terça-feira, abril 16, 2024
CasaGERALGentileza

Gentileza

Bienal do Livro terá apoio e patrocínio do grupo CSN e da prefeitura de Volta Redonda

Até há bem pouco tempo, os organizadores da Bienal do Livro de Volta Redonda viviam na pior, tendo que, às vezes, implorar para poder executar o projeto de levar cultura à população da cidade do aço e municípios vizinhos. Pois bem. Isso vai mudar. Prova é que a 5a Bienal, evento do Instituto Dagaz, que será realizada nos dias 4, 5, 6 e 7 de abril, na Ilha São João, conta com patrocínio da CSN e apoio da prefeitura local.
Com o tema ‘Gentileza Gera Gentileza’, o evento contará com mais de 100 atrações culturais e literárias, incluindo uma apresentação do grupo ‘Tambores de Aço’, da Funda- ção CSN, marcada para o dia 5, às 18 horas, com entrada gratuita. “O grupo vai dialogar diretamente com o público jovem”, promete Letícia Costa, coordenadora do ‘Tambores de Aço’.
A 5a Bienal do Livro também fará uma homenagem a José Datrino, conhecido como ‘profeta Gentileza’, personalidade urbana carioca, que se tornou conhecido na década de 80 por fazer inscrições peculiares sob um viaduto no Rio de Janeiro. Quem visitar o pavilhão da Ilha São João poderá participar de palestras, debates e curtir os lançamentos de livros e estandes de livrarias e editoras. O evento oferecerá, ainda, uma variedade de atividades distribuídas em cinco espaços distintos: Jovens & Professores, Mesas de Debate, Infantil/Saraus, Palco Gentileza e Palco Principal. Serão quatro dias repletos de troca de conhecimento, atrações e diversão para os visitantes.
Ao todo, a Bienal terá 40 expositores, mais de 45 contadores de histórias e cerca de 60 escritores, com lançamentos e atrações como Elisa Lucinda, As Pretinhas Leitoras, Grupo Musical Violúdico, Sérgio Vaz, Nivaldo Brito, Xemalami. Terá ainda intervenções teatrais e a participação de 10 grupos artísticos dos mais variados estilos, desde o samba de raiz, com Herdeiras do Samba, Renato da Rocinha, Juremeiros, Master do Samba, sertanejo Noelle e Junior e Alesandro Rios, até grupos infantis, como Macaco Prego.
“A Bienal se torna referência ao trazer nomes importantes da literatura nacional, em especial ligados à cultura e à arte periféricas, contribuindo para uma programação diversa e plural”, comenta André Leonardi, gerente-geral da Fundação CSN. Neste ano, por exemplo, destaca, estarão presentes nomes como Sérgio Vaz e Nibrisanti. “Mesmo num mundo das telas em que vivemos atualmente, o livro físico e a literatura seguem tendo valor enquanto formadores e expoentes da cultura. É uma honra para a Fundação CSN ser parceira da Bienal e, especialmente neste ano, também parceira da programação cultural”, pontuou.
Leonardi vai além. Destaca a parceria entre a Fundação CSN e o Dagaz, “instituição referência em Volta Redonda e no Sul Fluminense, na cultura, no esporte, na assistência social e que se baseia sempre em produções de grande qualidade, das quais nos orgulhamos”, disse, lembrando que os arigós que foram produzidos dentro do Polo de Street Art também serão estrategicamente distribuídos pela Ilha São João.

Presença de estudantes
A Secretaria de Educação de Volta Redonda está convocando as escolas da rede municipal para inscre- verem seus alunos para visitarem a 5a Bienal do Livro de Volta Redonda. “A Bienal é um momento único, que integra os estudantes e facilita o acesso a um conteúdo rico em conhe- cimento para esses jovens que estão em pleno desenvolvimento. Peço às unidades da nossa rede que busquem inscrever seus alunos. O incentivo à leitura é fundamental para estimularmos nossos estudantes, e a bienal contribui para tornarmos a educação cada vez mais atraente e acessível a todos”, justificou o secretário de Educação, Sérgio Sodré.

As inscrições para agendamento
das escolas vão até o dia 3 de abril. O professor responsável ou diretor da unidade educacional pode realizar a inscrição pelo telefone (24) 3013- 0519, agendando horário e dia disponíveis (4 e 5 de abril – quinta e sexta-feira, das 9h às 22h), já que as vagas são limitadas. “É importante que as escolas façam o agendamento o quanto antes para garantir as vagas. O evento será totalmente organizado e conta com a produção de mais de 200 profissionais. São esperadas escolas de todo o estado, principalmente de Volta Redonda e cidades vizinhas”, afirmou a organizadora da Bienal, Marinez Fernandes.
A organização da Bienal explica que os responsáveis devem levar as crianças uniformizadas e identificadas, e qualquer dúvida pode ser tirada por meio do telefone de contato da produção do evento: (24) 3013-0519. Ao participarem da Bienal do Livro, os alunos terão a oportunidade de se envolver em diversas atividades, como palestras, oficinas, exposições e encontros com autores, proporcionando um ambiente de troca de conhecimentos e experiências literárias e culturais.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp