Geral 1261

A Unimed Volta Redonda, para quem não sabe, mantém quase dois mil empregos diretos, mil indiretos e conta atualmente com mais de 67 mil clientes. É hoje uma das maiores empregadoras da cidade do aço, sendo ainda uma das maiores pagadoras de impostos aos cofres do Palácio 17 de Julho. Tudo isso, é claro, impacta diretamente no desenvolvimento socioeconômico de Volta Redonda, que acaba de completar 67 anos de vida. Tem mais. Em março, injetou mais de R$ 7 milhões na economia local por meio do PPR (Programa de Participação de Resultados).
“Temos um grande compromisso com a contratação de mão de obra local e em fazer com que o capital da nossa Unimed seja investido na cidade. Nossas conquistas são fruto da capacitação e desenvolvimento dos nossos 469 médicos e dos colaboradores. Acreditamos nas pessoas e investimos na geração de competência, nos orgulhamos em formar, reter talentos e promover uma troca de saberes, contribuindo assim para o desenvolvimento e crescimento dos nossos profissionais”, explicou o presidente da Cooperativa, Luiz Paulo Tostes Coimbra.
A Unimed Volta Redonda surgiu em 28 de setembro de 1989 e 32 anos depois se expandiu para a região da Costa Verde, mais especificamente para Angra dos Reis e Paraty. A rede credenciada das três cidades tem um total de 117 clínicas, laboratórios e hospitais para atender aos clientes.
Na Cidade do Aço, a estrutura conta com um hospital de alta complexidade (ver foto) que é referência em todo o estado. A unidade é um dos quatro hospitais em todo o Rio com autorização para fazer transplante de medula óssea. E é o único fora da Região Metropolitana. Tem também um completo centro de oncologia que atende o paciente do diagnóstico ao tratamento.
Além do Hospital de Volta Redonda, a estrutura da Cooperativa tem ainda o Centro Cuidar – Unidade de Atenção à Saúde – nos bairros Casa de Pedra e Retiro, Instituto Lóbus e um Pronto Atendimento também no Retiro; o Hospital Litoral e Centro Cuidar, em Angra dos Reis, e uma Unidade de Atenção à Saúde em Paraty. Todos atendem clientes Unimed, particular e de outros convênios.
E os investimentos não param por aí. A Cooperativa montou um Núcleo de Inovação chamado Octo 2 para criar uma cultura de inovação, trabalhar novas ideias e o aprimoramento de processos que facilitem e simplifiquem a vida dos clientes.
O Sindicato do Comércio Varejista de Bens e Serviços de Volta Redonda vai realizar dois cursos on-line gratuitos, com 30 vagas cada, nas áreas de Marketing Digital e Controle de Custos Fixos e Variáveis. Os interessados deverão possuir renda per capita de até dois salários mínimos. Mais informações em (24) 3347-1330.

A prefeitura de Barra Mansa lançou mais um vídeo do projeto Afrosaberes, desta vez com a temática “Quantas cientistas pretas você conhece? Vamos conhecê-las?”. Neste episódio é apresentada a história de vida de cinco profissionais que revolucionaram a ciência através de suas descobertas incríveis, além de um jogo para que os alunos se divirtam no final.
O tema foi escolhido para marcar a data do ‘Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha’, e o vídeo é apresentado por Jessilaine Xavier, escritora do livro “Quantas Cientistas Pretas Você Conhece?”, graduanda em Biologia do UGB e colaboradora do Afrosaberes.
Deviane da Costa, gerente de Promoção da Igualdade Racial, comenta o projeto. “O Afrosaberes é um importante marco da gerência de Promoção da Igualdade Racial e da Fundação Cultura Barra Mansa como um projeto que está sempre se reinventando para atender as crianças e jovens das escolas do município, com um conteúdo diverso e estratégico, que trabalha a igualdade racial e a luta contra o racismo e a discriminação”, disse.
O Projeto Afrosaberes acontece desde 2018 e tem o objetivo de propor uma reflexão aliada a ações culturais de música e arte, dialogando sobre temas como igualdade, identidade, diversidade cultural, discriminação racial e representatividade. As atividades, que antes aconteciam presencialmente em toda a rede de ensino do município, além de outras instituições, vêm sendo realizadas de modo on-line. Link da segunda edição do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=DeQ4aHaQi0c

Com o início das Olimpíadas de Tóquio, a prefeitura de Volta Redonda decidiu retomar com as aulas de Badminton. Elas serão realizadas no ginásio poliesportivo do Santo Agostinho, das 8 às 10 horas e poderão ser frequentadas por qualquer morador com mais de 6 anos, desde que não tenha uma contraindicação, como destaca a professora Andrea Giovanna Dias Rodrigues.
Para quem não sabe, Volta Redonda chegou a levar atletas para participar de competições estaduais, nacionais e até sul-americanas. O atleta e cofundador da Equipe MJ Badminton de Volta Redonda, Bruno Lopes, foi um dos treinadores e, além de competir, integra a equipe de estagiários da Smel que trabalha no projeto de retomada das aulas. “Sou atleta de Badminton há cerca de 20 anos e treinador há 14 anos. É uma satisfação muito grande poder dividir o que sei”, comentou.
Os interessados devem fazer a inscrição no próprio ginásio, com os professores no horário das aulas. O material é disponibilizado pela Smel e todos os protocolos de segurança estão sendo seguidos.

A subsecretaria de Juventude, Esporte e Lazer de Barra Mansa promove amanhã, domingo, 25, o ‘Treinão Barra Mansa’, uma corrida com um percurso de 13 quilômetros que acontecerá no distrito de Rialto. A largada será às 8 horas. Todos os participantes do evento ganharão medalhas.

Para minimizar os impactos psicológicos causados pela falta de visitas (e carinhos), além de eventos culturais, e valorizar a história de vida dos idosos, vários artistas fluminenses se juntaram em uma corrente do bem. Trata-se da ação intitulada “Projeto Cultural Atitude”, conta Tiago Dumard, produtor Cultural do projeto. Segundo ele, desde o começo do ano são realizadas videochamadas com moradores de 14 lares de idosos do estado do Rio, a fim de levar alegria e arte para essas pessoas, já que as visitas não podem acontecer presencialmente devido a pandemia da Covid-19.
A iniciativa deu tão certo que resultou em um livro intitulado “Fábrica de Poesias – Letra de Idosos”, com textos inspirados na história de vida de cada um desses velhinhos. Entre as novidades do livro estão os QR CODES, em que através deles o leitor poderá conhecer idosos que inspiraram a obra e acompanhar um belo “Sarau Acessível”, no qual o próprio autor declara as poesias ao som da trilha sonora especialmente criada para o projeto. Tudo isso com tradução em libras.
Aos interessados, o e-book está disponível para download gratuito através das redes sociais do Projeto Cultural Atitude. Para quem prefere o bom e velho livro de papel, é possível trocar seu exemplar por fralda geriátrica em várias instituições, como no Lar ILPI Asilo Nicolino Gulhot para Velhice Desamparada, localizado em Resende, ou no Lar dos Velhos de Conservatória, em Valença.

 

Os moradores de Volta Redonda, principalmente os que utilizam a rede de assistência social do município, poderão fazer seus documentos pessoais de forma gratuita entre os dias 26, segunda, e 30, sexta, das 9 às 16 horas. A iniciativa é do projeto ‘Plantando Cidadania’, da secretaria de Ação Comunitária. Entre os documentos que poderão ser feitos, estão: carteira de identidade, CPF, certidões de nascimento, casamento e óbito, além do certificado de reservista. As pessoas deverão procurar os Cras, os Creas e o Centro Pop.

Deixe uma resposta