima à Floresta da Cicuta. O engraçado é que a ação estaria engavetada…

CAFÉ (I) – O vereador Betinho Albertassi usou o seu programa na manhã de terça, 16, para prometer que vai se empenhar na criação de uma unidade do Café do Trabalhador, lançado na Vila, para a região do Retiro. “Briguei pela criação de um café no lado de cá do Rio Paraíba (Vila) e outro no lado de lá (Retiro)”. Não satisfeito, prometeu brigar pela criação de um terceiro café para a Ponte Alta, conforme pedido feito por um ouvinte.

CAFÉ (II) – Por falar na criação do posto do cafezinho do Albertassi, a prefeitura de Volta Redonda finalmente arrumou utilidade para um dos mais dos mais de 10 quiosques abandonados ao longo da Avenida dos Trabalhadores. Faltam uns nove.

CAFÉ (III) – O engraçado é que na inauguração da unidade do Café do Trabalhador no quiosque sob a passarela de acesso à CSN, em frente à Praça Juarez Antunes, na Vila, que o governo Neto nem sabia que ia acontecer na manhã de segunda, 15, o pessoal do cerimonial do Estado acabou dando crédito ao prefeito Neto, ao deputado estadual Munir e ao vereador Albertassi. O bom é que serão distribuídos 500 cafés da manhã pelo valor de R$ 0,50, de segunda a sexta, das 5 às 9 horas. Serão servidos um café (ou café com leite), pão com manteiga e uma fruta. Não é nada, não é nada , já é alguma coisa.

FOME (I) – Aliás, a secretária estadual de Assistência Social, Rosangela de Souza Gomes, no seu discurso acabou se empolgando além da conta. “Quando assumi a secretaria, o nosso governador Cláudio Castro me fez um pedido especial: combater a fome. Sabemos que muitos pais e mães saem para trabalhar sem fazer a primeira refeição, que é o café da manhã, para comprar alimentos para os seus filhos. Com a inauguração desse espaço, o trabalhador poderá fazer a sua primeira refeição, garantindo a ele uma vida saudável”, ressaltou. Menos, secretária, bem menos…

FOME (II) – A secretária de Ação Comunitária de Volta Redonda, Carla Duarte, que está se preparando para tentar uma cadeira na Câmara de Vereadores, destacou o Café do Trabalhador como algo essencial. “É a primeira refeição do dia das pessoas que acordam muito cedo para ir trabalhar e para aquelas que estão em busca de emprego. Muitos não conseguem fazer a refeição por conta do tempo corrido, e outros por falta de condições financeiras mesmo”, justificou.

LUTO (I) – Volta Redonda perdeu duas figuraças (no bom sentido, é claro) durante a
semana. O popular Abacaxi foi um deles. José Carlos Silvério tinha 64 anos e morava no
bairro São Sebastião. Ganhou o apelido e a fama ao se apresentar como calouro no
programa do Chacrinha, onde recebeu o Troféu Abacaxi. Circulava tanto no meio político
quanto no Judiciário. O prefeito Nelson dos Santos Gonçalves o teria contratado para trabalhar no Palácio 17 de Julho. Já no Fórum, Abacaxi, sempre de terno, entrava e saía dos gabinetes dos juízes como se fosse um deles. Chegou a ‘despachar’ em várias situações. Ele também adorava ‘cantar’ para entreter os amigos e chegou a dar aulas para estudantes universitários, mesmo sem ter qualquer instrução.

LUTO (II) – A segunda morte foi a de Vitão, como era conhecido o empresário Victor Rafael Alves de Souza, 64, criador da Big Gang, uma das primeiras academias de ginástica a fazer sucesso entre o público jovem de Volta Redonda.

LEIS – Pelo quarto ano consecutivo, o Rio de Janeiro foi o estado brasileiro que mais teve a constitucionalidade das leis questionadas junto ao STF. Os dados são do Anuário da Justiça Brasil 2023. Ao longo de 2022, a unidade da federação, que só ficou atrás da União, teve 19 normas julgadas, sendo que 14 foram retiradas do ordenamento jurídico no todo ou em parte. Isso representa uma taxa de inconstitucionalidade de 74%. Detalhe: há quem garanta que Volta Redonda ganha fácil das demais cidades quando a questão é a constitucionalidade das leis municipais aprovadas na Casa.

DOUTORADO – O deputado estadual Jari Oliveira enviou um pedido ao coordenador do Programa de Pós-graduação em Administração da UFF- Campus Volta Redonda, professor Márcio Moutinho Abdalla, para que a cidade do aço tenha um Curso de Doutorado Profissional em Administração.

FOGOS – Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal decidiu que os municípios têm legitimidade para aprovar leis que proíbam a soltura de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos que produzam estampidos. A decisão foi tomada no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 1210727, com repercussão geral (Tema 1056), na sessão do dia 8, seguindo o voto do ministro Luiz Fux (relator). Agora é com Neto, Drable…

BOTÃO DO PÂNICO – A prefeitura de Volta Redonda já instalou 28 botões do pânico em escolas da cidade do aço. E outras duas – E.M. Bahia, no Minerlândia, e E.M. Mato Grosso do Sul, no Caieiras – começaram a receber os novos equipamentos.

EXCLUSIVO (I) – O governo Federal publicou a portaria que estabelece critérios de transferência de recursos aos municípios e estados para auxiliar no cumprimento do Piso Nacional de Enfermagem. Volta Redonda vai receber R$ 22.155.144,29 e Barra Mansa, R$ 8.660.549,31. O novo piso para enfermeiros contratados sob o regime da CLT é de R$ 4.750; o de técnicos de enfermagem será de, no mínimo, 70% desse valor (R$ 3.325); e auxiliares de enfermagem e parteiras, 50% (R$ 2.375). O piso vale para trabalhadores dos setores público e privado.

EXCLUSIVO (II) – Ainda não há prazo, entretanto, para que a secretaria de Saúde de Volta Redonda passe a cumprir o piso nacional das categorias.
Procurada para dizer quando isso seria possível, a secretária de Saúde não deu retorno. É uma pena, pois o dinheiro não é dela.

ELEIÇÃO – Em entrevista a Dário de Paula, o prefeito Neto foi questionado de sua pré-candidatura em 2024, conforme divulgado pelo aQui. E Dário perguntou se o candidato a vice continuaria sendo o engenheiro Sebastião Faria. “Eu tenho o melhor vice-prefeito do mundo. Mas não quero antecipar a eleição, isso atrapalha. Sou apaixonado por Volta Redonda, eu trabalho 24 horas por dia por nossa cidade”, desconversou. Na bolsa de apostas, é pule de dez que Faria não será o vice. A conferir.

SEM CHANCE – Outra aposta é a da possibilidade de a Câmara de Volta Redonda abrir um processo administrativo para apurar possível quebra de decoro dos vereadores Sidney Dinho e Rodrigo Nós do Povo (ver página 12), por conta do arranca-rabo de terça, 16. Na bolsa das apostas, de zero a 10, as chances não saem de zero. Conrado,
presidente da Casa, conhecido por ser hábil politicamente, vai acertar as arestas entre os brigões.

BRIGA (I) – O vereador Renan Cury anda ‘p’ da vida com Paulo Barenco, secretário de Transportes. A última birra foi pelas mudanças feitas em quatro linhas de ônibus na cidade. “Não sei como o Neto ainda diz que ele (Barenco) é quem mais conhece transporte público na cidade. Toda mudança que ele faz é para pior”, ironizou Renan. É, tem razão…

BRIGA (II) – Quem também não gostou das mudanças de Barenco foi Neném, carne e unha de Neto. É que o Eucaliptal, bairro onde o vereador mora, perdeu uma linha fixa que atendia os moradores. Neném esperneou muito nas redes sociais e foi chamado para uma reunião no Palácio 17 de Julho. Na saída, já tinha um ônibus da linha velha esperando por ele. Saiu rindo de Barenco.

REFORMA – Vai custar R$ 441 mil a reforma do Espaço das Artes Zélia Arbex, na Vila.

PUNIÇÃO – O comandante da GM, Silvano Teixeira de Paula, suspendeu um agente por um dia de trabalho através do Processo Interno 008/ 22. Motivo: o guarda foi pego usando uma arma particular em serviço. Nome do indivíduo? Nem que a vaca tussa será fornecido.
TIRO – Por falar em arma de fogo, tiros foram disparados na Praça da Colina na madrugada de sábado, 13, para domingo, 14. Cápsulas de pistola foram encontradas em frente a um bar. Sorte é que ninguém foi ferido. Como o aQui já revelou, moradores do bairro estão colhendo assinaturas em um abaixo-assinado para pedir ajuda ao MP para pôr fim à baderna no local.

ASFALTO – A prefeitura de Volta Redonda está atuando em várias frentes de asfaltamento pela cidade, como na Rodovia dos Metalúrgicos, próximo ao Shopping Park Sul, em direção ao Mergulhão Marco Antônio dos Reis (Marquinho Tinhorão). Na Vila, entretanto, na Rua 21, perto do Colégio Batista, o serviço está parado há mais de 10 dias.

BEIRA-RIO – Se na Vila está parado, o mesmo não se pode dizer do futuro asfaltamento da Avenida Beira-Rio. O trabalho de fresagem está sendo feito. Vale lembrar que a via ganhou uma nova rede de abastecimento de água (mais de cinco quilômetros), o que só gerou transtornos para os motoristas e para a população em geral.
0800 – Também na entrevista a Dário de Paula, o prefeito Neto estava todo satisfeito. Tinha recebido a informação de que o hotel de Caxambu que vai hospedar os idosos do programa da Terceira Idade teria disponibilizado 150 diárias gratuitas. Detalhe importante: para hóspedes autistas. Vão viajar no dia 5 de julho. Uma boa.

DECLAN – Termina na segunda, 22, o prazo de entrega da Declaração Anual do Índice de Participação dos Municípios (Declan-IPM) referente ao ano de 2022. Os empresários que precisarem entregar a declaração retificadora terão o prazo até o dia 29 de maio. Mais informações pelo telefone 3345-4444 (ramais 216, 218 e 219), e ainda pelo e-mail [email protected].

IDOSOS (I) – Em abril, a Patrulha de Proteção ao Idoso de Volta Redonda atendeu ao pedido de 18 medidas protetivas, fazendo acompanhamento de cinco homens e 13 mulheres, com idade de 60 a 90 anos. A patrulha ainda fez 80 visitas a instituições de acolhimento de idosos, e aos locais de atividades desenvolvidas pela Smel e pela Smac. Desses, 83% tiveram origem espontânea; 11% foram dos Creas; e 6% através de denúncias feitas ao Ciosp.

IDOSOS (II) – As supostas infrações mais cometidas contra os idosos em abril foram: violência psicológica (38%); violência física (19%); abuso financeiro (5%); abandono (5%); negligência (4%) e outros (29%).
FBG – Onze adolescentes do Programa Educando Adolescente Assistido (Peaa), da Fundação Beatriz Gama (FBG), foram contratados por empresas de Volta Redonda nos últimos dois meses. Nelas, eles atuam como aprendiz, e trabalham cerca de quatro horas diárias, de segunda a sexta, no contraturno da escola. Cada um recebe uniforme, bolsa de R$ 500, além da passagem.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Grampos

Grampos

Grampos

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp