segunda-feira, junho 27, 2022
CasaColuna SocialColuna Social

Coluna Social

A jovem Paula Dias Conrado, filha do vereador Paulo Conrado, é escritora e estudante de Letras da UFRJ. Até aí, tudo normal. O detalhe é que a linda universitária acaba de lançar o seu primeiro livro de poesias: o ‘Cabra marcada para morrer’. Foi na noite de quinta, 16, no Espaço Estrela da PET do Clube dos Funcionários.
O livro faz parte de uma coleção da Editora Urutau, de São Paulo, e tem como foco a poesia contemporânea. A coleção é composta por obras de autoras mulheres e por temas que, de algum modo, falem sobre as vivências do corpo feminino, a fim de dar espaço e voz para as mulheres no campo da literatura e da poesia.

 

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) confirmou a realização de um encontro microrregional em Volta Redonda destinado a debater propostas e a eleger delegados regionais que participarão do 11º Congresso Estadual de Profissionais. Até o dia 13 de julho, o Crea-RJ vai promover mais 12 encontros microrregionais em várias localidades. Em Volta Redonda, o evento está marcado para a próxima terça, 21, às 18h30min, na sede da Associação de Engenheiros e Arquitetos, na Vila.
A Assembleia Legislativa do Estado do Rio aprovou, em segunda discussão, o Projeto de Lei 464/19, da deputada Martha Rocha (PDT), que proíbe o envio do chamado “boleto de proposta” – em que um produto ou serviço de uma empresa é apresentado ao cliente, que pode adquiri-lo efetuando o pagamento do código de barras. O texto está nas mãos do governador Cláudio Castro para ser sancionado ou vetado. “O consumidor acaba sendo sutilmente levado a achar que deve pagar determinado boleto, pelas razões mais variadas: por confiar estar pagando por algo contratado anteriormente, por temer a inclusão em um cadastro negativo pela falta de pagamento ou até mesmo pela distração, uma vez que tais boletos podem vir juntamente com outros boletos de serviços efetivamente contratados pelo consumidor”, justificou a parlamentar. Os boletos, segundo ela, só poderão ser enviados caso o serviço já tenha sido solicitado pelo cliente.

Na manhã de terça, 14, o prefeito Rodrigo Drable recebeu a ciclista barra-mansense Flávia Camargo, que se prepara para participar do Audax Parisien – um ‘pedal’ de mais de 1.200 quilômetros, na França, marcado para 2023. O encontro foi positivo, pois Drable anunciou que vai abrir uma linha de patrocínio para atletas de alto desempenho.
Flávia começou a pedalar em 2015 e em 2019 conheceu a modalidade randonneur – longa distância –, participando de provas de 200, 300, 400 e 1.000 quilômetros de distância. O da França, para o qual ela busca incentivos, tem um percurso de cerca de 1,2 mil kms.

A prefeitura de Volta Redonda, através das secretarias de Cultura e da Pessoa com Deficiência, está organizando a I Mostra de Arte e Cultura Surda, cuja abertura está marcada para o próximo dia 11 de julho, dentro da programação em comemoração aos 68 anos de Volta Redonda, que serão completados no dia 17 de julho.
Os artistas surdos interessados em participar da mostra devem deixar suas obras na sede da secretaria da Pessoa com Deficiência, na Rua 17 de Julho, no Aterrado, das 8 às 17 horas, de segunda a sexta, até o próximo dia 24 de junho. Todos os tipos de arte serão aceitos. “Pode ser desenho, pintura ou escultura”, garantem.

Quem pensa que a arte da capoeira é apenas para gente grande está completamente equivocado. Alunos da Creche Padre Adalberto, do bairro São Luiz, em Barra Mansa, comprovaram que a expressão cultural pode ser aprendida logo na primeira infância. Na manhã de terça, 14, os pequenos com idade de um a três anos receberam o instrutor Madruga e deram um show ao reproduzirem os movimentos ágeis e ao mesmo tempo complexos, realizados com os pés e as mãos, associados aos elementos ginástico-acrobáticos.
De acordo com a diretora da unidade escolar, Aline Vasconcelos, a experiência foi extremamente gratificante. “Convidamos o instrutor para vir à nossa creche, e ele prontamente nos atendeu, apresentando a capoeira sob a ótica pedagógica e afetiva, colaborando com o desenvolvimento integral das crianças – emocional, social e físico. Foi um momento de grande interação”, destacou.
A Creche Padre Adalberto funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas, atendendo atualmente a 83 crianças. Deste total, cerca de 50 participaram da aula de capoeira, realizada na unidade pela primeira vez.


A Assembleia Legislativa instalou uma Frente Parlamentar de Combate à Violência Obstétrica, com o objetivo de ampliar as possibilidades de ações para evitar a mortalidade materna. A Frente será presidida pela deputada Monica Francisco (PSol) e terá as deputadas Martha Rocha (PDT), Enfermeira Rejane (PCdoB), Tia Ju (Rep), Zeidan (PT), Renata Souza (PSol) e o deputado Carlos Minc (PSB) como integrantes do colegiado. “A importância desta Frente é tirar da invisibilidade a morte de mulheres, principalmente mulheres negras e jovens periféricas, que fazem parte de uma população vulnerável. O objetivo é denunciar que o Poder Público não vem efetivando as políticas e protocolos que já existem no Sistema Único de Saúde, além de anunciar uma série de proposições, como a possibilidade de haver parto humanizado, do acompanhamento das doulas e familiares e que as mulheres sejam acompanhadas pela Unidade Básica de Saúde”, disse a parlamentar, garantindo que 70% das mulheres atingidas são negras.

Artigo anteriorJunho Vermelho
Artigo seguinte“Estou muito feliz!”
ARTIGOS RELACIONADOS

Coluna Social

Coluna Social

Coluna Social

LEIA MAIS

Grampos

Grampos Barra Mansa

Voltou a subir

Vagas abertas

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp