Grampos

A moda tá pegando – Primeiro foi Baltazar que, como o aQui mostrou (edição 1116), usou um caixote de madeira para fazer um discurso na Avenida Paulo de Frontin. A cena se repetiu na tarde de quinta, 27, quando o senador Lindbergh Faria (PT) esteve na Câmara de Volta Redonda para receber a Medalha Getúlio Vargas das mãos do vereador Carlinhos Santana. Só que os dois, como mostra a foto de Roberta Caulo, subiram em um banco da recepção da Casa. Que feio.

 

Na Folha (I) – Benjamin Steinbruch não vai mais escrever seus artigos na Folha de S. Paulo. O último saiu na terça, 18, e nele, o dono da CSN exaltou o filho Mendel Steinbruch e disse que sua geração não foi capaz de entregar um país melhor para os filhos. Benjamin é colunista da Folha há 20 anos.

 

Na Folha (II) – No último artigo, Benjamin fala do amor do filho pela natureza e da postura de “defensor” do meio ambiente. “Vamos deixar as fazendas intactas. Para que derrubar o mato? Vamos abrir as fazendas a visitação pública, virgens e intocadas. Elas vão valer muito mais no futuro. Vamos transformá-las em florestas nacionais, privadas, de uso público”, escreveu. Quem aí não se lembrou da Floresta da Cicuta?

Na Folha (III) – No artigo, Benjamin meio que se despede do seu público lamentando o fato de não ter conseguido ver mudanças necessárias na economia e no cenário social brasileiro. E diz esperar por dias melhores.

 

Adiada – O capítulo final da novela Escritório Central não pôde ser realizado na manhã de quinta, 27, como desejava o prefeito Samuca Silva. É que o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, que seria um dos atores principais ao lado do empresário Benjamin Steinbruch, presidente da CSN, ficou na cidade maravilhosa para, em tese, receber o presidente Michel Temer. A assinatura do acordo que prevê o uso do Escritório Central, de forma compartilhada pela CSN e pelo Palácio 17 de Julho, noticiado com exclusividade pelo aQui na edição passada, ainda não tem data definida. É uma pena. 

 

Pergunta infame – Pezão não faria melhor se, ao invés de ficar à espera de Temer, tivesse vindo a Volta Redonda para fazer parte de um momento histórico do seu governo, não? 

 

Empregos (I) – Uma boa notícia: Volta Redonda anda recuperando os postos de trabalho mais rapidamente que o Brasil. A constatação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que comparou o número de empregos gerados em 2016, com a média nacional. O resultado é esse: em 2016, Volta Redonda perdeu 5,3% dos empregos, enquanto a média nacional era de 3,33% Em 2017, o Brasil ampliou em 0,94% o número de empregos existentes, enquanto Volta Redonda registrou 2,04%.

 

Empregos (II) – Em números absolutos, Volta Redonda abriu 1.225 novos postos de trabalho de janeiro a agosto de 2018. Até o final do ano, o volume de novos empregos gerados deverá passar dos 4 mil devido à inauguração das lojas do novo shopping, da instalação de uma empresa de call center no Escritório Central da CSN, e ainda das seis empresas siderúrgicas, como a Prada, que vão se instalar em Volta Redonda. Samuca, enfim, terá boas notícias para manter o sorriso, que lhe é característico.

 

Empregos (II) – Como o aQui já noticiou, com exclusividade, empresas como a Steel Service, Multiaços, Mastra, Tuber-fil, Kloeckner, Soufer e Prada estão se mudando para a cidade do aço. Todas atuam na área de beneficiamento de aço da CSN.

 

Empregos (III) – A Prada, que é uma empresa do grupo CSN, vai transferir a sua unidade de Resende para Volta Redonda. Procurada, não deu detalhes da transferência e nem explicou os motivos que a levaram a tomar a decisão. Em julho, os cerca de 750 trabalhadores da Prada deflagraram uma greve de cinco dias em resposta à proposta da empresa para a renovação do acordo coletivo. A questão foi decidida na Justiça do Trabalho. 

