segunda-feira, fevereiro 26, 2024
CasaColuna SocialColuna Social

Coluna Social

A secretaria da Pessoa com Deficiência e a secretaria de Cultura de Volta Redonda estão promovendo a 1ª Mostra de Artes e Cultura Surda. A exposição pode ser vista na galeria da Biblioteca Municipal Raul de Leoni, na Vila, até o dia 12 de agosto, das 8 às 17 horas, com entrada franca. Os trabalhos foram todos elaborados por pessoas surdas.
O titular da pasta de Cultura, Anderson de Souza, falou do projeto. “Já inauguramos a biblioteca em braile e hoje estamos abrindo essa mostra para os artistas surdos que já tinham os seus trabalhos prontos. A ideia é que, a partir disso, a gente comece a buscar formas de fomentar essas iniciativas para que os artistas que ainda não produzem possam começar a criar”, disse.
Já o secretário da Pessoa com Deficiência, Washington Uchôa, frisou que a mostra é uma oportunidade para que a sociedade conheça os trabalhos desenvolvidos pelos surdos. “É mais um espaço criado em Volta Redonda para dar visibilidade e promover a acessibilidade dos surdos. Agradecemos ao prefeito Neto pelo apoio que recebemos e hoje mesmo solicitei a compra de dois computadores para a biblioteca, onde serão disponibilizados livros em áudio, e ele me disse que vai providenciar. O que estamos fazendo aqui, nessa parceria com a secretaria de Cultura, vai avançar muito mais”, prometeu.
O ator surdo e presidente do Centro de Integração de Cultura e Arte Surda (CIACS) Ricardo Boaretto, que fez uma apresentação especial de Visual Vernacular, elogiou a iniciativa. “Fiquei encantado com as obras que estão expostas. Esses artistas são modelos para outros surdos se inspirarem. Volta Redonda precisa estar orgulhosa por ter todos esses artistas. A arte deles está tendo visibilidade social nesse espaço e podem ser vistos pelas famílias e, principalmente as crianças, que podem se inspirar e copiar esse modelo e se sentir capaz. O surdo não pode ter visibilidade apenas no mês de setembro, quando é comemorado o ‘Setembro Azul’. É preciso criar esses espaços para dar visibilidade ao surdo”, destacou.
Confira a lista dos artistas que estão na 1ª Mostra de Artes e Cultura Surda: – Juliane Cristina Brizola, Sidcley Soares Lemes, Sérgio Ricardo Gonçalves, Mirian Jéssica C. Ferreira, Mirian Barbosa Teixeira, William José Brito Silva e Rachel Castro Pontes

Na segunda, 25, foi comemorado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E para homenagear as mulheres negras que servem de inspiração pelo trabalho que desenvolvem, a gerência de Promoção da Igualdade Racial e a Fundação Cultura Barra Mansa promoveram um encontro para homenageá-las na Fazenda da Posse, na Barbará. Todas as homenageadas receberam seus certificados individualmente, e sob muitos aplausos, com direito a uma apresentação musical a cargo de Cecília Reis, que apresentou um repertório com ícones da cultura negra brasileira.
A gerente de Promoção da Igualdade Racial do governo Drable, Deviane Costa, lembrou que a data serve para refletir e alertar sobre a condição em que muitas mulheres negras ainda se encontram na sociedade. Afinal, segundo ela, os dados mostram que a mulher negra é a maior vítima de feminicídio e outras formas de violência no país, além das condições econômicas que muitas têm dificuldade de mudar. “Quando você reflete sobre os problemas e a importância de discutir políticas públicas e também de reverenciar a força e a identidade desta mulher, você cria uma conscientização sobre a equidade”, disse Deviane.
Ela também destacou o trabalho que Barra Mansa tem desenvolvido em relação à questão racial, como o ligado à Lei 10.639, que traz a inserção do tema História e Cultura Afro-brasileira nas grades curriculares das escolas de Ensino Fundamental e Médio, tanto públicas quanto privadas. “Precisamos discutir os temas ligados à discriminação racial, sobre identidade da população negra dentro das escolas, o preconceito e suas consequências e, automaticamente, estimulando as crianças negras a se aceitarem, para terem sua autoestima reforçada e assim conquistarem o mundo. Quando a gente se movimenta pra cima a gente leva muita gente junto”, acrescentou Deviane.
Veja a lista das homenageadas: Beatriz Braz de Souza Luciano; Cecília Reis; Eliane Débora de Aleluia dos Santos; Gardênia Aparecida Valério Silvestre; Gilmara Cassiano de Oliveira Mendes; Kely Cristina Santos de Oliveira; Lúcia Avelino Maciel; Maiara de Oliveira Maia; Marcelle Guimarães Raibolt; Margarida da Silva Alves; Mônica Melanie Alves Viana; Rute Pereira; e Valéria da Silva Lima.

A secretaria de Cultura de Volta Redonda, em parceria com a Uerj, está oferecendo um curso gratuito de Capacitação em Gestão de Espaços Culturais. Podem participar moradores de Volta Redonda, acima de 18 anos, que tenham ensino médio completo e atuação na área cultural, que deve ser comprovada através de currículo. Os interessados podem se inscrever de forma on-line até amanhã, domingo, 31, pelo link: https://bityli.com/uxfTgp. O curso será composto por nove módulos, com dois encontros semanais, tendo início em agosto e com previsão de término em dezembro. Existem 10 vagas para Volta Redonda, com seleção e classificação feita exclusivamente pela Uerj. As aulas acontecerão às segundas e quintas-feiras, das 18h30min às 21 horas, e serão transmitidas de forma on-line, através da plataforma Microsoft Teams, simultaneamente para todos os municípios participantes do curso. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected]

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Coluna Social

Coluna Social

Coluna Social

LEIA MAIS

Bate-Bola Sérgio Luiz

Lazer

7 dicas para sair do sufoco

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp