… em março

A prefeitura de Barra Mansa, por meio da secretaria de Ordem Pública, está pronta para voltar com o estacionamento rotativo do município. A previsão, de acordo com o prefeito Rodrigo Drable, é de que o sistema entre em operação já na próxima segunda, 2. “Nós resolvemos esperar passar o Carnaval para retomar o rotativo, que será realizado pela própria prefeitura. A gente fez um estudo para avaliar a possibilidade de ter uma empresa terceirizada operando o sistema. Concluímos que o serviço vai gerar rentabilidade, já que toda empresa visa ter lucro. Essa rentabilidade pode ser usada a favor do município, em investimentos nas vias públicas e mobilidade urbana, como pintura de faixas, substituição de placas e reformas de sinais. Por isso, decidimos que a Prefeitura irá gerenciar e operacionalizar o novo rotativo”, afirmou Rodrigo.
Ainda segundo o chefe do Executivo, o estacionamento rotativo vai gerar mais oportunidades de trabalho para os barramansenses. “Estamos contratando com carteira assinada, num primeiro momento, 20 operadores. Mas a ideia, no prazo de até dois meses, é ampliar esse quantitativo para 70. Em uma cidade como Barra Mansa, 70 pessoas contratadas no regime CLT é um negócio muito bom”, pondera.
O estacionamento rotativo será operacionalizado pela secretaria de Ordem Pública, com apoio do Coortran (Coordenadoria de Trânsito e Transporte) e da Guarda Municipal. O custo da tarifa será de R$ 2 a hora. O limite de permanência, conforme o secretário de Ordem Pública, Luiz Furlani, será de duas horas. “No primeiro mês vamos realizar uma campanha sobre o uso consciente das vagas. Somente a partir do segundo mês serão adotadas medidas coercitivas para aqueles que fizerem o uso inadequado do estacionamento”.
Furlani disse ainda que a primeira etapa do serviço contemplará as ruas de maiores demandas de vagas no Centro. Essas vagas serão amplamente divulgadas. “Numa segunda etapa, vamos contratar 50 novos operadores, por meio de processo seletivo, permitindo assim a expansão do serviço para 100% das vias públicas que demandam ou tenham necessidade do rotativo, atendendo outras áreas como o Ano Bom e Vila Nova. A previsão é gerar de 700 a mil vagas para os veículos. Deste total, 10% são destinadas para idosos e pessoas com deficiência”, concluiu.

Deixe uma resposta