terça-feira, abril 16, 2024
CasaEditoriasEsporteBate-Bola Sergio Luiz

Bate-Bola Sergio Luiz

Seleção de Barra Mansa, em 1984.

Em pé, da esquerda para a direita: Zé Geraldo, Nei, Clóvis, Renato, Zé Augusto, Tião, Geraldo, Tuli, Choco e Valdenir. Agachados: Temochengo, Orelha, Nil do Cacaio, Nei, Claudinho, Rafa e Tiamélia.

Mudança de regra
A International Football Association Board (IFAB), entidade que cuida das regras do futebol, determinou algumas mudanças a serem aplicadas a partir de 1o de julho. A principal delas estabelece que, em caso de concussão (choque na cabeça), a equipe do jogador afetado poderá realizar uma substituição a mais, respeitando o protocolo necessário em situações deste tipo. Também definiu mais quatro mudanças nas regras, de graus diferentes de importância no andamento do jogo. A primeira obriga os times a terem um capitão com uma braçadeira que o identifique. Na regra 4, ficou estabelecido que os jogadores são responsáveis pelo tamanho e adequação das próprias caneleiras, que são um item de uso obrigatório. Na regra 12, as infrações de toque de mão na bola de forma não deliberada, passíveis de marcação de pênalti quando dentro da área, devem ser tratadas da mesma forma que outras faltas.
Por último, em cobranças de pênalti, parte da bola deve tocar ou estar por cima da marca da cal, e a invasão da área por jogadores nessas situações só deve ser penalizada caso gere algum impacto no andamento da jogada.
Essas alterações entram em vigor no dia 1o de julho, mas, segundo a Ifab, competições que comecem antes desta data poderão implementá-las mais cedo ou adiar até a próxima edição. A adoção de um “cartão azul” – uma espécie de meio-termo entre o cartão amarelo e o vermelho -, que seria utilizado em situações em que um jogador cometa uma falta antidesportiva, devendo ficar fora do campo de jogo por 10 minutos, por enquanto, não foi adotada. (Fonte: Agência Brasil. EBC). Tomara que melhore mesmo. Quem viver verá!

Semifinal
Flamengo e Fluminense jogam hoje, sábado,16, às 21 horas, no Maracanã, decidindo quem vai para as finais do carioca 2024. O Fla venceu a primeira por 2 a 0 e joga por um empate, podendo perder por dois gols de diferença. Já o Flu precisa vencer por três gols de diferença. Amanhã, domingo, 17,às16horasnoMaracanã, NovaIguaçue Vasco, decidirão quem será o adversário do vencedor do Fla x Flu, na grande final. No primeiro jogo, empate em 1 a 1. Ao Vasco só interessa a vitória. Já o Nova Iguaçu joga pelo empate.

Taça Rio
O Botafogo saiu na frente na semifinal da Taça Rio ao vencer o Sampaio Corrêa por 2 a 1 no jogo de ida, realizado domingo, 10, em Bacaxá. O alvinegro pode perder por até um gol de diferença amanhã, domingo, 17, às 18h30, no Nilton Santos, que ficará com a vaga na final. Por outro lado, o Sampaio Corrêa terá de vencer por dois gols de vantagem para decidir com o vencedor de Portuguesa e Boavista, que jogam hoje, sábado, 16, às 18h30min, no Estádio Eucyr Resende. A lusa joga por um empate, já que no jogo de ida ficaram iguais em 1 a 1.

História
Quem mandou foi o Zé Osmar da Vila. Pelos idos de 1975, Aix e Bulau, treinadores do time amador do Comercial, levaram a equipe para jogar em Juparanã. Distribuíram as camisas para os jogadores e não observaram que faltava a número 10. Decorridos 30 minutos do primeiro tempo, o Comercial já perdia por 2 a 0. Foi quando o juiz, estranhando tal facilidade, resolveu contar os jogadores e descobriu que o Comercial tinha apenas dez jogadores em campo e seis no banco. Corrigido o erro, os desligados treinadores viraram o jogo para 4 a 2. É mole?

Contratações
A diretoria do Voltaço anunciou a contratação do zagueiro Zé Vitor, 21 anos, formado nas categorias de base do Vasco, até o final de 2024. O atacante MV, 25 anos, um dos poucos a se salvar neste time, teve seu contrato renovado até 2025. O goleiro Jean Drosny chega na segunda, 18, para disputar a série C, com chances de renovar. O técnico Rogério Correia está de olho nas contratações e indicou alguns nomes de sua confiança. O Volta Redonda estreia na Série C, contra o Remo, na próxima quarta-feira, 20, em Belém do Pará.

Manchando
Os times de uma franquia do Volta Redonda, nas categorias sub-16 e sub-20, possivelmente sediada em Nova Iguaçu, participaram de uma tal Copa União, no Estádio Giulite Coutinho. E vejam: o sub-20 tomou uma goleada de 10 a 0; já o Sub 20 levou uma chinelada de 7 a 0. Enquanto essa “franquia” dava vexames, o verdadeiro sub-20 do Volta Redonda perdeu para o Vasco por 2 a 0, no Raulino de Oliveira. E o verdadeiro sub-17 empatou com o Botafogo em 2 a 2, no CT do Aero. Alguém tem que explicar como funciona essa tal “franquia” e como ela é fiscalizada. Afinal, toda franquia tem que seguir o padrão de qualidade. Tem mais. O Volta Redonda recebe alguma coisa para emprestar o nome do clube desse jeito? A verdade é que sujaram o nome do clube. Com a palavra, a diretoria do Voltaço.

Bola fora
Para os dirigentes do futebol carioca. Eita bagunça! Arrumaram uma confusão para decidir onde Nova Iguaçu e Vasco farão o segundo jogo. Primeiro, marcaram para o Maracanã, depois com a recusa do consórcio Fla/Flu em ceder o estádio, remarcaram para Volta Redonda. E, agora, depois de muita pressão confirmaram o jogo para o Maracanã. O que seria decisão de bom senso, sem frescuras. Os geniais cartolas do futebol carioca, estão mais é para bestiais.

Bola dentro
Para os jogos das semifinais do estadual, que estão cada vez mais acirrados e emocionantes. Haja coração! Principalmente para os vascaínos, que estão testando suas coronárias a cada jogo. O fim de semana promete mais testes para o coração. Tá valendo!

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Bate-Bola Sergio Luiz

Bate-Bola Sergio Luiz

Bate-Bola Sergio Luiz

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp