sexta-feira, fevereiro 23, 2024
CasaEditoriasEsporteBate-Bola Sergio Luiz

Bate-Bola Sergio Luiz

Este é o time do Voltaço em 1987. Somente dois jogadores de fora, Figueiroa e Isidoro. Foto pertence ao acervo do Edinho Silva. Colaboração do Manú.

Em pé, da esquerda para a direita: Dr. Reinaldo Couro, Eli, Figueiroa, Edson Moita, Manú, Isidoro, Valtinho, Luiz Cláudio e Dr. Cláudio Bittencourt. Agachados: Batista (Massagista), Botelho, Chita, Betinho, Léo, Russo e Cafu. Mascotes: Reinaldo Júnior, Vinícius e Luiz Eduardo.

Nesta edição, estamos entregando os troféus Jacaré do Bem para aqueles que se destacaram positivamente no esporte durante o ano de 2023 e ainda o Jacaré do Mal para os que pisaram na bola.

JACARÉ DO BEM
Para a boa campanha do Voltaço no campeonato carioca, ficando em quarto lugar, garantido a vaga antecipada para a Copa do Brasil de 2024;
Para o atacante Lelê, que foi vice- artilheiro do campeonato, despertando a cobiça de vários clubes, fazendo com que o Fluminense desse uma banda no Vasco;


Para o técnico Rogério, que andou tirando água de pedra ao ter que montar o time três vezes ao final da competição. Acabou indo para o CSA;
Para a subida do Volta Redonda no ranking da CBF, estando atualmente entre os 50 melhores clubes do Brasil;
Para o Fluminense, que conquistou os títulos de campeão estadual e a Taça Libertadores de 2023;
Para o desempenho do artilheiro German Cano, do Fluminense, que marcou 40 gols em 2023; e
Para os jovens John Kennedy, do Fluminense, e Endrick, do Palmeiras – duas grandes revelações.

JACARÉ DO MAL
Para a goleada que o Volta Redonda sofreu para o Fluminense, por 7 a 0, na semifinal do estadual;
Para a eliminação prematura do Voltaço pelo Bahia, na Copa do Brasil;
Para a falta de oportunidades para os jogadores da base, preferindo dar espaço a jogadores de empresários;
Ausência do Voltaço na Copinha, depois de cerca de cinco anos consecutivos, mesmo que tenha participado nestas edições como uma espécie de ‘barriga de aluguel’;
Para a decepção que foi a derrota do Fluminense diante do Manchester City por 4 a 0;
Para a insistência do técnico Fernando Diniz em utilizar o esquema
de saída de bola sem chutões, com bolas curtas próximas da área;


Para o desempenho da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo. Até certo ponto. foi decepcionante;


Para o Botafogo, que deixou escapar a chance de ser campeão brasileiro, e para o Vasco, que, mais uma vez, fez sua torcida sofrer, lutando para não cair.

Feliz ano novo!

ARTIGOS RELACIONADOS

Bate-Bola Sergio Luiz

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp