Coluna Social

whatsapp_image_20180130_at_20_1517439967.45.31

O governador Luiz Fernando Pezão e a primeira-dama Maria Lúcia Horta Jardim participaram na terça, 30, da reinauguração do Casarão Cultural Memórias do Vale do Café, do Paraíba e dos Tambores, imóvel tombado pela prefeitura de Piraí e que estava fechado há quatro anos. O prédio, que faz parte do patrimônio histórico, cultural e arquitetônico da cidade, passou por obras de restauração e reabriu ao público como um novo ponto turístico da região.

Com a reforma do sobrado de dois andares, localizado no distrito de Arrozal, o Casarão volta a oferecer atividades coordenadas pela Pastoral da Criança, como rádio comunitária, oficinas de artesanato, cerâmica e aulas de jongo, entre outras. A nova sede ganhou ainda novos espaços como o auditório, sala multiuso, salas de exposição temporárias, área externa e anfiteatro.

“Estou muito feliz de, no meu último ano de governo, poder participar de um projeto desses, do restauro de um prédio tão importante, num distrito que está crescendo e que vai crescer muito mais. Aqui é um símbolo não só de Arrozal como da cidade de Piraí e de toda a região. Tenho certeza que vai virar um ponto turístico extraordinário”, destacou Pezão.

 

Durante o II Encontro de Gestores de Políticas Públicas para Mulheres do Médio Paraíba, realizado na quinta, 1º, no Parque Ecológico Municipal de Saudade, a secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de Barra Mansa anunciou a criação de um abrigo regional para atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica, conforme foi estabelecido durante a primeira edição realizada em Resende, em janeiro. O abrigo deve ficar em Volta Redonda, que já disponibilizou um espaço para a instalação da unidade.

Com objetivo de dar mais qualidade de vida para crianças e adolescentes, que vivem em vulnerabilidade social, a prefeitura de Volta Redonda oferece o serviço ‘Família Acolhedora’. O objetivo é preparar famílias para acolherem, por um determinado período, crianças e adolescentes que foram afastadas provisoriamente do convívio de seu lar de origem, por meio de medida protetiva.

O projeto já beneficiou oito crianças e adolescentes, sendo que duas foram encaminhadas para adoção e seis reintegradas às suas famílias. Atualmente quatro crianças estão acolhidas através do serviço. “É a primeira vez que estou acolhendo crianças, é muito bom. Exige dedicação, e tem todo um processo de adaptação tanto das crianças quanto nosso também. Eu tinha na minha cabeça essa ideia de ajudar o próximo. Conheci esse projeto e me capacitei para acolher”, disse Isis Lassarote, que acolhe há três meses dois irmãos, um de 10 anos e outra de 6 anos.

Vale destacar que as famílias acolhedoras podem abrigar as crianças e adolescentes por no máximo um ano. E que os participantes não podem ter a pretensão de adotar as crianças.

De acordo com o prefeito Samuca Silva, o projeto tem a intenção de fortalecer os vínculos familiares e comunitários das crianças afastadas do convívio de sua família. “Através do projeto, nós oferecemos uma capacitação para as famílias que vão receber essas crianças. É uma oportunidade para as crianças que estão sendo acolhidas, que terão fortalecidos seus vínculos familiares, e também para a família acolhedora, que terá uma experiência especial”, destacou.

 

O Hemonúcleo de Barra Mansa abrirá excepcionalmente neste sábado, 3, para doações de sangue das 7 às 11 horas. A preocupação é com o carnaval, que começa no sábado, 9, e intensifica a necessidade de sangue disponível para emergências, já que a unidade é responsável pelo abastecimento de 100% das cidades de Barra Mansa, Valença e Rio das Flores.

Para doar sangue é preciso ter mais de 16 anos de idade. Os menores de idade precisam de autorização dos responsáveis. O doador tem que estar bem de saúde e pesar mais de 50 quilos. Outra indicação importante é que o doador deve ter se vacinado contra a febre amarela há mais de 30 dias.

 

A secretaria de Infraestrutura de Volta Redonda está promovendo um mutirão de limpeza nas escolas da rede municipal, que têm o início das aulas marcado para segunda, 5. Serviços como capina, poda de árvores e outros estão sendo feitos em todas as 104 unidades existentes no município. Já a secretária de Educação, Rita Andrade, lembra que os kits escolares (36 mil) serão entregues para os alunos na primeira semana de aula, e os uniformes, a partir do dia 19. Os kits variam de acordo com o nível escolar, assim como as roupas.

 

A Câmara dos Deputados está analisando uma proposta que obriga as empresas a oferecer agendamento para entrega de produtos e serviços, na data e turno que o consumidor julgar mais conveniente. O texto (PL 8450/17) é do ex-senador Douglas Cintra e altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90). Conforme substitutivo aprovado pelo Senado, a empresa poderá cobrar pela entrega ou visita agendada, mas deverá explicitar o preço do serviço no momento da compra ou contratação. Se descumprir o horário, a empresa abrirá a possibilidade de o consumidor rescindir o contrato e deverá devolver o valor pago pelo agendamento. Também estará sujeita a outras sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.

 

O Sindicato Rural de Barra Mansa divulgou o edital do Curso Técnico em Agronegócio oferecido pelo Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) para o primeiro semestre de 2018. Existem 40 vagas gratuitas e as inscrições podem ser feitas pela internet até o dia 9 de fevereiro http://etec.senar.org.br/processo-seletivo-20181/. Em caso de dúvidas, os interessados devem entrar em contato com o Sindicato Rural de Barra Mansa, pelo telefone (24) 3323-1139. 

Terão prioridade de acesso às vagas os agentes de assistência técnica e extensão rural; agricultor familiar ou médio produtor e técnicos de assistência técnica e extensão rural. Os candidatos que não apresentarem documentação que comprovem esse vínculo com o setor agropecuário vão concorrer às vagas como público geral.

Essa é para quem for passar o Carnaval na cidade maravilhosa: o Disque Cidadania LGBT atenderá demandas da população LGBT durante os cinco dias de folia, seja para receber denúncias de LGBTfobia e atender pedidos de assistências psicológica, jurídica e social, além de tirar dúvidas e solicitar informações. O canal, que funciona pelo 0800 0234 567, vai operar das 14 às 20 horas, de sexta, 9, a terça, 13. “Durante a maior festa do Rio de Janeiro, o funcionamento do Disque Cidadania LGBT é fundamental para atender toda a população que seja discriminada ou vítima de algum ataque LGBT-fóbico. Dar assistência em momentos como esse é fundamental para garantir um atendimento digno aos LGBTs fluminenses e os que visitam o estado nessa época do ano”, disse o secretário de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, Átila Alexandre Nunes.

Durante a festa, o programa da secretaria  realizará campanha de conscientização nas redes sociais contra a LGBTfobia no Carnaval. Com o tema Amor Livre #CarnavalSemPreconceitos, o Rio Sem Homofobia levará a mensagem contra preconceitos ou discriminações.

Deixe uma resposta