sábado, fevereiro 24, 2024
CasaEditoriasEsporteBate-Bola Sergio Luiz

Bate-Bola Sergio Luiz

Aí está o time do Rodoviário A.C., bicampeão da LDVR- Liga de Desportos de Volta Redonda, em 1955. A foto pertence ao acervo do saudoso Walter Andrade.

Em pé, da esquerda para a direita: Pé de Lata, Marinho, Zezé, Walter, Sucuri e Lula. Agachados: Telmo, Alcino, Loló, Niraldo e Tarzan.

Balanço geral
O ano esportivo brasileiro está chegando ao fim e, com ele, a certeza de que foi bom. Mas poderia ter sido melhor. A começar pelo Volta Redonda, que fez um bom Campeonato Carioca, ficando em quarto lugar, o que lhe garantiu a classificação para a Copa do Brasil de 2024. A campanha até apagou a péssima participação em 2022, quando o time foi rebaixado. Sorte é que voltou no mesmo ano. A propósito, o Fluminense foi o campeão carioca de 2023, dando ao técnico Fernando Diniz o seu primeiro título da carreira.
Na Copa Brasil, o Voltaço foi eliminado pelo Bahia, tendo perdido os dois jogos, em casa por 2 a 1 e depois na Fonte Nova por 4 a 0. Isso após ter passado pelo poderoso Falcon (SE) por 3 a 1, e depois, já na segunda fase, o Atlético (GO) nos pênaltis, depois de empatar em 1 a 1 no tempo normal.
Na série C, o tricolor de aço teve uma ascensão meteórica, atropelando todo mundo, chegando ao final da primeira fase na vice-liderança com 33 pontos. Na segunda fase, porém, o Voltaço deixou escapar a chance de conquistar a vaga para a série B em 2024, ao ser derrotado duas vezes consecutivas por 2 a 0 pelo Amazonas. Com um regulamento ingrato, o Volta Redonda acabou sendo prejudicado, pois pontuou mais que Paysandu e Brusque, que conquistaram o acesso. Assim, o sonho da série B ficou adiado mais uma vez. Quem sabe em 2024… Quem viver verá, FELIZ NATAL E UM ABENÇOADO 2024!

Reforços
O Volta Redonda anunciou a contratação do meia Thiago Alagoano, de 34 anos. Ele iniciou a carreira no Asa de Arapiraca e estava no Floresta-CE. Acertou também com o zagueiro Augusto, 26 anos, revelado pelo Palmeiras e veio do Tombense.

Jogos
O Carioca de 2024 começará no dia 17 ou 18 de janeiro com a disputa da Taça Guanabara. O Voltaço fará seis jogos em casa, contra: Fluminense (na estreia), Boavista, Audax Rio, Botafogo, Portuguesa e Nova Iguaçu. E sairá cinco vezes para enfrentar Flamengo, Madu- reira, Sampaio Corrêa, Bangu e Vasco.

Homenagens
Paulo Conrado, presidente da Câmara de Volta Redonda, prestou uma justa homenagem a alguns torcedores e funcionários do Voltaço concedendo-lhes uma Moção de Congratulações. São eles: Flávio Fubá, Edson Trombada, Geraldinho Papai Noel, Hélio Silva, Jorge Vitório, Paloma, José Luiz Fernandes, Claudinho Azevedo, Dr. Cláudio
Bitencourt, Eli da Silva, Élcio Roberto, Manu, Sandro e Valtinho. Merecida homenagem. Que venham outras.

História
Essa é do meu amigo Osni Nascimento. Em futebol de várzea acontece de tudo, né? Conta que seu tio Geraldo era um excelente goleiro do futebol amador. Certa vez, foi jogar em Rio Preto, distrito de Valença, e fechou o gol. Não passava nada. Havia um artilheiro respeitado que já estava perdendo a cabeça, porque tinha fama de goleador e encontrou pela frente uma barreira intransponível. Vendo que o time da casa perderia a invencibilidade, o juiz tratou de marcar um pênalti. Geraldo chegou no ouvido do atacante e disse: “Eu vou pegar”. Desafiado, o artilheiro pegou a bola, colocou na marca da cal, esperou o apito, encheu o peito e soltou um torpedo. Geraldo foi lá e defendeu. Quando todos pensavam que o nosso herói fosse repor a bola em jogo, eis que ele, simplesmente para sacanear, rolou a bola para o cobrador dizendo: “Bate de novo pra você fazer o gol”. O cobrador colocou novamente na marca e disparou. E não é que Geraldo pegou de novo?
Humilhado, o atacante abandonou o jogo, sob uma sonora vaia. Eita, goleirão! É mole?

Jefinho
Um passarinho me contou que tem gente ou um clube da região que também
quer beliscar um troco na venda do passe do atacante Jeffinho, ex-Resende, vendido ao Botafogo e depois para o Lion da França. Entende que tem direito através do mecanismo de solidariedade da Fifa e já está mexendo os pauzinhos. Vou descobrir e depois conto.

Bola fora
Para a violência, que aumentou nos estádios de futebol em 2023. A impunidade aumenta a coragem dos baderneiros, e as autoridades fecham os olhos e fingem que nada está acontecendo. Enquanto
isso, o torcedor tem medo de levar a família, preferindo se afastar dos estádios.

Bola dentro
Para o time do Fluminense, que, independentemente do resultado do jogo contra o Manchester City, deu uma exibição de futebol na vitória sobre o Al Ahly por 2 a 0. Fez por merecer estar na final do Mundial.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

Bate-Bola Sergio Luiz

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp