Grampos

OAB-RJ – Luciano Bandeira, candidato da Chapa 1 – OAB Forte e Unida, foi eleito presidente da OAB/RJ em pleito realizado na quarta, 21. Atual tesoureiro da entidade e também presidente da Comissão de Prerrogativas, ele comandará a advocacia fluminense no triênio 2019/2021.

 

OAB-VR– Alex Martins Rodrigues venceu as eleições da OAB-VR. Ele obteve 575 votos contra 399 dados a Pedro Luiz Dalbone da Cunha.         

Eleição da OAB

Tive uma surpresa desagradável ao levar a minha filha para a escola no dia de hoje (21/11), ao me deparar com a interdição de trecho da rua 535 do bairro Nossa Senhora das Graças, que causou um grande transtorno no trânsito. O motivo? Eleição para a presidência da OAB-VR.

Acabamos de passar por eleições nacionais, onde escolhemos presidente, governador, senador e deputados. Essa eleição aconteceu em um domingo e nenhuma rua precisou ser interditada. O que faz os advogados e demais profissionais da área jurídica pensar que eles têm o direito de atrapalhar a vida de milhares de pessoas por conta de uma eleição interna em um dia útil? Como conseguiram autorização para tal absurdo? Além disso, vários guardas municipais com viaturas estavam mobilizados para dar cobertura e auxiliar na bagunça.

Fico pensando que se cada conselho ou órgão de cada categoria profissional, cada associação, cada sindicato, cada universidade que for fazer eleições internas resolver interditar uma rua e mobilizar a Guarda Municipal, o trânsito que já é complicado vai se tornar inviável.

Espanta a ausência de uma conduta mais ética, em que o bem coletivo deveria sempre ser prioritário. Espanta mais ainda saber que a instituição que causou todo o transtorno é formada por profissionais que teoricamente deveriam zelar pela boa aplicação das leis em busca do aperfeiçoamento da vida em sociedade.

Gustavo de Sá

Uber (I) – A regulamentação do Uber continua rendendo bons lances nos bastidores da vida política da cidade do aço. Na tarde de quinta, 22, funcionários do aplicativo apareceram, de surpresa, na sede da Câmara de Volta Redonda exigindo dos vereadores que votassem finalmente a mensagem do governo Samuca, que estaria, segundo eles, engavetada na Casa. A pressão não deu em quase nada. E uma nova reunião foi marcada para segunda, 26. “Talvez eles não entendam que são pais e mães de família que estão se sustentando através desses aplicativos e da forma como está (sem a regulamentação) não pode ficar”, desabafou Marcos Paulo, um dos motoristas do Uber.

 

Uber (II) – Marcos Paulo explicou que as medidas propostas pela prefeitura não vão beneficiar os trabalhadores, e nem os usuários, disse, garantindo que pesquisa de 2017 mostrou que 96,4% da população estaria favorável ao Uber. “Infelizmente a mensagem torna inviável o uso do aplicativo. Precisamos da ajuda deles (vereadores) para que a gente não perca nosso emprego”, comparou.

 

Uber (III) – Ele foi além. “Conversamos com os vereadores, com o presidente da Câmara, e algumas emendas serão apresentadas. A nossa esperança é que saiamos pelo menos com o justo, com o que é certo. Que não se beneficie só um grupo de pessoas (os taxistas, grifo nosso), mas toda a população. Então, se houver uma votação, que haja uma votação justa e correta”, destacou.

 

Uber (IV) – O projeto que será analisado na Câmara foi enviado pelo prefeito Samuca Silva, após debate com taxistas e motoristas de aplicativos e exige que os motoristas de aplicativos sejam cadastrados junto ao Poder Público, que sejam moradores de Volta Redonda e que as empresas de aplicativos paguem impostos para a cidade.

Uber (V) – Por falar em privilegiar os motoristas de Uber de Volta Redonda, muitos estão reclamando de uma ‘invasão’ de motoristas de outras cidades para fazer corridas na cidade do aço. Um leitor do aQui, por exemplo, usou um Uber durante a semana de um motorista de Paty do Alfares, que diariamente vem à cidade do aço.

 

Vistoria – O futuro presidente do Detran, Luiz Carlos das Neves, garantiu aos jornais que uma de suas primeiras providências, já em janeiro, logo após a posse do governador Wilson Witzel, será anunciar o fim da vistoria anual de veículos. “Quem pagar o IPVA vai receber o documento em casa”, prometeu. Ufa!

 

CTE – Quem quiser fazer parte da Comissão de Transporte Escolar da prefeitura de Volta Redonda terá que correr para participar da eleição. É que o prazo das inscrições se encerra na terça, 27. Existem duas vagas para pais e responsáveis de alunos que usam Transporte Escolar na cidade do aço. A eleição será na quinta, 29, sendo que os interessados, maiores de 18 anos, devem procurar a sede da secretaria de Transporte na Rodoviária de Volta Redonda. 

