quarta-feira, maio 29, 2024
CasaEditoriasEspecialConselheiro Tutelar mais votado de VR diz que não será candidato em...

Conselheiro Tutelar mais votado de VR diz que não será candidato em 2024

Dividido entre o dever legal e os valores religiosos, conselheiro tutelar mais votado de Volta Redonda afirma que seguirá as leis dos homens e que não será candidato em 2024

Por Vinícius de Oliveira

Embora as eleições para o Conselho Tutelar tenham ocorrido há pouco mais de um mês, muitos continuam intrigados com o que podemos esperar dos novos conselheiros, especialmente em Volta Redonda, onde o movimento conservador, apoiado por uma campanha massiva de líderes religiosos, garantiu pelo menos quatro cadeiras no colegiado para evangélicos. Isso inclui Thiago Brum, o mais votado com 935 votos, frequentador da Igreja Batista Central e funcionário público federal.
Brum, que se prepara para assumir o cargo em 2024, chamou a atenção não apenas pela votação expressiva, mas também por seu posicionamento em defesa da tradicional família brasileira, bem como dos princípios exclusi- vamente cristãos. “Para honra e glória de Deus, fui o candidato mais votado em Volta Redonda. Isso não é para minha honra, mas para honra de Deus. Minha campanha tratava de valores, princípios, de pessoas que valorizam os valores bíblicos, cristãos e conservadores, pessoas que valorizam a família e não distorcem valores na cabeça de crianças”, disse Thiago em um vídeo em suas redes sociais.
Apesar disso, em entrevista ao aQui, o futuro conselheiro – que já foi candidato a vereador (2020) pelo PRTB, com o apoio de figuras da extrema direita como Cristina Bolsonaro, Hermiton Moura e até Daniel Silveira (ex-deputado federal) – prometeu que sua orientação não será a Bíblia, mas sim a lei. “Minha atuação no Conselho Tutelar será estritamente fundamentada na Constituição da República, no ECA e nas leis relacionadas ao universo infanto-juvenil. Meu compromisso é garantir que cada ação seja guiada pelo respeito às normas legais que protegem os direitos das crianças e adolescentes”, assegurou.
Embora tenha mantido uma postura equidistante para responder às perguntas e evitar polêmicas, como a do aborto, Brum deixa transparecer seu posicionamento religioso. “Minha atuação será orientada pelo Código Penal Brasileiro, pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e, acima de tudo, pela Constituição Federal, que assegura o direito inalienável e universal à vida”, assegurou.
Quanto à possibilidade de atender mães solteiras em situação de vulnera- bilidade, possíveis vítimas de abusos sexuais, físicos e econômicos por parte de maridos ou namorados, casos co- muns que são atendidos no Conselho Tutelar, Brum, defensor do que chama de “alta cultura”, afirma que pretende abordar cada situação de maneira
específica, mas, para isso, precisa se familiarizar com o funcionamento do colegiado. “Ao assumir o cargo, tomarei conhecimento sobre os instrumentos legais e recursos disponíveis no Conselho Tutelar de Volta Redonda, bem como nas diretrizes institucionais. Isso me permitirá abordar as demandas que sur- girem de maneira adequada e personalizada, atendendo às necessidades de cada caso”, garantiu.
O futuro conselheiro expressa o mesmo compromisso em relação aos casos envolvendo crianças e adolescentes usuários de drogas que possam requerer ação do CT. “Reforço a importância do compromisso de adquirir pleno conhecimento dos recursos e diretrizes legais disponíveis no Conselho Tutelar. Esse compromisso é fundamental para garantir uma atuação eficaz e justa em cada caso que chegar às minhas mãos”, ressaltou Thiago Brum.
Quanto à possibilidade de se candidatar novamente a vereador em 2024, aproveitando a fama de conselheiro mais votado e o evidente interesse dos conservadores em estabelecer uma hegemonia política no país, principalmente com a intenção de manter viva a influência bolsonarista, Thiago a descarta. “Minha missão está em concluir meu mandato como conselheiro tutelar, para o qual fui eleito. Estou comprometido em cumprir essa responsabilidade com dedicação e integridade”, pontuou.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp