quinta-feira, novembro 25, 2021
HomePlantãoAlerj promove debate sobre Fundo Soberano em Volta Redonda

Alerj promove debate sobre Fundo Soberano em Volta Redonda

Representada pelo presidente André Ceciliano (PT), que estará acompanhado de outros deputados estaduais, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro va9 apresentar amanhã, sexta, 19, o Fundo Soberano aos prefeitos do Médio Paraíba. O encontro será na sede da CDL-VR, no Aterrado, das 9 às 13 horas, e em respeito às regras sanitárias, será restrito a convidados, mas também será transmitido pela TV Alerj (canais 10.2 UHF e 12 NET) e no Youtube. O uso de máscaras será obrigatório.
O objetivo do debate é apresentar a Emenda Constitucional 86/21, que criou o fundo. Ele é uma poupança com recursos dos excedentes dos royalties e participações especiais do petróleo para ser usada em momentos de crise (no limite de 30% do seu saldo) e também para financiar o desenvolvimento do estado a médio e longo prazos.
“A exemplo do que fazem os países produtores de petróleo, o Fundo Soberano poderá financiar investimentos em infraestrutura, ciência e tecnologia, projetos que âncoras de desenvolvimento, parabéns gerando emprego, renda e riqueza, pensando o Rio além do petróleo. Estamos num momento muito bom do ponto de vista da arrecadação, então é hora de planejar o estado de forma a diversificar a nossa base produtiva, hoje muito dependente dos royalties, e modo a aumentar a nossa receita com bases sólidas, que é o nosso grande problema”, afirma André Ceciliano.
A expectativa é de que sejam discutidos projetos estruturantes para o incremento da economia regional. A Emenda Constitucional 86/21 foi promulgada, em junho, pelo presidente da Alerj, autor original da proposta. O texto, aprovado por unanimidade na Casa, será regulamentado por Projeto de Lei Complementar (PLC). A tramitação já foi iniciada no plenário da Casa, no dia 26/10, e a votação ocorrerá após as audiências públicas.
A emenda prevê que, toda a vez que houver aumento de arrecadação dos royalties de petróleo, 30% dos recursos serão depositados no Fundo Soberano. Ele vai funcionar como uma poupança para momentos de crise, como a que o Rio viveu em 2016. Também será um fundo de investimentos, como existe nos países que são grandes produtores de petróleo, como Noruega, Canadá e Emirados Árabes. O fundo também é composto por 50% das receitas recuperadas de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC), decisões administrativas, judiciais ou indiciamentos legislativos referentes à exploração de petróleo e gás.
Entre os projetos já apresentados, destacam-se a construção de uma rota de dutos de gás natural e o incremento da indústria naval, na região de Itaguaí, Mangaratiba e Seropédica. A equiparação de incentivos fiscais com estados vizinhos, a construção de ligações rodoviárias e a instalação de uma fábrica de fertilizantes foram as principais propostas sugeridas na Região Norte.
SERVIÇO:

Data: 19/11
Local: Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Volta Redonda
Endereço: Rua Simão da Cunha Gago, 19, no bairro do Aterrado
Horário: 9h às 13h
Transmissão: TV Alerj (canais 10.2 UHF e 12 NET) e pelo Youtube da Casa.

ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

COMENTÁRIOS RECENTES

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp