sábado, fevereiro 24, 2024
CasaGERALCurtas

Curtas

‘Pomar Popular’
O Viveiro Municipal de Mudas, localizado no Santa Cruz, foi reinaugurado no sábado, 16, e batizado com o nome do ex-presidente da Associação de Moradores do bairro, Benedito Marinho Jorge, o Seu Bené, falecido em 2020, vítima da Covid-19. O local recebeu diversas melhorias feitas pela equipe do Departamento de Parques e Jardins, da secretaria de Infraestrutura (SMI), além da ampliação das espécies frutíferas, que permitirá o retorno do projeto ‘Pomar Popular’, criado pelo prefeito Neto em seu primeiro mandato, há 25 anos.
A reinauguração fez parte das atividades do governo Neto pelos 68 anos de Volta Redonda, celebrados no domingo, 17, com a presença de familiares do homenageado. “O Bené sempre brigou pelo bairro. É uma honra muito grande poder inaugurar este espaço que hoje leva o nome dele. Volta Redonda tem um povo diferente, é um povo que acredita e ama essa cidade”, disse o prefeito. Ana Paula Costa Jorge, filha do seu Bené, estava emocionada com a homenagem. “É com muita alegria que estou aqui. Meu pai era muito querido por todos e amava este bairro. Eu e meus familiares estamos muito felizes com essa homenagem”, disse.
A reinauguração do viveiro faz parte do projeto ambiental ‘Florestas de Volta’ – que promove o plantio de mudas e educação ambiental nas escolas, tornando possível a recuperação de áreas públicas degradadas e a prevenção de deslizamentos em áreas de encosta e sem vegetação.
Titular da secretaria de Infraestrutura, Poliana Moreira entende que os pomares urbanos têm um papel importante na conquista da qualidade de vida da população. “Esse viveiro já existia, mas ficou quatro anos abandonado. Hoje estamos inaugurando-o com algumas novidades. Como é o caso das trilhas: são seis agora para poder promover a integração entre crianças e idosos de Volta Redonda. Vamos receber essas pessoas para plantar e ter mais informações sobre educação ambiental. Contaremos com o retorno do programa ‘Pomar Popular’, que visa o plantio de árvores frutíferas em áreas da cidade. Além de promover a qualidade de vida dos moradores, queremos contribuir para o crescimento de áreas verdes no perímetro urbano de Volta Redonda”, destacou.
De acordo com Pedro Dias, técnico agrícola e responsável pelo viveiro, a SMI promoverá visitas guiadas no espaço, a fim de proporcionar uma consciência ambiental. Elas poderão ser feitas das 7 às 17 horas, de segunda a sexta. “A gente vai fazer um esquema de agendamento, através da SMI, para poder trabalhar com escolas a consciência ambiental dos alunos. O viveiro conta com área para piquenique dentro da mata para visitantes. As crianças e a melhor idade vão poder plantar e levar mudas para casa”, prometeu.

Caravana Pet
O ‘Caravana Pet’, que oferece castrações a cães e gatos de forma gratuita, fez as primeiras 16 cirurgias do projeto itinerante na segunda, 18. A iniciativa beneficiará 200 animais até agosto e faz parte de uma série de ações do governo executadas através do ‘Cidadania Animal’, que visa bem-estar e saúde animal.
O ‘Caravana Pet’ acontece através do Instituto Casa do Pai, por intermédio do vereador Vander Temponi, e é financiado por uma emenda parlamentar do deputado federal Delegado Felício Laterça. A Prefeitura de Volta Redonda apoia a ação, cedendo o espaço, tendas e cadeiras.
“Acabamos de concluir o processo licitatório do Castramóvel, que deverá chegar no próximo mês. Além disso, o município vai ganhar também o Hospital Veterinário do Médio-Paraíba. Nosso objetivo é cuidar cada vez mais dos animais e da população da nossa cidade. Queremos ser referência na questão animal, assim como já somos em outros segmentos”, comemorou o prefeito Neto.
A coordenadora da Vigilância Ambiental e responsável pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), Janaína Soledad, disse que as castrações são o grande pilar da proteção animal. “Ela auxilia no combate aos maus-tratos (minimizando o abandono) e na saúde dos animais e das pessoas, diminuindo a possibilidade de transmissão de doenças dos animais”, pontua.
O vereador Vander Temponi disse que as castrações têm como objetivo diminuir a superlotação de animais. “Sabemos que o controle populacional de cães e gatos reflete diretamente na diminuição de maus-tratos, abandonos e de doenças infecciosas transmitidas entre animais e pessoas. Além disso, esse projeto irá desafogar um pouco a demanda do Centro de Controle de Zoonoses”, crê Temponi.

Projetos para PCDs
Ainda como parte da programação pelos 68 anos de Volta Redonda, o governo Neto inaugurou na sexta, 15, na sede da secretaria para Pessoa com Deficiência (SMPD), na avenida 17 de Julho, no Aterrado, uma biblioteca para deficientes visuais e uma central de atendimento para usuários surdos. Aproveitou a cerimônia para entregar as carteirinhas especiais de identificação de autistas.
O vice-prefeito, Sebastião Faria, presente ao evento, lembrou que o município foi pioneiro com a criação da secretaria Municipal para Pessoa com Deficiência (SMPD), no ano passado, medida que já garantiu avanços para fazer de Volta Redonda uma cidade cada vez mais inclusiva. “Ainda em 2021, iniciamos a primeira turma para o curso superior de Administração adaptado para pessoas com deficiência, em parceria com o UGB, abrimos vagas no mercado de trabalho contratando deficientes para atuar na digitalização do arquivo da prefeitura e conseguimos auxílio junto ao Ministério do Trabalho para os PCDs conseguirem emprego, além dos sinais de trânsito sonoros que implantamos. E hoje, em celebração ao aniversário da cidade, avançamos ainda mais na questão da acessibilidade com estas inaugurações, que vão ao encontro do que pensamos sobre a inclusão para nossa cidade”, destacou.
A biblioteca inaugurada ganhou o nome da ex-secretária de Educação de Volta Redonda, Therezinha dos Santos Gonçalves Assumpção, a Tetê. “É uma causa, uma bandeira que ela apoiava e lutava bastante. Toda a família está muito feliz com a homenagem e temos certeza que ela também está”, agradeceu a Luiz Paulo de Souza Assumpção, que estava ao lado do irmão da professora, Ricardo dos Santos Gonçalves, e da sua nora, Vitória Gomes Coelho.
Os primeiros livros da nova biblioteca serão Bíblias em braile, doadas pelo coordenador de projetos sociais da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Dani Paes. Outros materiais inclusivos irão chegar nos próximos dias.
A biblioteca irá funcionar de segunda a sexta, das 9 às 17 horas, e não é necessário agendar horário para visitas.
Central de atendimento
Secretário da pasta, o vereador licenciado Washington Uchôa explicou como irá funcionar a nova central de atendimento para usuários surdos. Através dela, segundo ele, será possível, por exemplo, acompanhar consultas médicas através de uma chamada de vídeo por tablet ou celular, já que um profissional estará na sede da pasta realizando a tradução em libras, ajudando na comunicação entre paciente e médico.
“É com muita felicidade que ampliamos o atendimento aos surdos com uma central de atendimento exclusiva para eles na secretaria. Além disso, lançamos o curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais) desde o ano passado para ampliar a divulgação na sociedade e facilitar a comunicação dos surdos em diversos setores”, afirmou Uchôa.
O agendamento para a utilização da Central de Atendimento para Surdos pelos telefones (24) 99973-2565 ou (24) 99251-2975.
Carteirinha
No evento, cinco mães receberam as primeiras carteirinhas de identificação para crianças autistas. As identificações fazem parte de uma lei federal, que facilita o atendimento aos usuários. Elas contêm informações pessoais dos usuários, como a classificação do autismo, seu CPF, data de nascimento, tipo sanguíneo e contato dos responsáveis, além de um QR Code com a rede de atendimento e as leis sobre autismo.
Uma das contempladas com a carteirinha foi Marcia Simone Alves, de 50 anos, mãe de Breno Alves, de 25 anos, que tem autismo grau 3. “A carteirinha surgiu através de uma conversa minha e de uma outra mãe, a Renata, com o pastor Washington. Estudamos a lei federal e vimos a necessidade de implementar aqui em Volta Redonda também. Diariamente, enfrentamos inúmeras barreiras, precisamos andar com uma pasta com muitos laudos, documentos e agora isso tudo estará apenas na carteirinha. Com certeza vai facilitar o acesso aos direitos, além de aumentar também a acessibilidade no nosso dia a dia”, ressaltou Márcia, lembrando que, pelo QR Code da carteirinha, é possível ir adicionando documentos caso necessário.
O vereador Betinho Albertassi, também defensor da causa, criou um projeto que correu junto com os planos do Executivo em criar a carteira. Ele se disse satisfeito em ver a rapidez com que o prefeito Neto colocou a ideia em prática. “Como autor do projeto de lei que criou o CIPTEA – Carteira de Identificação da Pessoa com TEA no município, fico muito feliz com a celeridade do processo. O CIPTEA garante atenção integral e prioridade no atendimento em geral. Estamos caminhando em projetos para melhorar a qualidade de vida das pessoas e das famílias com transtorno do espectro autista”. destacou.
Para solicitar a sua identificação, os responsáveis das crianças devem ir até a sede da secretaria e preencher uma ficha. Mais informações podem ser obtidas pelo número (24) 3339-9031.
Foto: Geraldo Gonçalves

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Todo carnaval tem seu fim

Depois de quarta

‘Prevenir’

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp