Bomba

PHOTO-2018-06-12-16-56-48 (1)

Por um erro nosso, que só foi detectado depois que o aQui já tinha sido enviado aos assinantes na noite de sexta, 1, a notícia de que a rede Bramil vai abrir sua primeira filial em Volta Redonda não saiu publicada na versão impressa do jornal que foi para as bancas na manhã de sábado, 2. No domingo, entretanto, o aQui atualizou a informação em sua página do Facebook.

A nota, que sumiu na revisão do aQui, dava conta que a informação corria em segredo em Três Rios, cidade – sede da empresa. E adiantava que, segundo uma fonte, o novo Bramil deverá gerar 200 novos empregos. A loja deverá ser construída na região do Volta Grande, carente de um bom supermercado. Mais precisamente no bairro Santo Agostinho.

O nome do bairro, que não era citado na postagem original, acabou sendo divulgado pelos internautas, entre eles o vereador Rodrigo Furtado, assíduo leitor do aQui. Ao ler um comentário do internauta identificado como Formigao Moraes, que queria saber se haveria espaço no Volta Grande para a construção de um supermercado, o parlamentar não deixou por menos. “Será (na área? Campo?) do ‘Laje o Laje’, respondeu, referindo-se ao terreno do Santo Agostinho (ver foto).

Rodrigo Furtado estava certo. O terreno, segundo uma fonte, foi adquirido pelo Bramil por cerca de R$ 2 milhões. Procurada para confirmar o investimento, a assessoria de imprensa do Bramil não quis dizer nada. Fica para uma próxima, não é?

Deixe uma resposta