Bate bola – Sergio Luiz

A foto é do timaço do Guarani E.C., campeão do Torneio Início de 1972  da Liga de Desportos de Volta Redonda e pertence ao acervo de Noeli.

Screenshot_3

Em pé da esquerda para a direita: Brucutu, Álvaro, Janir, Banana, Joaquim Lagoa, Josmar e Tonho. Agachados: Gugu, Toninho, Adalberto, Bico, Carlo magrelo, Tironda e Parroco.

Voltaço empata e continua com a corda no pescoço

A saída de Felipe Surian, substituído por Marcelo Salles, não foi suficiente para levar o time do Voltaço à vitória. Ficou num simples 0 a 0 com o Madureira. No primeiro tempo até que a equipe parecia que voltaria a apresentar um bom futebol. Ledo engano. O time voltou a jogar mal e pior: cansou, mostrando sua péssima condição física. O empate acabou sendo ruim para as duas equipes, pois o Madureira continua na última colocação; e o Volta Redonda – que saiu da zona de rebaixamento – está na décima colocação no geral.

A situação do Voltaço continua crítica e o clube ainda luta para não ser rebaixado. Tem mais. Só um milagre pode levar o time às semifinais da Taça Rio. Tudo isso por causa do péssimo planejamento feito pela diretoria, que se submeteu aos caprichos de empresários, que empurraram, goela abaixo, jogadores sem condições de vestir a camisa do Volta Redonda.

 

Metralhadora

O técnico Felipe Surian saiu atirando para todos os lados ao ser demitido do Voltaço. Em entrevista ao jornalista Luiz Eduardo disse, entre outras, que não foi consultado nas contratações feitas pela diretoria. Lamentou a perda de jogadores, como o zagueiro Luan, o volante João Cleriston (que está de volta), o lateral Cristiano e o artilheiro David Batista.

Surian fez duras críticas ao estado em que se encontra a sede e a concentração do Voltaço, onde vários equipamentos da academia estão quebrados. Aproveitou para fazer uma média com o ex-presidente Rogério Loureiro, atribuindo ao empresário toda a boa estrutura que havia no clube. Uma verdade que ninguém pode negar. Só faltou dizer ‘volta, Rogério’!

 

Movimento

Um passarinho me contou que existe um movimento para eleger um novo presidente para o tricolor de aço. O ex-jogador Waltinho seria um dos nomes, e teria o apoio de grandes figuras na cidade. Outro nome – guardado a sete chaves – também estaria disposto a assumir o clube. Mostra que ninguém anda satisfeito com nada do que está acontecendo no clube.

 

Barra Mansa

O ex-volante William, que foi campeão da Série B pelo Barra Mansa, em 2014, morreu neste domingo, 25, aos 29 anos, vítima de um infarto fulminante durante uma pelada em Xerém, na Baixada. O Barra da Tijuca foi o seu último clube profissional, isso há quatro anos. Lamentável!

História

Essa é do Marcinho, do Comercial. Conta que um jogador do América, do Rústico, chamado José Carlos, apelido de Zé Capeta, ia vestir a camisa do clube pela primeira vez para jogar contra o Santos, de Volta Redonda. Na reserva, aguardava ansioso para entrar em campo. Na metade do segundo tempo surge a oportunidade. “Zé, vai aquecer”, mandou o treinador. Capeta tremeu. Não de emoção, mas de nervoso, pois não sabia fazer aquecimento. Para sua sorte, no mesmo instante, o técnico do Santos mandou um dos seus jogadores para o aquecimento. Zé Capeta respirou aliviado e pensou: “Vou fazer tudo o que ele fizer”. E assim o fez. Até mesmo para assinar a súmula, ele chegou junto com o adversário na mesa do arbitro reserva. Afinal, nunca tinha assinado uma súmula e nem imaginava como era. Sempre atento, nosso herói fixou os olhos na prancheta e viu que o adversário assinava: “Antonio dos Santos”. Zé Capeta não conversou, assinou: “José Capeta do América”. Incrível!

 

Curso para treinadores

Estão abertas as inscrições para o curso de qualificação profissional para treinadores de futebol, que será realizado no dia 17 de março, sábado, das 8 às 20 horas, no Aero Clube, em Volta Redonda. A realização é do projeto social ‘Nova Esperança’, da Associação dos Treinadores de Futebol da Região Sul Fluminense, em parceria com a Escalada – Academia Brasileira de Esportes com o apoio da ABTE – Associação Brasileira dos Treinadores Esportivos e Profissionais de Educação Física. Mais informações pelo telefone 24-999159200, com o professor Wendell Silva. O palestrante será o professor Fábio Cunha. O evento é aberto ao público.

 

Bola dentro

Para a volta do volante João Cleriston, de onde nunca deveria ter saído. Tomara que ainda tenha tempo para corrigir a lambança geral reinante no Voltaço. Valeu!

Bola fora

Para o bar do Estádio Raulino de Oliveira, que cobra um absurdo por uma simples garrafa d’água, ou latinha de refrigerante, e ninguém toma providências. A propósito, qual seria o percentual que o Voltaço recebe das vendas nos dias de jogos? Para quem não sabe, o Voltaço tem, por lei, direito a um percentual nas vendas no bar do estádio em todos os jogos ali realizados. Com a palavra, a diretoria do Voltaço.

Deixe uma resposta