 

Bolsonaro (I) – Um grupo, batizado de ‘Mulheres do Sul Fluminense’, marcou para hoje, sábado, 29, uma manifestação contra Bolsonaro, candidato a Presidente da República. Será na Praça Brasil, a partir das 14 horas.

 

Bolsonaro (II) – Já o ‘Vem Pra Direita’, liderado por Hermiton Moura, vai promover amanhã, domingo, 30, a partir das 9 horas, uma caminhada de apoio a Bolsonaro. 

 

Falso – É fake o boato que circula nas redes sociais de que o Saae-VR estaria com os cofres vazios e não poderia efetuar o pagamento do 13º salário. Procurado para falar a respeito, José Geraldo, o Zeca, foi categórico. “É mentira que o 13º será parcelado e pago apenas em 2019. Vamos cumprir os nossos compromissos”, garantiu.    

 

Luz – A secretaria de Infraestrutura já investiu mais de R$ 40 mil na compra de 3.700 lâmpadas para melhorar a iluminação pública da cidade. As lâmpadas são de 100, 150, 250 e 400 watts. “A secretaria vai adquirir mais sete mil lâmpadas até o fim do ano. Nosso objetivo é oferecer mais segurança e conforto à população de Volta Redonda. Pegamos a cidade apagada e sem estoque. Devagar, vamos colocando a cidade em dia”, contou. E iluminada.

 

Pernilongo – Moradores da Vila andam perdendo o sono e culpam a secretaria de Infraestrutura. É que, com o calor, o bairro está infestado de pernilongos e à noite eles atacam a todos indiscriminadamente. A saída, dizem, seria a pasta mandar fazer uma limpeza geral nos córregos que cortam o bairro.   

 

PCCS – Não houve acordo entre a prefeitura de Volta Redonda e o Sindicato do Funcionalismo Público acerca do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, durante reunião realizada na terça, 25, no Fórum local. O governo se comprometeu, no início do ano, a ver a possibilidade de reajustar o enquadramento do PCCS dos funcionários que atualmente recebem pouco mais de R$ 130. Só que o prefeito não foi à audiência e mandou avisar que a prefeitura está sem dinheiro. Uma nova audiência deverá ser marcada.

 

Sepe – Com o resultado das negociações entre governo e Sindicato, a direção colegiada do Sepe, que vai ser reunir com o prefeito pelo mesmo motivo, ficou cabreira. Mas tem uma boa notícia. A procuradoria do município avisou que estão avançados os estudos para viabilizar o pagamento do Piso Nacional do Magistério, que é o marco zero do PCCS da categoria. Caso o piso seja pago, os professores, automaticamente, serão enquadrados na primeira referência do plano, o que seria o início da realização de um sonho antigo.

 

Dispensa – Ao ficar sem energia elétrica na manhã de quarta, 26, o prefeito Samuca Silva decidiu dispensar todos os funcionários do Palácio 17 de Julho e ainda todos os servidores da administração, pois sem luz os computadores da EPD não poderiam ser acessados e os serviços não rodariam. Ficaram todos a ver navios. O prefeito só não sabia que o seu ‘chute no poste’ (ver matéria na página 13) ia dar certo e que a Light religaria a luz em menos de uma hora. “Já era tarde”, disparou uma fonte, rindo do azar, pois àquela altura todos os servidores já estavam em casa, na rua ou no bar mais próximo tomando uma água para acalmar os nervos.  

 

Da série perguntar não ofende – Quem comanda a máfia do aluguel das (poucas) lojas no Edifício Redondo? Houve tempos em que o comércio ali fervilhava. Hoje, só fervilha à noite. 

Traição (I) – O deputado federal Julio Lopes, aquele que dizem que é um dos donos de uma emissora de rádio na região, é candidato à reeleição pelo PP. Mas anda acendendo uma vela a Deus, outra ao Diabo. Teoricamente, com direito a santinho nas ruas, o nome dele aparece ligado ao prefeito Samuca. Mas na noite de sexta, 21, seu braço direito em Volta Redonda, o vereador Mauricio Pessôa estava ao lado de Munir, que é candidato a estadual, participando de uma reunião com cabos eleitorais ligados ao ex-prefeito Neto. O próprio, inclusive, como mostra a foto, estava presente. A cara de Neto não era das melhores, mas que eles estavam juntos, isso ninguém pode negar.

 

Traição (II) – Julio Lopes também é ligado ao ex-prefeito Gotardo, que anda sumidinho da vida política desde que desistiu de se candidatar em 2018, em 2020 etc. Agora só quer saber de cuidar da Saúde…    

 

Prisão (I) – Desde sábado, 22, os candidatos às eleições de 2018 não podem ser alvos de mandados de prisão, a não ser em flagrante delito. O impedimento está garantido no Código Eleitoral Brasileiro, que veda prisões nos 15 dias anteriores ao pleito. Eles só poderão ser presos em outras circunstâncias 48 horas após as eleições.

 

Prisão (II) – Quem explica a determinação é o especialista em Direito e Processo Penal, sócio da Pantaleão Sociedade de Advogados, Leonardo Pantaleão. “Se não houver flagrante, mandados de prisão preventiva e temporária não poderão ser cumpridos a partir deste sábado, 22 de setembro”, destacou o jurista.

 

Prisão (III) – Pantaleão lembra ainda que a medida para os eleitores segue outro rito. “É importante frisar que os eleitores não podem ser presos com cinco dias de antecedência das eleições (sem flagrante) e até 48 horas pós-eleições”. Ou seja, a partir de terça, 2, nenhum eleitor poderá ser preso, sem flagrante. 

 

Entrou areia – O restaurante Toca do Pintado encerrou suas atividades em Angra dos Reis. Motivo: “Foi devido ao alto índice de criminalidade”, justificou a direção da casa ao avisar seus clientes pelas redes sociais. Deve ser muito ruim morar em uma cidade praiana e não poder ir à praia nem para comer um bom pintado, não é mesmo?

 

Sem areia – Sorte nossa é que o Toca do Pintado continua abrindo suas portas em Volta Redonda. Que continue assim!

 

Jogando pra plateia (I) – Na noite de segunda, 24, os vereadores da cidade do aço aprovaram a criação de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para apurar o que pode estar acontecendo na maternidade do Hospital São João Batista, onde quatro mortes foram registradas no mês de setembro. O projeto aprovado foi iniciativa do governista Washington Granato, presidente da Câmara. Os parlamentares de oposição adoraram. Outros, da situação, também. “Todo mundo, mesmo não querendo, quis ficar bem no filme”, analisou uma fonte. 

 

Jogando pra plateia (II) – A decisão de Granato não caiu bem no Palácio 17 de Julho, acrescenta a fonte, lembrando que o prefeito Samuca Silva, ao saber das mortes, mandou, como o aQui já noticiou, fazer uma limpa na maternidade do HSJB. Sobrou até para José Geraldo de Castro Barros, diretor da unidade, que perdeu a cadeira. Ele, e ainda uma coordenadora e um médico que trabalhavam na maternidade.   

 

Jogando para a plateia (III) – Para o cargo de diretor do Hospital São João Batista, que era ocupado por José Geraldo, o prefeito Samuca Silva decidiu promover o médico Biazi Ricieri Assis. Ele entrou para a unidade como residente, cirurgião e virou diretor.  

 

Jogando para a plateia (IV) – A saída de José Geraldo ainda não foi totalmente esclarecida, mas uma fonte do aQui garante que o ex-diretor tinha sérios problemas de relacionamento com a chefia, com os médicos e, principalmente, com o Palácio 17 de Julho.

 

Jogando pra a plateia (V) – Antes que os boatos ganhem impulso nas redes sociais e no plenário da Câmara, o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, nega que alguma bactéria possa estar por trás da morte dos bebês no Hospital São João Batista. “Isso está descartado. O hospital tem controle total sobre esse tipo de risco. Não procede esse boato”, disparou. Ainda bem.

 

Partido – Após deixar o Podemos de Romário, o prefeito Samuca Silva vem recebendo, todos os dias, ligações de caciques políticos para convidá-lo a ingressar em suas legendas. Samuca tem respondido sempre da mesma forma: que só vai pensar nisso depois da eleição.

 

Apoio – Já tem candidato a deputado pensando em rifar, logo após a eleição, um vereador de Volta Redonda. Motivo: acredita que o parlamentar esteja prometendo muito em seu nome. Vai ficar sozinho!

 

Presente de grego – O vereador Rodrigo Furtado ganhou a direção regional do PTC. O problema é que a legenda pode não eleger nenhum parlamentar e o partido corre risco de ficar sem fundo partidário para 2020. Preocupante!

 

Apreendido – O caminhão de som usado na campanha de Deley e Munir, candidatos do ex-prefeito Neto, foi apreendido na manhã de quinta, 27. O carro foi recolhido para o pátio da GM por determinação do Tribunal Regional Eleitoral. É que é necessário que os candidatos estejam no caminhão para que o veículo possa circular pela cidade. Fato que teria sido descumprido.

 

Treinamento – Um grupo com cerca de 50 voltarredondense foi para Lorena (SP), na quarta, 26, para participar de um treinamento na sede da Havan. A loja deve gerar cerca de 200 empregos na cidade do aço, a partir de novembro.

 

Desfile (I) – Para comemorar os 186 anos de criação do município, a prefeitura de Barra Mansa volta a promover na quarta, 3, a partir das 9 horas, o seu tradicional Desfile Cívico pelas Avenidas Joaquim Leite e Domingos Mariano, no Centro. O objetivo é resgatar a tradição e valorizar o sentimento de amor do cidadão à cidade. “O desfile cívico é um momento que nos permite resgatar a memória cultural da cidade, proporcionando um ambiente de companheirismo, unindo poder público com sociedade civil. Buscamos incentivar, apoiar e resgatar valores como esses”, avaliou o prefeito Rodrigo Drable, aproveitando para agradecer as instituições que se dispuseram a participar do evento.

 

Desfile (II) – O desfile vai começar com a participação da Banda Sinfônica do projeto Música nas Escolas, acompanhada da Guarda Mirim, Guarda Municipal, Tiro de Guerra, Polícia Militar, Corpo de Bombeiro e Banda Marcial. As secretarias Municipais de Saúde, Educação, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Rural, Meio Ambiente, Assistência Social, Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Susesp (Superintendência de Obras e Serviços Públicos), dentre outros órgãos públicos também participam.

 

Vacinação – A Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental de Barra Mansa vacinou mais de 7,3 mil animais na primeira etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica na zona urbana. A segunda etapa será realizada neste final de semana, contemplando os bairros da Região Leste.

Na feira (I) – Candidato a deputado estadual por Barra Mansa, Bruno Marini (PSD) tem circulado pelas cidades da região e esteve no domingo, 23, na feira livre do Mercado Municipal de Valença. Na ocasião, lembrou do início de sua carreira profissional, quando trabalhou como entregador no Mercado Municipal de Barra Mansa. “As feiras têm cheiro de infância. Ainda jovem, comecei a trabalhar como entregador no mercado da minha cidade. Gostava muito do que fazia, pois era o que garantia algum recurso para os meus gastos pessoais. O domingo era e continua sendo o dia de ir à feira na companhia dos pais. Isso sem falar no reencontro de amigos que acontece no local e nos abraços cheios de carinho”, destacou.

 

Na feira (II) – Bruno comentou a respeito da cadeia produtiva que existe por trás das feiras. “Muitas feiras fomentam a agricultura familiar. São dezenas de pessoas que retiram do trabalho na lavoura o sustento, de maneira digna e honesta, de seus filhos, netos e demais integrantes da família. Em alguns casos, acabam empregando pessoas da própria localidade rural. A prática acaba incentivando as pessoas a permanecerem no campo, evitando o êxodo para as cidades, que neste momento, enfrentam a crise do desemprego”, disse o candidato.

 

Dia do Idoso – Na segunda, 1, a partir das 11 horas, será realizado um almoço, na base do 0800, em homenagem aos idosos amparados pelo Lar Vovó Ássima e Vovô Elias Zarur, da Legião de Boa Vontade em Volta Redonda. A confraternização pelo Dia do Idoso será no restaurante Paulo do Peixe e os idosos não vão gastar nada. Será cortesia da casa.

 

Massinhas – Amanhã, domingo, 30, a partir das 16 horas, o Sider Shopping vai promover a “Oficina de Slime” para a garotada de 6 a 13 anos. Funcionará assim: a praça de alimentação será transformada em uma arena para receber as crianças, que serão divididas em turmas, cada uma com 10 integrantes, que irão aprender a trabalhar, gratuitamente, com massinhas usando diversos moldes, em horários alternados até as 19 horas. Importante: a participação será por ordem de chegada e a criança terá que estar acompanhada do responsável.

 

Pedestal (I) – Alguns integrantes do governo Samuca precisam entender que eles não foram eleitos para nada. Samuca é que foi, e eles representam apenas a administração democraticamente eleita. E que as críticas  têm que existir, pois, além de fazer parte do jogo democrático, ajudam a corrigir rumos errados. Portanto, as demandas da imprensa ou da população devem ser respondidas a contento, de forma clara, direta e transparente. E no tempo certo. Se eles não sabem, isso é profissionalismo; qualquer coisa diferente é empulhação.

 

Pedestal (II) – Posturas arrogantes e acusatórias de quem não tem ‘a caneta’ não pegam bem nos dias de hoje, mais que nunca. No mais, é que como dizia São Tomás de Aquino: “A humildade é o primeiro degrau para a sabedoria”.

Fogo – Um grande incêndio atingiu a área da Rodovia do Contorno durante quase todo o dia e a noite de quarta, 26, em Volta Redonda. As labaredas podiam ser vistas de longe e a fumaça assustava quem passava de carro pelo local. O pior é que a ocorrência está se tornando corriqueira. Uma tristeza.

Precatórios – A prefeitura de Volta Redonda vai gastar pelos próximos 12 meses a quantia mensal de R$ 2 milhões, perfazendo R$ 24 milhões no total. A despesa é referente a precatórios, cuja soma chega a R$ 140 milhões. Dívidas deixadas por diversos ex-prefeitos, é bom que se diga.

 

Construção Civil (I) – O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Volta Redonda e região assinou a convenção coletiva de trabalho 2018/2019 da categoria. Os reajustes foram de 4% para os pisos da tabela salarial e de 3,53% para quem ganha acima dos pisos, retroativos a 1º de julho. Outra conquista foi o aumento de 10% na cesta básica, ficando em R$ 242,00 para trabalhadores que atuam dentro das indústrias e em R$ 157,30 para os que atuam fora das indústrias.

 

Construção Civil (II) – De acordo com o presidente do sindicato, Sebastião Paulo de Assis, as negociações foram positivas. “Mesmo enfrentando um período de retirada de direitos, com sindicatos em todo o país fechando seus acordos abaixo do INPC, nossa entidade demonstrou resistência nas negociações e conseguiu fechar a convenção acima da inflação acumulada e com ganho real para o trabalhador”, ressaltou, lembrando ainda que, além dos reajustes, o sindicato conseguiu manter  os  benefícios de convenções coletivas anteriores, como  vale-refeição, PLR, entre outras cláusulas, que vão beneficiar cerca de  oito mil trabalhadores da região. A tabela com os pisos salariais está disponível no site www.sindicatocivilvr.com.br.

 

Deixe uma resposta