Evitando a caspa

Estamos há menos de duas semanas do início do inverno, mas já estamos começando a sentir as mudanças climáticas que, literalmente, afetam a pele. É a época das dermatites, dentre elas, a seborreica.

 

A dermatite seborreica, que na sua apresentação mais branda também é conhecida como caspa, é uma doença crônica, não contagiosa – muito comum nos consultórios dermatológicos. 

 

Engana-se quem pensa que ela esteja relacionada à má higiene. Na verdade, ela pode surgir por uma série de fatores, como estresse, alterações hormonais e condições climáticas. 

 

No inverno, por exemplo, onde predomina o clima seco e frio, ela surge porque a pele do couro cabeludo fica ressecada e tende a descamar com maior intensidade. Aliado à descamação, as glândulas sebáceas aumentam a produção de sebo, favorecendo o surgimento do problema.

 

Apesar de ter um caráter recorrente, algumas medidas podem ajudar na sua prevenção, como:

  • Evitar banhos quentes
  • Usar um tipo de shampoo adequado para seu tipo de cabelo e lavá-lo regularmente. Se for oleoso, deve-se lavar com maior frequência para diminuir a concentração da oleosidade e das células mortas.
  • Não exagerar no creme de pentear e não aplicá-lo no couro cabeludo
  • Diminuir a temperatura do secador de cabelo
  • Evitar o uso de objetos que abafem o couro cabeludo, como bonés, gorros e capacetes.

 

Caso o problema persista, deve-se consultar um dermatologista para que ele avalie o seu caso e indique o melhor tratamento.

Perfil - Dr AndréDr. André Bahia é médico com pós-graduação em Dermatologia e Tricologia Médica, CRM 52.87713-1. Atende no Centro Médico, ao lado do Hospital Vita (24) 2102-0088 / Centro de Saúde Renascer (24) 3343-2150 / Rio Medical Center (24) 2108-0030. Instagram @drandrebahia

Deixe um comentário