 

Descaso – O estacionamento irregular no início da Rua 41, na Vila, próximo à sede da Cúria Diocesana, continua causando ‘aquele rolo’ no trânsito da área. Os motoristas, desavergonhadamente, continuam a estacionar no leito da rua, onde existem placas de “proibido parar e estacionar”. E ninguém – leia-se a GM – faz nada.

O engarrafamento, em determinadas horas, chega ao viaduto dos Correios.

 

Aliás… – A GM também está marcando bobeira na fiscalização dos flanelinhas. E, com a movimentação de final de ano, a coisa vai piorar, especialmente na Vila. Além de atuarem sem serem incomodados, os flanelinhas já estão se proliferando pelas ruas  paralelas e ainda pelas Ruas 31, 41 (do Hospital das Clínicas) etc. 

 

Feira – Na Sessenta, a bronca não é só com a GM. Sobra também para a secretaria de Fazenda, responsável pela fiscalização da feira livre, que ocorre às quartas-feiras.   É que o horário de desmontagem das barracas, até as 16 horas, não está sendo cumprido. 

 

CSN – Os últimos capítulos da novela do Escritório Central da CSN ainda estão sendo digitalizados. Dá a impressão que o responsável pela digitação dos documentos ainda é do tempo do ‘cata-milho’, que não tinha o hábito de escrever em máquinas de datilografia (coisa de museu hoje em dia).

 

Ainda sobre eleição – Preso em Curitiba, o ex-presidente Lula não deu sorte nem para um homônimo que se candidatou a deputado federal pelo Podemos. O Lula paraguaio, por exemplo, só obteve 4 votos em Volta Redonda. Perdeu feio…

 

Polo (I) – A prefeitura de Volta Redonda já iniciou os trâmites para receber as oito empresas que formarão o novo Polo Metalmecânico da cidade do aço – que deve gerar cerca de 3,5 mil empregos. O Polo será em um terreno ao lado da fábrica da Spoleto, na Rodovia dos Metalúrgicos. A prefeitura já iniciou os preparativos no terreno, como estudo topográfico e as vias de acesso ao local.

 

Polo (II) – Por falar em Polo Metalmecânico, outras empresas estão interessadas em se instalar em Volta Redonda. Durante a semana, por exemplo, dois empresários da área de metalurgia visitaram o prefeito Samuca Silva.

 

Caged – Os dados do Ministério do Trabalho – através do Caged – mostram que Volta Redonda é a cidade que mais gerou emprego no estado do Rio em 2018. De janeiro a outubro, a cidade está com saldo positivo de 1.964 empregos. Foram 19.199 admissões contra 17.235 desligamentos.

 

Emprego – Volta Redonda deve fechar o ano com saldo de quatro mil empregos, espera o Palácio 17 de Julho. É que a contratação de mil pessoas para a empresa de Call Center, por exemplo, só entrará nos dados de novembro. Sem contar as contratações temporárias do comércio para o final de ano e as contratações das empresas do novo shopping.

 

Lixo eletroeletrônico – A segunda edição do ‘Descarte Solidário de Lixo Eletroeletrônico’, que está sendo realizada pelo Rotary Club de Volta Redonda em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e Esporte e Lazer, terá seu ponto forte amanhã, domingo, 25. O evento será na Praça Brasil, na Vila, no horário das 9 às 15 horas, com a colocação de um container para receber o descarte de aparelhos de TV, fogões, geladeiras, monitores de computador, mouses, teclados, impressoras, celulares, baterias, carregadores e outros aparelhos eletroeletrônicos.

 

Novos nomes (I) – O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou na quinta, 22, quatro novos titulares de pastas que irão compor a estrutura do futuro governo do Estado. A bióloga Ana Lúcia Santoro ocupará a secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade; a jornalista e ex-diretora de projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Complexo da Maré, Fabiana Bentes, será a titular da secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos; o médico e diretor-geral do Hospital Pedro Ernesto, Edmar Santos, assumirá a secretaria de Saúde; e o engenheiro agrônomo e bacharel em Direito Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho irá para a secretaria de Fazenda. Com o anúncio, já estão confirmados onze secretários do futuro governo. 

 

Novos nomes (II) – Na entrevista, Wilson Witzel também anunciou os nomes dos futuros presidentes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e do Detran. O engenheiro Uruan Cintra de Andrade irá presidir o DER. Para o Detran, foi escolhido Luiz Carlos das Neves, sargento da FAB, capitão da PM e ex-auditor-chefe da Auditoria Financeira do Detran por mais de dez anos.

 

Novos nomes (III) – Witzel destacou o trabalho dos futuros secretários nas respectivas áreas de atuação e o que o seu governo irá desenvolver nas pastas.

“Estamos formando um secretariado técnico. Todos são muito capacitados em suas áreas de atuação e, assim, vamos trabalhar para transformar o estado do Rio”, afirmou Witzel.

Deixe uma resposta